Amanda Lyra
Quinta, 13 de abril de 2017, 00:00 h - Atualizado em 13/04, 00:00 h

Ala Oliveira - Músico e multíscio

Confira uma entrevista com o frontman da banda Pigs & Diamonds

Amanda Lyra:Cultura
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Ala Oliveira é guitarrista e vocalista da banda curitibana Pigs & Diamonds, sem dúvida um dos melhores projetos de tributo ao Pink Floyd.  Ala também é professor de filosofia no ensino superior e ensino médio, tem o dom de captar a atenção das mentes mais distraídas. Talento, carisma, coerência e sabedoria são adjetivos facilmente dados a ele! Confira uma entrevista exclusiva:

 

VRNews: Quais projetos/bandas você participa?

AO: Hoje me dedico prioritariamente à Pigs & Diamonds devido a nossa agenda ser muito intensa e constante. Mas tenho também um power trio, o Triunvirato, no qual tocamos clássicos do Cream, Hendrix, Clapton e blues, além de composições próprias, Mas como disse, o projeto que mais ocupa meu tempo hoje é a Pigs mesmo.

 

VRNews: Como foi seu primeiro contato com a música?

AO: Acho que eu tinha uns 7 ou 8 anos e ganhei um violãozinho Gianini de meu pai. Ele mesmo me ensinou uns 3 ou 4 acordes e aí fui pegando gosto pela música. Me orientava por aquelas revistinhas e ali fui aprendendo de forma autodidata as informações mais elementares da música.

Mas seu eu retroceder um pouco mais na história mais apócrifa da minha vida, vou me lembrar de ouvir músicas enquanto ficava em um carrinho de bebê, a música vinha de um velho rádio que minha mãe ouvia, entre um afazer e outro. Acho que a primeira vez que ouvi rock foi nessa época. Lembro de "Love Hurts" do Nazareth... ahaha...

Foto: Divulgação.

VRNews: Pra você qual a parte mais legal de ser músico? E ser professor?  

AO: Acho que ser músico é um desafio, porque infelizmente a arte nunca foi vista como uma atividade produtiva no Brasil. Lembro que recentemente, quando se aventou a possibilidade de extinção do Ministério da Cultura, muitas pessoas reagiram dizendo que isso era bom porque obrigava desocupados a se dirigirem ao Ministério do Trabalho. Lamentável sob todos os aspectos comentários desse tipo, mas isso sinaliza para uma ideia que vigora em larga escala em nossa sociedade. Mas o prazer de cantar e tocar um instrumento que mexe com as emoções das pessoas é único.

Ser professor é muito parecido, pois há de se vencer desafios porque  a educação nunca foi prioridade nesse país. Mas a realização de ver alunos que se encantam com suas aulas também é algo fantástico.

Nosso país seria muito melhor se a arte e a educação fossem tratadas com mais respeito...

 

VRNews: O que você lembra da primeira vez que tocou uma música inteira?

Lembro sim, eu tinha uns 8 anos e consegui tirar a música "Vaca Estrela e Boi Fubá" do Rolando Boldrin, toquei pra agradar meu pai que adora música sertaneja de raiz.

O legal é que tirei de ouvido, porque naquela época não existia as facilidades de hoje, como cursos online, cifras e tal...

 

VRNews: De lá pra cá, qual a diferença?

Ah, a diferença é gigantesca, pois costumo dizer que a estrada forja o músico. A cada ano que passa a gente vai internalizando aprendizados que vão nos tornando mais cuidadosos e habilidosos com nossa interpretação. O curioso é que isso não necessariamente tem a ver com técnicas, mas com sensibilidade. Vamos aprendendo atalhos e dinâmicas que nos fazem construir coisas na música que nunca imaginávamos sermos capazes... é algo muito bonito de se analisar...

 

 

Foto: Divulgação.

VRNews: Como é conciliar a música e a filosofia?

Não posso dizer que seja exatamente fácil, porque as duas coisas acontecem em períodos distintos do dia, e ambas as coisas exigem dedicação integral. É muito comum em minha rotina abreviar minhas horas de sono pra dar conta de tudo. A coruja é o símbolo da filosofia, porque é um animal que está acordado quando todos os demais estão dormindo, numa alusão à visão privilegiada da filosofia sobre o senso comum. Mas o problema é que as aulas começam às 07:30 da manhã. Certa vez saí de um show, viajei de madrugada e só deu tempo de tomar um banho até chegar na sala de aula... foi tenso...

 

VRNews: O instrumento do seu sonho?

Hum, acho que o saxofone. Pois acho que é o instrumento que mais se aproxima da voz humana. Um dia quero aprender a tocar. Acho um som belíssimo...

 

VRNews: Aqueles ídolos que te impressionam sem esforço?

Bem, na música gosto muito do McCartney, um músico completo sob todos os aspectos. Certa vez assisti um programa em que Paul gravou sozinho, ao vivo, no palco uma música, um instrumento de cada vez, o resultado foi sensacional e inesquecível...

Fora da música gosto muito do Chaplin, outro artista que fazia tudo sozinho. Escrevia, coreografava, compunha as trilhas e atuava... uma personalidade adorável...

 

VRNews: Quais são os projetos para esse ano?

Bem, na Pigs, estamos em turnê de homenagem ao álbum do Floyd, "Animals, que completou este ano 40 anos. Estamos excursionando em teatros e pubs de várias cidades performando este álbum na íntegra além dos clássicos de sempre.

Também tenho ideia de montar um show acústico com um parceiro com músicas de raiz, mas é algo para o segundo semestre e ainda em gestação.

 

VRNews: O que você diria para o seu “eu” do passado?

Acho que se encontrasse o jovem Ala eu diria a ele que fosse menos ansioso e preocupado com o futuro. Que vivesse as experiências de seu tempo sem pensar nas coisas que ainda não aconteceram. Acho que isso seria um belo conselho e que mudaria muitas coisas...

De um modo geral costumo dizer que o passado é um grande império de ansiedades...

Foto: Divulgação.

Papo Reto:

1-      Obra prima: Crime e Castigo (Dostoiévski)

2-      Uma paixão:  Viajar

3-      O melhor show: David Gilmour na Pedreira Paulo Leminski

4-      Queria fazer um som com: Zé Ramalho

5-      Um esporte: Natação

6-      Aquele cover que você ama cantar: Shine on you crazy diamond

7-      Férias perfeitas: Londres

8-      Lugar perfeito para compor: Uma praia deserta no inverno

9-      Ala Oliveira por Ala Oliveira: Ala Oliveira é alguém que sempre se orientou por intuições. Alguém que prefere seguir o rumo dessas percepções intuitivas ao invés de cumprir um planejamento ao pé da letra.

 

Serviço:

Pigs&Diamonds fanpge:  https://www.facebook.com/PigsDiamonds-Pink-Floyd-Tribute-555874107812012/

 



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Mulheres de Sucesso

Mulheres de Sucesso

Mulheres de Sucesso


Vera Rosa

Vera Rosa

Coluna Vera Rosa




Mais lidas
Inscrições para o PUC Night Run estão abertas

Inscrições para o PUC Night Run estão abertas

Evento faz parte das comemorações aos 60 anos da PUCPR


 Clube Mulheres de Sucesso Araucária: Arlete Sofia Chincoviaki

Lolla lança label para transmissão dos jogos da Seleção Brasileira

Lolla lança label para transmissão dos jogos da Seleção Brasileira

Considerado um dos grandes fenômenos da noite curitibana, o bar preparou atrações especiais para os curitibanos assistirem aos jogos da Copas América


Desenho realista tem curso no Solar do Rosário

Desenho realista tem curso no Solar do Rosário

Técnicas para desenvolver ilustrações que parecem fotografias são ensinadas no Ateliê Permanente de Desenho Realista com Grafite no Solar do Rosário.


Clube Mulheres de Sucesso Araucária: Graciele Galize Figuel

Museu Atílio Rocco SJP recebe a exposição “BABUSHKIM”

Museu Atílio Rocco SJP recebe a exposição “BABUSHKIM”

A Secretaria de Cultura de São José dos Pinhais promove a partir desta sexta-feira (14) a exposição “BABUSHKIM”, do artista plástico Eloir Jr., no Museu Municipal Atílio Rocco, com entrada gratuita.



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)