Cel Costa Filho
Terça, 07 de novembro de 2017, 08:41 h - Atualizado em 07/11, 08:42 h

Record de violência

Segurança em primeiro lugar

Cel Costa Filho:São José dos Pinhais
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Acabamos de ver e analisar o relatório do 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, e para tristeza minha e de todos, constatamos que anualmente o número de pessoas assassinadas anualmente é igual ao resultado das mortes causadas pela explosão da bomba atômica em Hiroshima.

E aqui no Paraná não é diferente. Apesar de vermos constantemente anúncios de redução nos índices de criminalidade, o que todos percebem é o aumento da violência em todos os níveis.

            Nossas leis são muito rígidas para o cidadão que obedece às leis, mas para os marginais é como se elas não existissem, pois caso sejam condenados, o que é raro, as progressões de penas e liberações previstas fazem com que saiam legalmente ou simplesmente sejam liberados para ver a família para se ”ressocializarem” e simplesmente somem e não retornam para a prisão.

            A última novela da globo mostrou muito bem essa realidade e a facilidade como os marginais voltam as ruas para continuarem com suas atividades criminosas.

            Enquanto isso os policiais, e em particular os policias militares, que vivem colocando suas vidas em risco para proteger a sociedade estão sendo mortos de uma forma como nunca se viu antes.

            E o que acontece com quem mata um policial? Nada!!!!!!!

            Mas se um policial mata um marginal, aparecem como que se surgido das trevas, um monte de defensores dos direitos humanos para avaliar, criticar e antecipadamente condenar o policial que arriscou sua vida e para salvá-la acabou por matar um bandido.

            Não sou contra que se defenda a vida, mas a vida do policial e a do cidadão vale tanto como a dos marginais, mas me pergunto? Porque esses “defensores” só defendem bandidos?

            Estamos nos aproximando de um ano eleitoral, mas não basta apenas votar em novos candidatos, pois desde os anos 90 a média de renovação no Congresso Nacional é acima de 40%, o que mostra que não basta apenas renovar, mas sim avaliar e muito bem, o perfil e o histórico dos candidatos.

            Mas nunca esqueçam que PREVENIR é sempre o melhor remédio.

            E caso tenham alguma dúvida ou sugestão para matéria, envie um e-mail para coronelcosta181@gmail.com

 



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Cristiano Machado

Cristiano Machado

A vida é bélica


Mhana Karim

Mhana Karim

Laricas da Mhana




Mais lidas
Câncer de Pâncreas é na maioria das vezes é diagnosticada de forma tardia

Câncer de Pâncreas é na maioria das vezes é diagnosticada de forma tardia

Por isso apenas 15 a 20% dos pacientes são candidatos à cirurgia com potencial de cura.


Vida de CHICO XAVIER em superprodução musical  “Um Cisco” estreia no Guairão

Vida de CHICO XAVIER em superprodução musical “Um Cisco” estreia no Guairão

A trama se desenvolve numa estação de trem, onde a vida do médium é narrada desde os seus 4 anos de idade até a sua morte, aos 92 anos.


Banda Nenhum de Nós traz rock a Curitiba em pocket show gratuito

Banda Nenhum de Nós traz rock a Curitiba em pocket show gratuito

Apresentação do grupo, que tem mais de 30 anos de carreira, acontece no dia 17 de outubro, no Shopping Curitiba


3 livros que você precisa ler

3 livros que você precisa ler

Destaque da Semana


Pinhais recebe projeto de cinema gratuito  ‘Cinemóvel Carrefour’

Pinhais recebe projeto de cinema gratuito ‘Cinemóvel Carrefour’

O ‘Cinemóvel Carrefour’ exibirá, gratuitamente, filmes com a temática da alimentação para alunos de escolas municipais


Uma nova onda, muito seca!

Uma nova onda, muito seca!

Por Jorge Marcondes



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)