Jorge Marcondes
Sexta, 03 de julho de 2015, 00:00 h - Atualizado em 03/07, 00:00 h

A degustação de cervejas especiais e suas surpresas

Jorge Marcondes dá dicas

Jorge Marcondes:Empresarial
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Recentemente participei de uma confraria muito interessante na MasmorrA (https://www.facebook.com/CervejariaMasmorra?fref=ts), pois nos preparamos para apreciar e falar sobre as três opções disponíveis da belíssima cerveja Trapista belga Westveletern e duas opções especiais da St. Bernardus. Desta aventura, pude tirar algumas lições muito interessantes e que devem sempre ser levadas em conta na hora de se comprar e beber cervejas especiais.

A primeira é que a data de fabricação e data de degustação podem fazer uma diferença muito grande na experiência. Quando falamos das Westveleteren, tinhamos em mãos exemplares de datas muito diferentes, fato que proporcionou experiências muito diferentes. Já ao abrirmos a Blond, primeira colocada a disposição para degustação, os aromas chamaram a atenção, pois um dos exemplares exalava um nítido aroma de estrebaria, feno, mais seco e ardido. Em contrapartida, o outro exemplar exalava um aroma levemente adocicado, cítrico e floral ao mesmo tempo, com a presença de malte (pão) e frutas amarelas, como o damasco e pêssego.


Também, uma coisa que ficou latente, até porque na mesa contávamos com a presença de um juiz de concursos de cerveja, um sommelier de cervejas, produtores e, enfim, pessoas que estão muito ligadas a avaliações sensoriais, bem como este que vos escreve, que é um aprendiz muito entusiasmado. Na hora de se exporem as experiências, sempre alguma percepção diferente ocorre entre as pessoas. Também, tenho lido muitas avaliações desde que comecei a degustar as cervejas especiais e nelas existem muitas diferenças entre as avaliações.

Assim, apreciar estas cervejas especiais depende muito de seu paladar e das suas experiências sensoriais anteriores. Hoje consigo perceber coisas que antes nem fazia idéia que existiam. Com algumas experiência que tenho feito, tenho conseguido entender um pouco mais deste mundo especial, fantástico de cores, odores e sabores mágicos.
 

Foto: Divulgação.

Depois de degustar sem maiores planejamentos, algo em torno de umas 450 cervejas diferentes, de todos os estilos, marcas e procedências, inclusive cervejas feitas ainda na panela, passei a planejar um pouco mais minhas experiências, como por exemplo, uma degustação de belas cervejas pretas como a Wäls Petroleum, a DUM Petroleum original e as maturadas em barricas de Amburana, Castanheira e Carvalho. Ainda, preparei um festival de cervejas amargas, com nada menos do que sete delicias com amargor diferenciados, para justamente tentar perceber as diferenças entre elas.
Mas, com esta experiência na confraria, após degustarmos as Westveleteren Blond e Extra 8 individualmente, foi decidido que degustaríamos as Westveleteren ABT 12 junto com a St. Bernardus 12 e a St.Bernardus Abt 12 Oak Aged, que é anterior maturada por 6 meses em barrica, todas juntas. Esta foi uma decisão bem interessante, pois são cervejas que a priori seriam muito próximas em termos de experiências sensoriais.

Bom, posso dizer que a comparação é sempre inevitável, mas a apreciação das diferenças e as informações dadas pelos participantes foi bem rica. Meu filho chegou, e como não gosta muito de bebidas e acaba sendo meu motorista após degustações, acabou dando uma bicadinha em cada uma delas. Na percepção dele, o paladar dele preferiu a St. Bernardus ABT 12 sem maturação às outras duas. Já para o meu paladar e de algumas outras pessoas, como o nosso juiz, a Westveleteren ABT 12 foi eleita a melhor da noite.
Bom, os outros participantes, em sua maioria, já haviam degustado todos as cervejas disponíveis neste dia, mas eu havia degustado somente a Westveleteren ABT 12 e a St. Bernardus ABT 12. Nenhum de nós já havia tido a oportunidade de degusta-las juntas antes. Assim, foi novidade para todos e, entre os comentários para esta nossa “eleição”, estava a maior presença de corpo e de álcool. Os aromas mais intensos e a combinação mais próxima da perfeição entre os elementos sensoriais da amostra.
 

Foto: Divulgação.

Degustei a Wälls Petroleum e a DUM Petroleum em um momento diferentes, fato que prejudica um pouco a comparação, e sempre tinha uma duvida: - Qual delas, para o meu paladar, é mais gostosa?. Assim, dias atrás fiz questão de degustar ambas no mesmo dia. A diferença ficou muito clara para mim neste momento, a DUM mostra muito mais notas de Café e a Wälls de chocolate, A DUM me parece muito mais encorpada e aveludada. Mas, esta é a minha percepção, muito particular, é o meu paladar que entrou em ação e cada um tem um paladar muito particular. Mas, paladar este, que pode ir mudando com as experiências pelas quais vai passando!
 

Foto: Divulgação.

Então, neste sábado me reuni com alguns amigos para lá de especiais no Hop’n Roll (https://www.facebook.com/hopnroll). Lá existe uma grande quantidade de possíveis experiências sensoriais em termos de cervejas especiais. Um fato me chamou a atenção, uma das pessoas da mesa pediu uma tábua de cervejas, é uma opção bem interessante, principalmente para quem está começando e ainda não definiu qual é o seu paladar. São mini canecas de chopp, com 12 opções diferentes a serem apreciadas. O que torna bacana a experiência, é que ninguém precisa desperdiçar muita bebida, nem ficar enjoado dela, pois por mais que fosse um copo pequeno, de 300 ml, seria difícil beber 12 opções diferentes. Além do mais, evita exageros.
 

Foto: Divulgação.

Ainda, para quem se interessa em saber como é feita uma cerveja, neste sábado 27/0715 a Masmorra está com o evento “!!! PRODUÇÃO DE CERVEJA NA PANELA !!!”, no qual a partir das 11:00 da manhã será produzida uma cerveja na panela para quem quiser ver, acompanhar e fazer quantas perguntas quiser. Será uma receita colaborativa com as cervejarias Ignoru's BIER e Zombier. Para deixar todo melhor ainda, haverá chope Mutum Cavalo IPA e Grand Cayman, da Ignoru’s, com preços especiais, bem como diversas opções de alimentação (https://www.facebook.com/events/860847227317531/).

 

Por Jorge Luiz Marcondes



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Julio Borges

Julio Borges

Artes Marciais


Tacy de Campos

Tacy de Campos

Coluna Tacy de Campos




Mais lidas
Clássico de Frederico García Lorca estreia na 48ª. Mostra Multiartes C

Clássico de Frederico García Lorca estreia na 48ª. Mostra Multiartes C

Yerma é uma mulher que vive o drama de não poder conceber um filho.


V Conferência Municipal do Trabalho acontece neste sábado (29)

V Conferência Municipal do Trabalho acontece neste sábado (29)

As inscrições para participar do evento foram prorrogadas e podem ser feitas até sexta-feira (28/06).


 Titãs revivem disco acústico em turnê comemorativa

Titãs revivem disco acústico em turnê comemorativa

“O projeto Titãs Trio Acústico, que traz os três remanescentes originais Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Belloto, recria sucessos da banda.


Celular roubado

Celular roubado

Quem já não teve um celular roubado ou conhece alguém que já teve?


Estilo na ponta do dedo com Toke Joven Cabeleireiros e Estética

Estilo na ponta do dedo com Toke Joven Cabeleireiros e Estética

Saiba mais sobre os alongamentos em acrilfix que conquistaram as saojoseenses


Clube Mulheres de Sucesso Araucária:  VANESSA MASZALEK DE LIMA


Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)