Cel Costa Filho
Terça, 13 de junho de 2017, 11:03 h - Atualizado em 13/06, 11:06 h

Segurança X Custos. Qual a prioridade?

Destaque da Semana


Cel Costa Filho: Cidades


Foto: Divulgação.

A segurança é e sempre será uma prioridade na vida de todos, pois sem nos sentirmos seguros, o nosso dia a dia torna-se muito angustiante.

Mas, como administrar o custo da segurança, quando todos os custos de uma forma geral aumentaram, a economia agora querendo mostrar sinais de recuperação e a prioridade é economizar para não “estourar” ainda mais o orçamento familiar que está a cada dia mais “apertado”.

Quer seja para uma residência ou para uma empresa, a receita é sempre a mesma, PLANEJAMENTO e PESQUISA.

Quem investe em uma estrutura para ter o mínimo de segurança têm ao final do mês um custo fixo.  

Para possamos diminuir esses custos, todos devem seguir uma máxima, que é uma expressão do empresário Jorge Paulo Lemann, que está na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo da revista americana TIME, que sempre diz “Despesa é como unha. Tem que cortar sempre”.

Nas residências o que se pode fazer é tentar renegociar o valor com a empresa que presta o serviço de monitoramento e por menor que seja o desconto obtido, com certeza refletirá no orçamento doméstico.

Mas nos condomínios onde os custos são muito maiores, a despesa com os porteiros tem um peso muito grande na composição da taxa de condomínio, sendo que a tendência com o avanço vertiginoso da tecnologia é a troca do porteiro convencional por uma portaria remota ou virtual.

Portaria virtual – é aquela onde se dispensa o porteiro e o próprio morador é quem faz a liberação dos visitantes e entra no condomínio com o uso de ”tags”.

Portaria remota – é aquela onde se dispensa o porteiro e contrata uma empresa para fazer o controle da portaria remotamente. A vantagem é que nesse sistema se mantêm o controle total da portaria, sendo que nossa tecnologia hoje já utiliza o acesso do morador com Reconhecimento Facial e na garagem pelo Reconhecimento da Placa do veículo, dispensando o uso de controles remotos ou “tags”.

E nunca esqueçam, PREVENIR é sempre o melhor remédio.

Para tirar dúvidas mande um e-mail para coronelcosta181@gmail.com e para ver outras matérias, acesse www.coronelcosta.com.br

  





Envie o seu comentário


Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Aninha Pazinatto

Coluna Papo de Piá

Coluna Papo de Piá

Coluna Papo de Piá




Mais lidas
Coxa e sobrecoxa assados na maionese e mostarda

 Antonio Fagundes vem a Curitiba com a comédia  Baixa Terapia

Antonio Fagundes vem a Curitiba com a comédia Baixa Terapia

Assistida por mais de 90 mil expectadores em São Paulo, a peça que rendeu o prêmio Shell de melhor atriz para Ilana Kaplan, segue em turnê nacional


Banco de Sangue do Hospital São José facilita casos emergenciais

Banco de Sangue do Hospital São José facilita casos emergenciais

As bolsas de sangue mais comuns em estoque são as tipagens O+ e A+, com O+ em primeiro lugar.


Rhaissa Bittar apresenta turnê Silêncio em São José dos Pinhais

Rhaissa Bittar apresenta turnê Silêncio em São José dos Pinhais

Espetáculo gratuito será apresentado no Teatro Sesi, nesta sexta-feira, às 20h


Conheça a banda paranaense que está conquistando os fãs de rock

Conheça a banda paranaense que está conquistando os fãs de rock

Essa é a Válvula Vapor. E eles tocam rock nacional



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016.