Jorge Marcondes
Sexta, 13 de novembro de 2015, 00:00 h - Atualizado em 13/11, 00:19 h

Algumas considerações importantes sobre a cerveja

Jorge Marcondes explana sobre o mundo das cervejas

Jorge Marcondes:Empresarial
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Bom, o assunto de hoje veio à baila quando dia destes eu estava conversando com amigos na frente de um barzinho perto da minha casa e surgiu uma pessoa que tinha como verdade que a cerveja depende quase que exclusivamente da água. A pessoa começou a perguntar que tipo de água eu e o meu parceiro o “Bruxo” usávamos para as brasagens, dizendo que é fundamental para se ter uma boa cerveja e coisa e tal... assim, resolvi desta vez, comentar sobre algumas coisas que acho interessantes sobre a cerveja, que gostaria de compartilhar com vocês.

 

Vou começar dizendo que assim como beber pequenas doses de vinho todos os dias faz bem à saúde, a cerveja também pode trazer benefícios, pois ela possui em sua composição o fósforo, o zinco, o magnésio e as vitaminas B2 e B6, o ácido fólico, o ferro, o cálcio, os sais minerais e carboidratos, além de um grupo de proteínas pré-digeridas, bem como açúcares de fácil digestão. Portanto, descobrir os mitos e as verdades sobre a bebida de todas as ocasiões é muito importante, pois a cerveja está sempre presente na mesa quando reunimos os amigos ou quando participamos de confraternizações. Muitas pessoas falam bastante sobre a cerveja, mas um bom tanto delas acaba falando de maneira equivocada sobre cervejas. Assim, muitos mitos vão se perpetuando, como por exemplo, o de que a cerveja dá barriga, que precisa estar estupidamente gelada para se beber, bem como o de que a água é o elemento fundamental para uma boa cerveja.

 

Mas, atenção, o fundamental mesmo é que você se lembre que não é porque a cerveja tem seu lado positivo que pode sair bebendo em grandes quantidades. Os efeitos ruins do álcool ainda superam todos os pontos positivos dela, ou seja, lembre-se sempre que a dose diária ideal varia de pessoa para pessoa. Segundo um estudo da Associação dos Produtores Privados de Cerveja da Alemanha, o consumo de cerveja se limita a um litro por dia para os homens e meio litro para as mulheres – em torno de duas latas para mulheres e até quatro para os homens. "Isso porque o organismo feminino é mais suscetível aos efeitos do álcool do que o masculino", explicou o cardiologista alemão Ulrich Keil. Já o instituto italiano Research Laboratories, da Fondazione di Ricerca e Cura Giovanni Paolo II, publicou na edição on-line do European Journal of Epidemiology que uma caneca de cerveja ao dia (500 mililitros) é capaz de proteger o coração, mas para aquelas cujo teor alcoólico seja de 5%. De acordo com o vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), para os homens, até duas canecas de 250 ml por dia é o ideal.

 

Para o cardiologista Abrão José Cury Júnior, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica da Regional São Paulo, isso significa tomar até três copos de chope, consumir pouco menos de duas latas de cerveja...” por dia. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as pessoas saudáveis podem consumir, no máximo, 30 gramas de álcool por dia, ou seja, algo em termos de três copos (duas latas) para homens e dois copos pequenos (uma lata) para mulheres.

 

Também, é importante saber que toda primeira sexta-feira de agosto é comemorado, no Brasil e em outros 50 países, o Dia Internacional da Cerveja.

 

Sabendo disso, vamos ao que interessa:

 

A cerveja merece um ritual de degustação, com a finalidade de se apreciá-la, degusta-la, tornando essa uma verdadeira experiência sensorial, ativando os seus cinco sentidos. Criar uma memória olfativa da bebida é fundamental, procurando sentir seus diversos aromas, percebendo a sensação bucal e analisando-a visualmente. Ao degusta-la, lembrar-se de coisas que gosta, que sentia na sua infância é um bom exercício.

Mas, lembre-se que para uma boa cerveja basta uma garrafinha para que você lembre de seu sabor e aroma o dia todo!

 

Água mudava o gosto da cerveja até o século XIX, pois naquela época havia realmente muita diferença entre água de diversas fontes em diferentes lugares. Atualmente a água é tratada de forma que tenha o mesmo gosto em qualquer lugar do mundo.

 

Cerveja dar barriga deve ser o mito mais famoso que existe. A ciência já comprovou que o que de fato engorda são os famosos tira-gostos gordurosos frequentemente combinados com a bebida, a dica é “escolha porções como iscas de carne ou frango”. Ainda, devido à grande quantidade de açúcar, corantes e conservantes dos refrigerantes, os torna mais prejudicais à saúde, pois a quantidade de caloria da cerveja pode chegar a ser menor do que um copo de suco de laranja sem açúcar.

 

O chope é a mesma coisa que cerveja, pois a única diferença é o processo de pasteurização (tratamento térmico que garante maior prazo de validade ao produto) pelo qual a cerveja passa. Porém, sem este processo o chope acaba sendo mais calórico do que a cerveja e tem uma validade menor.

 

Um colarinho de dois dedos é o ideal no chope, ela protege a cerveja e o chope da oxidação, reduz a sua perda de gás e mantém a temperatura dela. Já na cerveja a espuma pode até nem aparecer dependendo do estilo, mas é sempre avaliada em termos de sua aparência, sua cor e sua duração.

 

A melhor posição para guardar uma cerveja na geladeira é em pé, para que no caso de cervejas especiais as leveduras decantem no fundo, bem como para que a superfície de contato do líquido com o ar seja menor. Assim, como no caso das cervejas Weiss, você poderá escolher se quer misturar as leveduras à bebida agitando o fundo da garrafa. Também é importante não manter a cerveja na porta da geladeira, pois é mais suscetível a mudanças de temperatura cada vez que se abre a porta.

 

Ao ser servida estupidamente gelada, a cerveja anestesia as papilas gustativas da língua, gerando a perda da sensibilidade para degustação influenciando no sabor, mesmo que o calor peça cervejas geladas, você deve resfria-la gradualmente até a temperatura correta. Portanto, muito cuidado e observe a indicação de temperatura no rótulo da cerveja que irá consumir. Também, vale lembrar que cada estilo de cerveja tem uma temperatura ideal para se tirar o máximo de cada uma. A cerveja pode ser levada ao congelador momentos antes de servi-la, ou seja, por não mais de 20 minutos.

 

Sal, gelo e álcool ajudam a gelar mais rápido, pois a água aumenta a superfície de contato, o sal faz com que o gelo demore mais para derreter e o álcool rouba calor. Desta forma, para cada saco de gelo você deve colocar dois litros de água, meio quilo de sal e meia garrafa de álcool.

 

Curiosidade, a cenosilliacaphobia corresponde ao termo científico para o medo de ficar com o copo vazio

 

Ainda sobre copo para cerveja, o formato interfere na avaliação do sabor e do aroma. Copos de boca fechada são usados com cervejas menos aromáticas, enquanto bebidas mais aromáticas solicitam copos com bocas largas para que o aroma se volatilize melhor e chegue rapidamente ao nariz, isso melhora a sua experiência degustativa. A escolha do copo não é só um detalhe cosmético, mas faz toda diferença, pois diferentes sabores e aromas são ressaltados em diferentes tipos de copo. Algumas marcas de cerveja criam copos exclusivos que valorizam ainda mais a sua bebida. Cerveja Pilsen deve ser apreciada em uma tulipa ou caneca, já uma Lambic pede taças do tipo flauta, e uma Weissbier é melhor servida em copos maiores. No caso de você não ter o copo ideal para cada cerveja, pode lançar mãos de taças de vinho branco, pois seu bojo e abertura ajudam bastante na investigação.

 

Mesmo sendo o mesmo produto, sabor e aroma podem ser influenciados pela maneira de se conservar e resfriar a cerveja, fato este, que independe de a embalagem ser de vidro ou metal. O ideal é manter a cerveja em temperatura constante, pois quando ocorre uma mudança brusca de temperatura, o sabor pode ser prejudicado. A lata, é mais facilmente reciclável e isola a cerveja da claridade que acelera o envelhecimento da bebida, este é um dos maiores inimigos da cerveja.

 

É possível classificar as cervejas de acordo com a forma de produzi-las, as chamadas de mainstream têm um processo de fabricação elaborado e complexo, com a finalidade de garantir a reprodutibilidade das receitas. Já as artesanaispossuem o foco na criatividade, sendo mais ousadas em termos de ingredientes e de produções menores. Finalmente, cervejas especiais são todas aquelas cujo preço normalmente é pelo menos 20% maior do que as mainstream.

 

Cerveja tem água, mas você precisa beber água entre um copo e outro, pois o seu rim manda água para a bexiga, e não o álcool ingerido, ou seja, a água consumida por você vai embora e isso aumenta o teor de álcool no corpo. Assim, para recuperar o líquido perdido, o sangue retira a água do érebro, que é um grande armazenador. Nessa hora é ele o mais prejudicado, pois com a água retirada que vem a insuportável dor de cabeça e a ressaca! A dica é que você consuma um copinho de água a cada meia hora.

 

A nutricionista clínica e funcional Débora Vargas afirma que, isoladamente, a cevada e o lúpulo são ricos em antioxidantes, vitaminas e minerais, fazendo com que estes elementos tragam benefícios, mas que ao serem acrescidos de álcool, eles devem ser consumidos com moderação. Estudos comprovam e a nutricionista Kathleen Zelman também afirma, quecomponentes da cerveja ajudam a dar energia ao corpo, acelerando a queima de gordura. Segundo o relatório da USDA (United States Departmente of Agriculture), a cerveja pode diminui as taxas de doenças cardíacas, derrames cerebrais e diabetes.

 

Outro pensamento bastante equivocado e disseminado aqui no Brasil é o de que a cerveja não pode ser inserida em um estilo de vida balanceado. A cerveja traz benefícios cientificamente comprovados pois é produzida com ingredientes como: os grãos do malte de cevada (bem como outros cereais maltados) que é fonte de ferro, rico em fósforo, zinco, magnésio e vitaminas B2 e B6, bem como, também possui propriedades antioxidantes e ajuda na manutenção de níveis saudáveis de colesterol no sangue; o lúpulo que é uma planta do tipo trepadeira e que possui propriedades relaxantes, bem como acaba ajudando a preservar a cerveja de forma natural; água e levedura (fermento). Ainda, a cevada e o lúpulo também ajudam a dar corpo, aroma, sabor e textura à cerveja, tornando-a aliada de uma dieta balanceada.

 

Sendo rica em vitaminas do complexo B e antioxidantes, quando combinados com o álcool acabam ajudando a reduzir em até 35% as doenças cardiovasculares. Além disso, estudos de universidades americanas afirmam que outros componentes na fórmula da cerveja possibilitam a prevenção de alguns tipos de câncer, bem como da osteoporose.

 

lúpulo garante o amargor da cerveja, mas ele também é um poderoso conservante natural que pode ser utilizado inclusive na culinária e na cosmética. Já de acordo com uma pesquisa da Universidade de Extremadura, na Espanha, olúpulo aumenta a atividade do neurotransmissor que apresenta efeito sedativo e diminui a ação do sistema nervoso. Já na revista científica Medical Molecular Morphology existe um estudo japonês que diz que o lúpulo possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, fato que significa que a multiplicação do vírus respiratório é inibida, ou seja, o consumo moderado da cerveja reforça o sistema imunológico. Além disso, pode também contribuir para a prevenção da pneumonia.

 

levedo de cerveja é rico em vitaminas do complexo B, fato que o torna recomendado para pessoas com alto estresse, pois dá maior rigor ao organismo, bem como em alguns processos neurológicos que provocam fadiga mental.

 

Quando comparada com outras bebidas a cerveja pode ser considerada como de baixa caloria, pois uma taça de cerveja tem em média 120 calorias, a mesma quantidade de vinho possui 240 calorias. Também, ela possui os mesmos compostos orgânicos e benéficos à saúde, que o vinho (antioxidantes, vitaminas e sais minerais). Além do mais, a cerveja possui um teor alcoólico menor que outras bebidas, sendo que o álcool da cerveja é obtido a partir de um processo natural, consequentemente, mais saudável. Também, as vitaminas do complexo B encontradas na cerveja são importantes para a reconstrução de células do nosso corpo, além do ácido fólico e do cálcio.

 

Estudos mostram que, algo em torno de dois copos de cerveja por dia, ajudam a diminui os riscos de ataques cardíacos e doenças cardiovasculares em até 40%. Bem como ajudam a elevar os níveis do bom colesterol, fato que ajuda a evitar o entupimento de artérias.

 

Outros estudos comprovam que existem componentes na cerveja que ajudam a dar energia ao corpo, fato dar que acelera a queima de gordura. Também, é fonte de carboidrato complexo que possui menos calorias e mais fibras, ou seja, que além de dar mais energia ao corpo ainda limpa o organismo. Favorece também o equilíbrio gastrointestinal. Segundo a Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), a composição da cerveja contém probióticos no processo de fermentação, que são aquelas bactérias que melhoram a saúde do intestino, que facilitam a digestão e a absorção de nutrientes. O consumo regular de probióticos pode ajudar no funcionamento intestinal, bem como fortalecer o sistema imunológico, que previne doenças como gripes e resfriados. Como favorece o equilíbrio do sistema gastrointestinal, evita que causadores de doenças se multipliquem, ou seja, a digestão acaba sendo realizada com sucesso!

 

cevada, segundo o diretor médico da Clínica Bertolini, o Dr. Anderson Bertolini, existem nas cervejas as vitaminas B1, B3 e E, selênio, ferro, fósforo, zinco e cobre, que podem ajudar a manter sua pele mais saudável. A Dra. Samar El Harati, dermatologista do Hospital São Luiz diz que o crescimento e a regeneração das células da pele acabam por acontecer graças ao fator de crescimento epidérmico (EGF) contido na cevada, e esta é uma réplica natural do EGF humano.

 

Foi publicada em 2011 uma pesquisa espanhola que afirma ter encontrado componentes que ajudam no controle da glicemia no sangue e previnem inflamações. São fatos que mostram que a cerveja já está se equiparando ao vinho.

 

Na Universidade de Loyola, nos Estados Unidos, 365 mil voluntários foram observados. Destes, aqueles que bebiam cerveja com moderação apresentaram 23% menos risco de desenvolver Alzheimer do que aquelas pessoas que nunca consumiam a bebida.

 

Um estudo finlandês demonstrou que a cerveja pode reduzir em 40% os riscos de desenvolver pedras nos rins, mas que o excesso da bebida pode agravar o quadro.

 

Um estudo do Kings College de Londres comprovou que o silício presente na cerveja pode fazer com que melhore adensidade óssea. Já na Universidade da Califórnia os pesquisadores apontam que o silício é encontrado no grão da cevada, sendo mais abundante nas cervejas claras, pois nas cervejas escuras o processo de torrefação compromete a concentração da substância.

 

Outros estudos apontam que a vitamina B e a levedura presentes na cerveja ajudam a se livrar da caspa, bastando lavar o cabelo com a bebida três vezes por semana!

 

Porém, é fundamental lembrar que o consumo moderado, associado a práticas de vida saudáveis, são essenciais para se conseguir os benefícios de cerveja.

 

Ainda, eu gostaria de lembra-los de um evento muito importante, que acontece neste mês de novembro, é o IV Concurso Paranaense de Cerveja Feita em Casa. Também, haverá a festa de encerramento, com o objetivo de celebrar a cultura cervejeira do Paraná, promover um espaço de intercâmbio de informações e cervejas entre os associados e celebrar os ganhadores e finalistas do IV Concurso Paranaense de Cerveja Feita em Casa. Esta festa ocorrerá no dia 28/11/2015 (sábado) no galpão ao lado do Phoenix Americanmex Bar na Rodovia BR116, 6000 - Tarumã, Curitiba - PR, 82590-300

(https://www.facebook.com/events/1098909703460248/)

 

Foto: Divulgação.

Também, neste domingo dia 15 de novembro acontecerá uma deliciosa IMERSÃO GASTRONÔMICA, na qual de forma descontraída estarei procurando desvendar um pouco do universo da cerveja artesanal enquanto o Chef Jonni Vieira explana sobre a escolha e composição dos pratos selecionados. Trata-se de um evento fechado, com compra de convite antecipado. Para maiores detalhes e compra de convites a Alessa Paiva da Garagem do Chef está a disposição inbox ou no whatsapp 41 8850-3289. O evento trará Incluso, entrada + prato principal + sobremesa + guia prático sobre harmonização de cerveja artesanal com pratos especiais + degustação de 3 cervejas artesanais+ bate papo com Chef Jonni Vieira + Oficina: Harmonização de cervejas com pratos especiais, que ocorrerá durante o almoço... quer mais? Tem!!! Desconto especial para os participantes no cardápio de final de ano da Garagem do Chef!!!

 

 

Bom, agora vou me despedir de vocês lembrando que apreciar cerveja com moderação é fundamental. Até o próximo econtro!!!

 

* Por Jorge Marcondes - Mestre Cervejeiro Artesanal



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Amanda Lyra

Amanda Lyra

Clave do som


Gustavo Siqueira

Gustavo Siqueira

Santa catarina Em Foco




Mais lidas
Esbanjando diversidade, Subtropikal anuncia 4ª edição em Curitiba

Esbanjando diversidade, Subtropikal anuncia 4ª edição em Curitiba

Um dos maiores festivais de criatividade do Brasil será realizado entre os dias 03 e 10 de agosto, com dezenas de atividades e convidados de


Clube Mulheres de Sucesso Araucária: Taís Cristina Araújo Nascimento

Obra prima

Obra prima

Itens de coleção são os grandes destaques de projeto com releitura de visual clássico


Siba vem a Curitiba para show no Paiol

Siba vem a Curitiba para show no Paiol

Artista pernambucano é atração do projeto Brasis no Paiol no dia 11 de julho.


Raí Giovani realizará show no Teatro SESI na próxima quarta-feira (26)

Raí Giovani realizará show no Teatro SESI na próxima quarta-feira (26)

A Secretaria de Cultura de São José dos Pinhais, em parceria com o SESI, disponibiliza toda quarta-feira o Teatro para apresentações dos artistas da cidade


Mostra Paranaense de Dança chega à sua grande final

Mostra Paranaense de Dança chega à sua grande final

Espetáculos de gêneros variados acontecem no Guairão e Memorial de Curitiba recebe o projeto Palco Alternativo



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)