Cel Costa Filho
Terça, 12 de julho de 2016, 00:00 h - Atualizado em 12/07, 00:00 h

Toque de recolher

O Coronel Costa Filho dá dicas de segurança

Cel Costa Filho:Curitiba
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

O toque de recolher foi criado na Europa durante as guerras para proteger o cidadão, fazendo com que os mesmos ficassem em casa após uma determinada hora, a fim de pretegê-los dos bombardeios.

Felizmente não tivemos nenhuma guerra em nosso país, mas infelizmente esse tipo de comando foi adotado pelos traficantes para demonstrar o seu poder em afronta ao Estado e para intimidar e subjugar os moradores de uma região.

Tivemos na CIC – Cidade Industrial de Curitiba, a execução de um traficante com diversos tiros de metralhadora e pistola em plena luz do dia, sendo a sua morte filmada por uma câmera de monitoramento e divulgada posteriormente pelas redes sociais, e como represária os traficantes da área determinaram um toque de recolher usando para tal o WhatsApp.

A população indefesa, sem ter como reagir acabou por obedecer e o comércio fechou as portas, os colégios dispensaram os alunos e o medo se espalhou.

O que mais impressiona é que a SESP – Secretaria de Estado de Segurança Pública do PR declarar que na CIC não existe tráfico de drogas e que a segurança está sob controle.

O crime e o tráfico não são uma exclusividade da CIC, eles estão espalhados em todos os bairros e cidades de nosso Estado e de nosso país.

É muito mais sensato admitir do que negar, pois a negação demonstra a falta de controle do Estado sobre crime e faz com que a população a cada dia que passa acredite menos nos órgãos de segurança, pois sabem que é mentira e que o tráfico existe, pois convivem com ele no seu cotidiano e presenciam diversos tipos de crimes que ocorrem diariamente .

A insegurança da população está cada dia maior e é urgente que algo seja feito, mas com responsabilidade e seriedade, pois não é negando simplesmente os fatos que a segurança irá melhorar, muito pelo contrário. 

A população merece mais respeito e consideração, pois é inadmissível que marginais façam com que o cidadão fique trancado em casa com medo e o Estado demore tanto para dar uma resposta, assegurar a sua segurança e sua liberdade de ir e vir.

E nunca esqueçam prevenir é sempre o melhor remédio.

 

*Por Cel. Costa Filho - Consultor de Segurança do SINDESP (Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado do Paraná); Chefe do COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar) – 190; Diretor de Logística da Polícia Militar e membro do Programa Estadual de Proteção a Testemunhas.



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Amanda Lyra

Amanda Lyra

Clave do som


Gustavo Siqueira

Gustavo Siqueira

Santa catarina Em Foco




Mais lidas
Clube Mulheres de Sucesso Araucária: Taís Cristina Araújo Nascimento

Obra prima

Obra prima

Itens de coleção são os grandes destaques de projeto com releitura de visual clássico


Esbanjando diversidade, Subtropikal anuncia 4ª edição em Curitiba

Esbanjando diversidade, Subtropikal anuncia 4ª edição em Curitiba

Um dos maiores festivais de criatividade do Brasil será realizado entre os dias 03 e 10 de agosto, com dezenas de atividades e convidados de


Siba vem a Curitiba para show no Paiol

Siba vem a Curitiba para show no Paiol

Artista pernambucano é atração do projeto Brasis no Paiol no dia 11 de julho.


Mostra Paranaense de Dança chega à sua grande final

Mostra Paranaense de Dança chega à sua grande final

Espetáculos de gêneros variados acontecem no Guairão e Memorial de Curitiba recebe o projeto Palco Alternativo


Raí Giovani realizará show no Teatro SESI na próxima quarta-feira (26)

Raí Giovani realizará show no Teatro SESI na próxima quarta-feira (26)

A Secretaria de Cultura de São José dos Pinhais, em parceria com o SESI, disponibiliza toda quarta-feira o Teatro para apresentações dos artistas da cidade



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)