Cel Costa Filho
Terça, 19 de março de 2019, 00:00 h - Atualizado em 19/03, 00:00 h

Atentado na Escola

Terror na escola

Cel Costa Filho:Suzano
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Todos ficaram pasmos com a notícia do atentado em Suzano, pois esse tipo de crime não é comum em nosso país, mas se fizermos uma retrospectiva constataremos que a incidência aumentou nos últimos anos.

            Logo em seguida duas ameaças foram detectadas e os responsáveis identificados.

            Num dos casos um adolescente de 16 anos ao ser abordado; o que foi feito? Nada. Apenas vão intimar os pais e no final “dar um puxão de orelhas” no adolescente.

            Infelizmente esse tipo de “resposta” da justiça ao invés de dar uma resposta positiva a sociedade, acaba por estimular outros adolescentes.

            Se fosse num país do “primeiro mundo”, onde apesar de tudo que cultuamos, trata a todos de forma igual, e em muitos países, essa simples ameaça resultaria em uma punição severa, o que com certeza serviria para desestimular outros adolescentes e até mesmo os que já são maiores de idade.

            O ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, é na prática um estímulo ao descumprimento das leis.

            Os tempos mudaram, um adolescente de 16 anos de hoje não pode ser comparado a um adolescente de 20 anos atrás.

            Como em tudo na vida, casos diferentes devem ser tratados de forma diferente.

            Na minha opinião o ECA deve ser mantido, mas com ressalvas para determinados tipos de crimes que deveriam ser tipificados com punições mais severas, Ex.:  homicídio, feminicídio, latrocínio, estupro, roubo à mão armada, etc ....

            Não se pode dar a mesma pena para um delito de pequena gravidade igual a que se dá a um crime hediondo.

            Os falsos moralistas irão gritar e espernear, mas a justiça só é respeitada se a punição for “dura”.

            Nossos representantes legais devem ser cobrados para mudarmos esse estatuto. O aumento da criminalidade é um reflexo direto da impunidade com os adolescentes, que impunes, chegam a maioridade (18 anos) altamente especializados com muitos crimes cometidos, mas sem nenhum registro em sua ficha criminal, que fica zerada e os deixam livres para continuarem suas vidas de marginais.

            Pesemos e reflitamos.....

            Para sugestões enviem e-mail para coronelcosta181@gmail.com

 



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Mulheres de Sucesso

Mulheres de Sucesso

Mulheres de Sucesso


Vera Rosa

Vera Rosa

Coluna Vera Rosa




Mais lidas
Uninter promove 23 corrid­­as de rua em 2019

Uninter promove 23 corrid­­as de rua em 2019

Competições acontecem no Paraná com o objetivo de incentivar a prática esportiva


4º edição do É no choro que vou de 23 a 30 de abril

4º edição do É no choro que vou de 23 a 30 de abril

O Festival Nacional do Choro trará mais de 10 apresentações com artistas locais e de renome nacional, além de debates e workshops em vários locais da cidade.


A era da distorção amorosa!

A era da distorção amorosa!

Amor é sinônimo de paixão? Amor é sinônimo de Obsessão?O que é o amor?


Espetáculo Bita e os Animais anima a criançada neste fim de semana

Espetáculo Bita e os Animais anima a criançada neste fim de semana

Musical é apresentado no Teatro EBANX Regina Vogue


Curitiba será invadida por ações criativas

Curitiba será invadida por ações criativas

O World Creativity Day Brazil vai movimentar simultaneamente 52 cidades brasileiras com centenas de atividades gratuitas


FRESH apresenta programação musical para o feriado de Páscoa

FRESH apresenta programação musical para o feriado de Páscoa

Espaço gastronômico terá shows ao vivo para animar a noite dos curitibanos



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)