Jorge Marcondes
Segunda, 19 de dezembro de 2016, 00:00 h - Atualizado em 19/12, 00:00 h

Algumas cervejas artesanais brasileiras que você precisa beber!!!

Por Jorge Marcondes

Jorge Marcondes:Empresarial
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Hoje vamos apresentar alguns rótulos nacionais que você deveria conhecer, pois fazem parte de uma revolução cervejeira no Brasil. São cervejas artesanais criadas para atender a um público crescente, exigente e louco por novidades, assim como nós.

 

Algumas estas delícias são mais leves e refrescantes, outras apresentam uma porrada de amargor, umas são mais docinhas, outras quase amarram a nossa boca, e algumas até apresentam especiarias ou ingredientes exóticos. Mas a lista está meramente na ordem das mais alcoólicas primeiro, depois ordem alfabética de estilos e por último, ordem alfabética de nome. Não é uma lista ordenada pelas minhas preferências, mas contemplam algumas das minhas preferidas ou queridinhas... rsrsrsrs!

 

Então, em meio a tantas opções, acho que você pode acabar por ficar indeciso na escolha daquilo que vai beber. Bom, com elas irão algumas informações que podem te ajudar bastante na hora de decidir o que comprar para aquela saborosa degustação, mas espero que no final você deguste, senão todas, a maior parte delas.

 

Espero que você escolha aqueles sabores que mais lhe agradam, para conhecer e degustar, pois assim terá maior prazer em fazer isso. Daí quem sabe isso venha a virar um belo hábito seu. Dentre estas belas opções que procurei selecionar para você, encontram-se algumas das principais cervejas e cervejarias, que inclusive foram premiadas ou que são destaque de mercado.

 

Em cada uma das opções da lista, você encontra o linke do Brejas.com para conferir avaliações e mais detalhes de cada cerveja. Confira agora a listinha de sugestões...

Dum Petróleum (12% e 96 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/dum-petroleum)

DUM Petroleum - brejas.com.br

www.brejas.com.br

Cerveja DUM Petroleum, estilo Russian Imperial Stout, produzida por DUM Cervejaria, Brasil. 12% ABV de álcool.

 

Esta Russian Imperial Stout foi criada por cervejeiros caseiros quando ainda não existia Imperial Stout fabricada aqui no Brasil. Ela é negra como o petróleo e teve adição de cacau e aveia, que resultaram em notas de café e chocolate meio amargo no aroma, proveniente dos maltes tostados e da adição do cacau belga.

 

Pérola Negra (11,2% ABV e 75 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/perola-negra

Pérola Negra - brejas.com.br

www.brejas.com.br

Cerveja Pérola Negra, estilo Russian Imperial Stout, produzida por Bastards Brewery, Brasil. 11.2% ABV de álcool.)

 

Uma cerveja produzida colaborativamente entre as curitibanas Bastards Brewery e Ignoru´s Bier. Esta Russian Imperial Stout produzida em edição limitada apenas uma vez por ano (sazonal) em garrafas de 310ml e lacradas com cera, que remetem às antigas garrafas da época da criação do estilo. É uma delícia que apresenta um corpo extremamente alto, amargor dos maltes torrados persistente e aroma de café e chocolate, com generosas adições de cacau e cereja, deixando-a ainda mais complexa e fantástica.

 

 

Foto: Divulgação.

Ithaca (10,5% ABV e 60 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/colorado-ithaca)

Colorado Ithaca - Cerveja é no BREJAS

www.brejas.com.br

Cerveja Colorado Ithaca, estilo Russian Imperial Stout, produzida por Cervejaria Colorado, Brasil. 10.5% ABV de álcool.

 

Uma Russian Imperial Stout que vem lá de Ribeirão, nos brindando com um estilo genuinamente inglês e um belíssimo toque brasileiro da rapadura queimada. Apresenta notas de melaço, chocolate, café e baunilha, um final longo e amargo. Esta deliciosa bebida é licorosa e uma excelente cerveja de guarda, ou seja, quanto mais tempo durar melhor fica. Conquistou ouro no Festival Brasileiro de Cerveja de 2015.

 

Perigosa (9,1% ABV e 100 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/perigosa-imperial-ipa-ex-venenosa)

A Bodebrown apresenta a primeira Imperial IPA registrada e produzida no Brasil. Esta cerveja foi feita para os amantes do amargor, sendo que no aroma denota um toque cítrico que lembra maracujá e limão siciliano. Já no paladar vem um caramelo em segundo plano, com um amargor bem elevado.

 

Cafuza (9% ABV e 110 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/cafuza-imperial-india-black-ale)

Este é outro belíssimo exemplo de cerveja caseira que ganhou muita fama até chegar na produção em uma fábrica. É uma mistura de uma Imperial India Pale Ale com os deliciosos maltes escuros de uma Stout, que acabaram por resultar em uma miscelânea de aromas e sabores, que nos brindam com o café, o chocolate, o caramelo e os aromas cítricos. Considerada por muitos, como uma das melhores cervejas de panela até o momento.

 

 

Foto: Divulgação.

 

Ogre Jacu do Mato (8,7% ABV e 40 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/ogre-beer-jacu-do-mato)

A Ogre Beer utiliza dois ingredientes regionais e inusitados para nos apresentar esta bela receita, o melado de cana e o delicioso pinhão do Paraná, que acabam por delinear um leve sabor de mel e de caramelo no aroma, já que no paladar o mel aparece ainda mais presente nesta saborosa Specialty beer. Conquistou ouro no Festival Brasileiro de Cerveja em 2015.

 

O Grande Encontro (8,5% ABV - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/o-grande-encontro)

Esta Belgian Quadrupel colaborativa é uma produção entre a norueguesa Nøgne Ø e as brasileiras Tupiniquim e Colorado, que nos apresenta aromas de frutas secas, ameixa e caramelo, sendo ela envelhecida em barris de carvalho. Conquistou a Medalha de ouro no Mondial de la Bière do Rio em 2014.

 

Votus nº003 (8,5% ABV e 20 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/votus-n-003-doppelbock)

A cervejaria Votus é conhecida por nomear seus rótulos com o número da receita e as informações básicas sobre teor alcoólico, sensações no aroma e paladar, bem como nível de amargor. Assim, esta Doppelbock apresenta-se bem equilibrada, sem dulçor excessivo e com deliciosos sabores de chocolate amargo e café, sendo o álcool perceptível, mas que não incomoda.

 

Schornstein Imperial Stout (8% ABV - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/schornstein-imperial-stout)

Esta Stout catarinense da bela cidade de Pomerode é produzida com seis tipos de maltes e dois lúpulos, apresentando no aroma e sabor, o chocolate, o café e o tostado. Apesar do teor alcoólico alto, é uma cerveja muito bem equilibrada.

 

Foto: Divulgação.

Las Mafiosas Corleone Imperial Red Ale (7,7% ABV e 62 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/corleone)

Este rótulo faz parte da série Las Mafiosas da bela cervejaria Backer. Na Corleone foram utilizados cinco tipos de maltes e cinco variedades de lúpulo para nos dar como resultado desta Imperial Red Ale , as notas de caramelo, o pinho, o grape fruit e o herbal, com um final equilibrado.

 

Gordelícia (7,5% ABV e 25 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/urbana-gordelicia)

A Urbana é uma cervejaria conhecida por seus rótulos irreverentes e desta vez apostou na figura feminina fora dos padrões para ilustrar sua Belgian Golden Strong Ale que nos traz as notas de frutas amarelas como o abacaxi, a pera, a laranja e a banana, além do caramelo e da casca de pão.

 

Mula (7,5% ABV e 60 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/mula-ipa)

Um dos maiores sucessos da fábrica-bar paulistana Cervejaria Nacional é esta IPA americana que nos apresenta no aroma as frutas cítricas e o maracujá, sendo seu amargor bem pronunciado no paladar e o final seco.

 

Foto: Divulgação.

Viúva Negra (7,2% ABV e 22 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/viuva-negra)

Esta Doppelbock é a primeira cerveja sazonal da bela cervejaria Barco. É um estilo alcoólico e potente, típico para se beber nos dias frios. Nos apresenta as notas de caramelo, de toffee, de chocolate e de avelã com pouco amargor e um final adocicado. Conquistou ouro no Festival Brasileiro da Cerveja em 2015.

 

Hop Paradise (7,1% ABV e 53 IBUs)

A Gobe Brew nos brinda com uma deliciosa American Wheat IPA que oferece um frescor e um equilíbrio bem interessantes, apresentando ainda, uma bela cor âmbar.

(http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/gobe-brew-hop-paradise)

 

 

 

 

Foto: Divulgação.

Mutum Cavalo (7% ABV e 70 IBUs)

Uma clássica India Pale Ale (IPA) com um "tchan" no aroma e sabor misturando o amargo do lúpulo e o dulçor do malte, com um belo toque cítrico, um corpo médio e o final longo e amargo.

(http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/ignorus-mutum-cavalo-ipa)

 

Coruja Labareda (6,7% - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/coruja-labareda)

É uma Amber Lager apimentada que surgiu de uma Keller Bier, cerveja de porão, esfumaçada, com o acréscimo do fino malte Vienna e um belo e acentuado toque de pimenta. Possui equilíbrio entre o adocicado do malte e o sutil amargor do lúpulo, com um final persistente e picante.

 

Júpiter Meia Noite (6,5% ABV e 30 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/avaliacao?id=110854)

Júpiter é uma cervejaria paulistana que apostou no estilo Robust Porter com maturação em carvalho para nos trazer notas de baunilha, chocolate e caramelo. Conquistou ouro no Festival Brasileiro de Cerveja em 2015.

 

Foto: Divulgação.

Seasons Cirilo Coffee Stout (6% ABV e 33 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/cirilo-coffee-stout)

O nome desta bela American Stout vem prestar uma homenagem ao personagem da telenovela mexicana Carrossel, sendo que a cerveja tem um aroma e paladar marcantes de café, chocolate e tostado. Junto ao amargor do café está o do lúpulo, presentes até o final, que é persistente e seco. É uma bela cerveja, que harmoniza muito bem com chocolate e sorvete de creme.

 

Heilige Red Ale (6% ABV - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/heilige-red-ale)

Do Rio Grande do Sul, esta cervejaria ganhou destaque quando conquistou o título de melhor do ano pela South Beer Cup em 2015, e um dos rótulos de destaque foi esta Red Ale com uma coloração acobreada e notas de caramelo e mel.

 

Condessa D’Augusta (6% ABV e 25 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/condessa-d-augusta)

Para fazer uma homenagear aos 140 anos da Rua Augusta, a rua mais eclética da cidade de São Paulo, a cervejaria Noturna lançou um rótulo no estilo Saison, com adição de diversas especiarias, como a Sálvia, o Tomilho e o Alecrim, uma cerveja que teve ainda a sua refermentação na garrafa e um dry hopping de belos lúpulos americanos.

 

Nativas Mangaba (5,5%ABV e 30 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/burgman-nativas-mangaba)

A cervejaria paulistana Burgman apostou nas frutas típicas do Brasil e sua nova linha, a Nativas. Assim, esta é uma Red Ale que foi maturada com mangaba, uma fruta típica do cerrado brasileiro, que resultou em um paladar adocicado e intenso, que acaba contrastando com os maltes desta cerveja.

 

Jerimoon (5,5 ABV - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/bier-hoff-jerimoon-pumpkin-ale)

O estilo Pumpkin Ale foi criado nos EUA pelos colonos, devido à abundância de abóboras na época. Então, esta Spice, Herb or Vegetable Beer do BJCP, ou melhor, Pumpkin Ale da Bier Hoff nos apresenta marcantes notas de cravo e abóbora, lembrando o doce de abóbora da vovó, mostrando um equilíbrio bacana com o lúpulo. Conquistou ouro no South Beer Cup de 2014.

 

Foto: Divulgação.

Noi Avena (5,2% ABV - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/chopp-noi-avena)

Esta bela Blond Ale da cervejaria Noi foi elaborada com maltes de cevada, de trigo, flocos de aveia e 2 variedades de lúpulo, que nos brinda com notas florais, notas maltadas de mel, caramelo e um belo cítrico no segundo plano.

 

Gula (6% ABV - www.brejas.com.br/cerveja/brasil/gula)

A cervejaria Mea Culpa nomeou seus rótulos com os 7 Pecados Capitais. Assim, a sua Blonde Ale foi nomeada como Gula, pois é uma cerveja bem leve e refrescante, para se beber exageradamente, que apresenta aroma de lúpulos florais, principalmente do seu dry hopping.

 

Bamberg Rauchbier (5,2% ABV - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/bamberg-rauchbier)

Uma das cervejas brasileiras com maior número de prêmios conquistados, é um estilo Alemão peculiar e deveras interessante, pois tanto no aroma como no paladar você terá o defumado em destaque. É uma excelente opção para acompanhar pratos pesados, como uma feijoada e os embutidos.

 

 

Foto: Divulgação.

Capitu Tilted Barn (5,1% ABV e 20 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/capitu-tilted-barn)

Esta bela Specialty Beer leva malte defumado de whisky, aveia e cevada fresca, e ainda os lúpulos americanos, o que nos dá um defumado que lembra bastante bacon, com um cítrico bem ao fundo, apresentando um final seco, assim como um leve amargor.

 

Hop Arábica (5% ABV e 10 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/hop-arabica)

Uma American Pale Ale que leva um café especial, que é cultivado na Serra da Mantiqueira em Minas Gerais. A cerveja apresenta coloração dourada, um intenso aroma de café, acompanhado de um cítrico. Na boca vem o caramelo e um final seco. Esta cerveja conquistou ouro no Concurso Brasileiro de Cerveja em 2015.

 

 

Foto: Divulgação.

Barba Negra (4,5% ABV - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/karavelle-barba-negra)

Este rótulo da cervejaria paulista Karavelle é uma lager feita com malte torrado, ou seja, uma Sweet Stout com uma cor negra e opaca, com leve aroma e sabor de café e um toque especial de bacon, que apresenta um amargor suave. Conquistou prata no Festival Brasileiro da Cerveja em 2014.

 

Cambuça Blanche (4,2% ABV e 10 IBUs - http://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/cambuca-blanche)

Witbier é um estilo tradicional da Bélgica, que aqui nos brinda com uma fruta genuinamente brasileira, o Cambuci. O resultado disso é um aroma cítrico e no final um amargor bem característico desta fruta.

 

Já degustei várias das opções acima, e posso garantir que estas representam uma excelente viagem pelo mundo das cervejas artesanais. Mas, sabe de uma excelente opção, é conseguir algumas cervejas caseiras, daquelas feitas na panela. Estas sim representam a raiz, são as mais malucas e deliciosas cervejas que já degustei, até porque muitas delas depois irão para os concursos e em seguida para as fábricas, como vocês puderam ver alguns dos exemplos acima.

 

Espero que esta lista aguce sua vontade de apreciar mais e mais as cervejas artesanais.

 

Cheers!!!



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Cel Costa Filho

Cel Costa Filho

Segurança em Debate


Juliana Saraiva

Juliana Saraiva

Coluna Juliana Saraiva




Mais lidas
Clube Mulheres de Sucesso Araucária: Ananda Suelem Scorteganha

Cultura no Teatro SESI: alunos da Casa Verde se apresentarão na próxima quarta-feira (19)

Cultura no Teatro SESI: alunos da Casa Verde se apresentarão na próxima quarta-feira (19)

A Secretaria de Cultura de São José dos Pinhais, em parceria com o SESI, disponibiliza toda quarta-feira o Teatro para apresentações dos artistas da cidade (Foto: Divulgação/Dreams grupo de dança)


Ana Carolina comemora 20 anos de carreira com turnê “fogueira em alto mar" em Curitiba

Ana Carolina comemora 20 anos de carreira com turnê “fogueira em alto mar" em Curitiba

Show traz surpresas e conta com músicas de seu novo álbum homônimo, além dos grandes sucessos de sua carreira.


Festa Junina no quintal do James

Festa Junina no quintal do James

O evento acontece no dia 22 e 29 de junho com várias atrações


1ª Curitiba Santé Week

1ª Curitiba Santé Week

A capital paranaense vai sediar festival dedicado ao consumo sustentável a partir do próximo dia 30 de junho


CineMaterna exibirá “Juntos para Sempre” em shopping de Curitiba

CineMaterna exibirá “Juntos para Sempre” em shopping de Curitiba

Na quarta-feira (19/06), às 14h, tem CineMaterna, sessão especial para mamães e bebês com até 18 meses, no Cineplus



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)