Cel Costa Filho
Terça, 19 de setembro de 2017, 00:00 h - Atualizado em 19/09, 00:00 h

Entrada nos prédios

Segurança em primeiro lugar

Cel Costa Filho:Cidades
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Apesar de já ter falado sobre esse assunto é sempre bom reforçar algumas dicas de segurança para manter e se possível aumentar a segurança, principalmente para quem mora em condomínios horizontais e verticais.

Uma pessoa muito importante na segurança do condomínio é o porteiro, seja ele presencial ou través de um controle de acesso remoto, conhecida como Portaria Sem Porteiro ou Portaria Remota, pois esse funcionário é quem está diuturnamente observando e vendo quem entra e quem sai do condomínio e é ele quem tem a responsabilidade de autorizar ou não a entrada de visitantes, funcionários e prestadores de serviço, bem como acompanhar a entrada dos moradores.

Por isso é fundamental ao selecionar quem irá controlar esse aceso, quer seja ele, contratado diretamente pelo administrador, pelo síndico ou através de uma empresa terceirizada, que seja avaliado e verificado as qualificações e discernimento para realmente atuar como porteiro e controlador de acesso, pois é fundamental que o funcionário seja alguém que sempre esteja atento e que tenha um bom treinamento para saber identificar e avaliar as pessoas que chegam e solicitam para entrar na área do condomínio.

Nesse quesito a Portaria remota tem mais vantagens pois como o funcionário estará em um centro de operações sendo também monitorado, sua dedicação ao trabalho com certeza é maior.

 Pois caso seja autorizado indevidamente a entrada de um “marginal”, todos os moradores estarão em risco.

Mas, para que o porteiro tenha como cumprir com suas funções corretamente, é fundamental que os condôminos façam a sua parte, ou seja, sigam as normas de segurança e conduta que constam do estatuto do condomínio.

É comum ao conversarmos com esses funcionários, ouvirmos histórias sobre moradores que se acham acima dos demais e que não seguem as regras e nesses casos para não acabar perdendo o emprego, porque geralmente os que não cumprem as normas são os que mais reclamam da segurança, pois são prepotentes e via de regra colocam sempre a culpa na falta de preparo do funcionário e nunca assumem a sua falta de comprometimento com a segurança dos demais moradores, mas no caso da portaria remota a postura do controlador de acesso é mais presente pois ele não está no local e não sofre pressão dos maus

            Por isso nunca esqueça, PREVENIR é sempre o melhor remédio.



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Coluna Kids

Coluna Kids

Coluna Kids


Marcos Silva

Marcos Silva

Para ler, ver, ouvir e pensar




Mais lidas
Corrida de rua agita fim de semana em Curitiba

Corrida de rua agita fim de semana em Curitiba

Algumas ruas do Batel, Bigorilho e Seminário serão bloqueadas no domingo pela manhã


 Música e poesia de Adriano Esturilho no Ornitorrinco

Música e poesia de Adriano Esturilho no Ornitorrinco

O autor curitibano faz pocket show no lançamento de seu novo livro, nesta segunda-feira (25/6)


Fernando Cezanoski é eleito presidente do Rotary Club Tijucas do Sul

Fernando Cezanoski é eleito presidente do Rotary Club Tijucas do Sul

Clube de Tijucas do Sul teve cerimônia de admissão em Rotary Internacional


Quer participar ou anunciar no Programa Amanda Lyra?

Quer participar ou anunciar no Programa Amanda Lyra?

Em parceria com Old Black Records, toda semana um programa novinho pra vocês


Precisamos aprender a enterrar nossos mortos

Precisamos aprender a enterrar nossos mortos

O texto a seguir é uma ficção. Mas qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais, não é mera coincidência.


Teatro Sesi recebe o espetáculo Vigiar e Punir, com entrada franca

Teatro Sesi recebe o espetáculo Vigiar e Punir, com entrada franca

Manipulação de bonecos coloca Foucault em cena



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)