Coluna Papo de Piá
Sexta, 08 de dezembro de 2017, 00:00 h - Atualizado em 08/12, 00:00 h

Algumas coisas ainda acontecem no final do ano!

Por Jorge Luiz Marcondes


Coluna Papo de Piá: Cidades


Foto: Divulgação.

Vamos começar falando de duas experiências que fiz este ano e que acredito mereçam ser repetidas por quem tiver coragem para tal. Não é nenhum feito extraordinário, mas é para quem gosta de brincar com o perigo.

 

Cumpri a pé, dois roteiros diferentes por lojas do bairro que muito bem me acolheu. Hoje estamos efetuando um levantamento para termos a certeza do nível de concentração de lojas que possuem o foco na venda de cervejas artesanais no bairro, mas acreditamos que seja o bairro com o maior numero delas em Curitiba.

 

Minha primeira experiência foi em setembro, quando da visita de um grande amigo de São Paulo, e começou pela antiga Schmitz e atual HopLand. Nesta bela loja degustei duas deliciosas cervejas para iniciarmos o trajeto. A quantidade de copos foi definida pelo meu amigo Daniel Canal Mendes, e foi de dois Pints por casa.

 

Saímos dali caminhando em uma bela tarde de sol e chegamos ao belíssimo We Are Bastards, que tem 32 torneiras e um cardápio todo baseado em carne de porco. Lá degustamos mais duas deliciosas cervejas cada um.

 

Seguimos pela avenida Iguaçú e chegamos ao Dona Bera, local que que meu amigo teve de se alimentar, pois já havia exagerado na conta da cerveja. Eu bebi mais duas delícias e ele uma só, pois estava se alimentando.

 

Daí fomos à última parada do dia, o Drakkar. Lá chegando apreciei uma Deliriu e meu amigo ficou na água. Daí fui me alimentar de um delicioso prato de iscas de mignon em um molho no qual são colocados 27 ingredientes. Coloquei meu amigo no UBER e voltei para degustar a saideira da noite, uma deliciosa Dubbel com 11% de álcool.

 

Já agora no final de novembro, tentei fazer um caminho um pouco diferente. Como havia um evento na Cervejaria Curitibana, que fica a três quadras da minha residência, fui prestigiar e rever amigos. Como o evento era só com cervejas dos amigos da Bastards, comecei de leve degustando duas Sours e encerrei com uma Piná a Vivá (8,5%) e caminhei até o Dona Bera.

 

Lá acompanhei o finalzinho da brassagem de uma Apa e pude degustar mais duas deliciosas cervejas. Quem ficou pilotando as panelas foi o pessoal da cervejaria República da Cerveja. Após um prazeroso bate papo, chegou a hora de caminhar mais um pouco.

 

Parti rumo ao We Are Bastards para mais uma etapa da jornada. Lá pedi uma Dieu du Ciel para esperar meu amigo Alessandro Reis, para um bate papo rápido. Após este encontro, resolvi descer até a casa de outros amigos, aliás, tive o prazer de conhecer os donos de todas estas lojas.

 

Chegando na Fermentaria, como sempre exagero um pouco no teor alcoólico das cervejas, acabei degustando somente uma no belo local, mas foi a Carvoeira (9,5%). Como já estava começando a chover, fraco, resolvi descer até a HopLand para encerrar o dia com os amigos Rodrigo e Karina.

 

Recomendo que se alguém for tentar repetir estas duas deliciosas caminhadas, que o faça degustando cervejas mais leves, sempre acompanhadas de água para a reidratação. Posso garantir que vocês irão se divertir muito. Tenho certeza que de bicicleta também é possível fazer os trajetos, mas é importante estar protegidos e não exagerar.

 

Agora, vamos mudar um pouco de assunto e divulgar o nome de alguns dos melhores produtores de cerveja caseira do Paraná, pois em 30 de novembro foi divulgado o resultado final do VI Concurso Paranaense de Cerveja Feita em Casa, organizado pela ACERVA Paranaense.

 

Como sempre, vários nomes bem conhecidos por quem frequenta os eventos da ACERVA, bem como alguns amigos de algum tempo. Então, vamos à lista daqueles que merecem os parabéns de todos nós. Quem sabe poderemos degustar algumas destas delícias premiadas em algum evento da ACERVA em 2018.

 

Categoria Sidras e Hidromel

1.º Não houve premiação.

2.º Não houve premiação.

3.º M4C: Experimental Mead Skadi Sour – Viking Blood – Leandro David Figueiredo de Oliveira.

 

Categoria Ambers e Brown

1.º 19A: American Amber Ale – Atlântica Amber Ale – Adalberto Brandão;

2.º 19B: California Common – Commonly CA – Hudson Bezerra;

3.º 13B: English Brown Ale – Freaky Lady – Lucas Wszolek.

 

Categoria Barley Wine e Imperial Stout

1.º17D: English Barleywine – [#SoVai] Pandorga King’s Ale – Everton Luiz Delfino;

2.º 22C: American Barleywine – Bosón De Higgs – Vilmar Sidoski;

3.º Não houve premiação.

 

Categoria Frutas

1.ºNão houve premiação.

2.º 29A: Fruit Beer – Hefe Toranje – João Carlos Maximiano;

3.º 28C: Wild Specialty Beer – Sour Seas Pitanga – Felipe Lessio.

 

Categoria Defumadas e Amadeiradas

1.º 06B: Rauchbier – Covil/Bonacin – Eugenio Westphalen;

2.º 33B: Specialty Wood-Aged Beer – Double Drum Wood Aged Imperial Stout – André Puquevicz;

3.º 33B: Specialty Wood-Aged Beer – Qu4drilha Scotish Export – Lenir Silva Filho.

 

Categoria Ervas e Especiarias

1.º 30A: Spice, Herb, or Vegetable Beer – Apa Classic #5 Com Erva Mate – Guilherme Cominese;

2.º 30A: Spice, Herb, or Vegetable Beer – Almonds Porter – Rodrigo Gabiatti;

3.º 34C: Experimental Beer – Brown Da Maldade – Paulo Sergio Matulle.

 

Categoria 7 IPA

1.º 21A: American IPA – B&D Bortolo&Doelman IPA – Martijn Doelman;

2.º 12C: English IPA – Furion IPA – Leandro Negrão;

3.º Não houve premiação.

 

Categoria Leves

1.º 10A: Weissbier – Covil Weiss – Gilberto Ribeiro;

2.º 08A: Munich Dunkel – DimDunkel – Jefferson Kojuman;

3.º 03B: Czech Premium Pale Lager – Acht Handen Czech Lager – Alexandre Rugila.

 

Categoria Pale American Ale

1ª 18B: American Pale Ale – Yellow APA – Angelo Augusto Silva;

2ª 18B: American Pale Ale – D&B Doelman&Bortolo – APA – Luciano de Bortolo;

3ª 18B: American Pale Ale – Apa Classic Style #5 – Guilherme Cominese.

 

Categoria Porter e Stout

1.º 20A: American Porter – Jurema Black – Luis Henrique Balloni;

2.º 13C: English Porter – #SóVai Cervejaria Vertigem – Scabrous Porter – Luís Cláudio Damiati Theossi;

3.º 15B: Irish Stout – Irish Stout – Taynan Topan.

 

Categoria Ales Fortes e Bocks

1.º 09A: Doppelbock – Doppelbock – Daniel Fabris;

2.º 17A: English Strong Ale – ESB Quintana – Guilherme Cominese;

3.º Não houve premiação.

 

Table 12: Sours

1.º 28B: Mixed Fermentation Sour Beer – Qu4drilha: Ik Schaam Mij Niet.!!!!!! – Martijn Doelman;

2.º 23A: Berliner Weisse – Clandestina Berliner – Fabio Schneider;

3.º 28B: Mixed Fermentation Sour Beer – American Sour – José Luiz Claudino Júnior.

 

Table 13: Specialty IPAS

1.º 21B2: Black IPA – BrewBoxer Black IPA – André Tochetto;

2.º Não houve premiação;

3.º 21B: Specialty IPA – B&D Rain Session – Martijn Doelman.

 

Categoria Trapistas

1.º 26D: Belgian Dark Strong Ale – #SóVai Cervejaria Vertigem – Time Lapse Quadrupel – Luís Cláudio Damiati Theossi;

2.º 26C: Belgian Tripel – D&B Duch Tripel – Luciano de Bortolo;

3.º 26B: Belgian Dubbel – Aegis Dubbel – Leandro Negrão.

 

BEST OF SHOW 2017

1.º 26D: Belgian Dark Strong Ale – #SóVai Cervejaria Vertigem – Time Lapse Quadrupel – Luís Cláudio Damiati Theossi;

2.º 17D: English Barleywine – [#SoVai] Pandorga King’s Ale – Everton Luiz Delfino;

3.º 28B: Mixed Fermentation Sour Beer – Qu4drilha: Ik Schaam Mij Niet.!!!!!! – Martijn Doelman.

 

Parabéns aos grandes campeões...

 

E para encerrarmos este bate papo, gostaria de informar que neste sábado (02/12) começamos as brassagens (produção de cerveja) colaborativas entre a Dona Hermínia cerveja caseira e HopLand Curitiba. Estamos agendando uma produção por mês, com algumas outras novidades. Quem desejar saber como é produzir cerveja em casa, fique de olho nas páginas do Face e Instagram e apareça na próxima edição!

 

 

Cheers!!!





Envie o seu comentário


Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:




Colunista do dia
Coluna Conecte-se

Coluna Kids

Coluna Kids

Coluna Kids


Marcos Silva

Marcos Silva

Para ler, ver, ouvir e pensar



Mais Lidas
Defesa do consumidor: Qualidade dos brinquedos

Defesa do consumidor: Qualidade dos brinquedos

Uma das dicas é "compre sempre nas lojas tradicionais em vendas de brinquedos"


A cor do ano de 2018

A cor do ano de 2018

Destaque da Semana


Flávia Scanuffo é anfitriã do Kids – O Show que reunirá sete participantes do The Voice Kids Brasil

Flávia Scanuffo é anfitriã do Kids – O Show que reunirá sete participantes do The Voice Kids Brasil

Show acontecerá no grande auditório do Teatro Positivo, dia 18 de março de 2018.


Alex Poatan Pereira é campeão do GLORY 49 Rotterdam

Fofuretes Especial Natal

Fofuretes Especial Natal

Destaque da Semana


Escola de negócios lança cursos rápidos com duração de um dia

Escola de negócios lança cursos rápidos com duração de um dia

O objetivo do ISAE – Escola de Negócios, de Curitiba (PR), é transmitir o conhecimento de forma rápida e dinâmica




Mais notícias deste colunista


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016.