Cel Costa Filho
Terça, 25 de setembro de 2018, 08:40 h - Atualizado em 25/09, 08:42 h

Maioridade penal?

Segurança em Primeiro lugar

Cel Costa Filho:Empresarial
Autor: Redação
Foto:

Nosso sistema legal e penal não está em condições de recuperar ninguém, mas não é justo para o cidadão de bem que paga seus impostos e faz este país funcionar, continuar a ser vitima desse sistema falido, onde para não responsabilizar uma pequena parcela de jovens delinquentes e marginais, toda a sociedade fica exposta a esses criminosos que se escondem e se amparam sobre o manto da impunidade por serem “menores”, enquanto que o cidadão está sendo assassinado, roubado e a cada dia se sentindo mais e mais desamparado e abandonado pelo Estado.

E o pior não é apenas a impunidade dos menores marginais, mas a má influência que a impunidade exerce sobre os demais adolescentes que veem o crime como algo que compensa e que quem o comete não é responsabilizado.

Alguns defensores dos menores infratores ainda não perceberam que em qualquer sociedade independente da riqueza e estrutura do Estado, sempre haverá marginas que serão menores de idade, mas que diferente daqui, respondem pelos seus atos.

Se o jovem com dezesseis anos tem capacidade para escolher quem vai governar o país e o consideram apto e responsável para tal, mas quando tem que responder por atos criminosos, onde muitas vezes vidas são ceifadas, o tratam como se não tivessem condições de responder pelos seus atos e a sua “pena” na maioria dos casos não passa de seis meses de internação para pagar pela vida de um cidadão inocente que teve sua vida “roubada” e sua família inteira destruída.

O jovem de hoje com dezesseis anos de idade não pode ser comparado com um jovem de dezesseis anos da década de 60. Hoje nossos jovens tem acesso a uma gama de informações que muitas pessoas de mais idade não o têm, pois eles vivem conectados e acompanham diariamente tudo o que acontece não só em sua cidade, mas no mundo.

A primeira palavra que um adolescente fala ao ser abordado pela polícia após cometer um crime é “sou Di menor, mão me ponha a mão” e não raro saem da delegacia antes dos policiais que o encaminharam e das vitimas, pois como o Estado não tem estrutura nem capacidade para fazer valer o ECA, é mais cômodo soltá-lo com o pretexto de que não há condições de mantê-lo custodiado e em poucas horas está de volta às ruas para cometer novos crimes sabedor que o Estado o está “protegendo”.

Então novamente pergunto. A maioridade está correta e é justa?

Pense nisso ao escolher seus canditados!

 

Nunca esqueçam PREVENIR é sempre o melhor remédio.

Para dúvidas ou sugestões encaminhe sua mensagem para coronelcosta181@gmail.com

 

 



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Coluna Kids

Coluna Kids

Coluna Kids


Direito & Cidadania

Direito & Cidadania

Direito & Cidadania


Kleiton Ramil

Kleiton Ramil

Canal do Kleiton




Mais lidas
Espetáculo Bita e os Animais anima a criançada neste fim de semana

Espetáculo Bita e os Animais anima a criançada neste fim de semana

Musical é apresentado no Teatro EBANX Regina Vogue


Curitiba será invadida por ações criativas

Curitiba será invadida por ações criativas

O World Creativity Day Brazil vai movimentar simultaneamente 52 cidades brasileiras com centenas de atividades gratuitas


Páscoa tem Coelho, oficinas infantis e camarim de de pintura facial

Páscoa tem Coelho, oficinas infantis e camarim de de pintura facial

Todas as atrações são gratuitas e acontecem na semana do feriadão


FRESH apresenta programação musical para o feriado de Páscoa

FRESH apresenta programação musical para o feriado de Páscoa

Espaço gastronômico terá shows ao vivo para animar a noite dos curitibanos


Festival “É No Choro Que Eu Vou” homenageia Wilson Moreira

Festival “É No Choro Que Eu Vou” homenageia Wilson Moreira

Teatro Sesi Portão recebe a 4ª edição do evento em abril


A era da distorção amorosa!

A era da distorção amorosa!

Amor é sinônimo de paixão? Amor é sinônimo de Obsessão?O que é o amor?



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)