Jorge Marcondes
Sexta, 21 de dezembro de 2018, 14:49 h - Atualizado em 21/12, 14:55 h

Dados de final de ano

Veja algumas coisas importantes que aconteceram neste ano de 2018

Jorge Marcondes:Empresarial
Autor: Redação
Neipa
Neipa - Foto: Divulgação

Em ritmo de final de ano, eu gostaria de atualizar vocês quanto a algumas coisas importantes que aconteceram neste ano de 2018, que foi de muita luta para todos.

 

Com mais de 16968 mil rótulos, o setor de cerveja artesanal cresceu 23% entre janeiro e setembro e já projeta ultrapassar o marco de mil empresas em 2019, segundo levantamento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)*.

 

Um crescimento de aproximadamente 4 novas cervejarias por semana, ou 23% em 9 meses. E ainda, sem considerar as chamadas cervejarias ciganas, aquelas marcas que locam as instalações de outras cervejarias para a produção das suas cervejas.

 

Nos últimos cinco anos o mercado das artesanais avançou 130%, chegando a 835 negócios e aproximadamente 16968 mil produtos. Estes respondem por 1,5% do mercado nacional, sendo que em 2017 eram apenas 679 microcervejarias com um faturamento em torno de R$ 130 bilhões.

 

Já no que se refere ao número de fábricas, a região Sul lidera, com 369 plantas artesanais, seguido do Sudeste com 328. O Nordeste possui 61 unidades, a região Centro-Oeste tem 51, e no Norte são 26. Só o Rio Grande do Sul conta hoje com 179, primeiro lugar tanto em número de cervejarias quanto em densidade (63.294), que se refere à proporção de cervejarias por habitante.

 

São Paulo vem em segundo lugar com 144 cervejarias, Minas Gerais em terceiro com 112, seguido de Santa Catarina com 102, Paraná com 88, Rio de Janeiro com 56, Goiás com 25, Pernambuco com 18, Espírito Santo com 16 e o Mato Grosso com 12.

 

Este ainda é considerado um nicho do mercado, mas que já mostra um consumidor fiel. As pessoas já estão percebendo as diferenças entre as cervejas artesanais e as comerciais. Isso faz com que as pessoas procurem as experiências, os novos sabores.

 

Esta expansão deste mercado pode ser retratada através dos levantamentos de abertura de empresas, do quadro de medalhas e da multiplicação de festivais. Porém, através da análise da Mintel, uma instituição de pesquisa de negócios, o mercado das cervejas artesanais no Brasil é apontado como o segundo mais inovador do mundo, ficando atrás apenas dos EUA, cujos dados, em 2017 acabou por conquistar 17% de todos os lançamentos de cervejas artesanais, enquanto o Brasil atingiu a marca de 9%.

 

Segundo Jonny Forsyth, diretor da Mintel Food & Drink, em declaração reproduzida pelo portal da Food Navigator**, assim como nos EUA nos anos 1980/90, o mercado brasileiro foi dominado por muitos anos e de maneira hegemônica, pelas grandes cervejarias, que apresentavam somente as suas American Light Lagers.

 

Este foi um dos principais motivos de hoje existir uma verdadeira obsessão pela inovação no mercado da cerveja artesanal, inclusive levando as grandes cervejarias comerciais a começam as aquisições e lançamentos de projetos diferenciados, tentando alcançar o público cada vez mais exigente e que deseja experiências.

 

Porém hoje ainda existe um grande espaço para cervejas leves e refrescantes, como os estilos ácidos, chamados de Sour Beers. As cervejarias artesanais observaram este fato, pois este ano no Festival Brasileiro da Cerveja, que é o maior evento de cerveja artesanal do país atualmente, uma grande parte dos 130 estandes de cervejarias possuía exemplares desse tipo. É também um estilo de cerveja muito criativo e marcado pela acidez, mas que pode ter a adição de frutas, madeiras, bem como apresentar maior ou menor complexidade.

 

Sem apresentar números específicos no Brasil, o estilo India Pale Ale (IPA) apresenta alto índice de amargor e muito aroma de lúpulo. Ele cresceu muito em popularidade nos últimos anos, chegando a conquistar a maior popularidade nos EUA, local no qual 28% do mercado de cervejas artesanais é deste estilo, segundo dados da associação dos cervejeiros artesanais dos EUA (da Brewers Association - BA), mercado que mais tem inovações.

 

As suas variações continuam até hoje a despontar mundo afora, sendo uma delas o estilo New England IPA, que apresenta exemplares menos amargos e mais aromáticos, que apareceram por aqui nos últimos dois anos, fazendo bastante sucesso. Em terras do Tio Sam possui um pouco mais de tempo, mas já ocupa impressionantes 1,2% do mercado de cervejas artesanais.

 

A última e mais recente novidade fica por conta do estilo Brut IPA, que apresenta baixo amargor, sendo super leve, refrescante e com um intenso aroma de lúpulo. É uma excelente pedida para o nosso verão que está se mostrando bastante quente.

 

Outro fator importante é que o consumidor está valorizando cada vez mais não só o produto, mas principalmente as ocasiões de consumo da cerveja artesanal, que também acontece em outros setores de consumo. As harmonizações da cerveja com pratos da culinária, as visitas às cervejarias, a proliferação dos festivais, o turismo cervejeiro inclusive de trem, refletem a cada dia o encantamento das pessoas por este delicioso mundo.

 

Mas, independente do que está acontecendo no mercado, o mais importante é que podemos sentir as mudanças no nosso paladar, ao provarmos inúmeros lançamentos e amostras cada vez melhores. As cervejarias melhoram a qualidade dos seus produtos e nós, consumidores, aproveitamos muito mais.

 

Cheers!!!

 

* file:///C:/Users/profj/Downloads/As%20Cervejas%20Continuam%20a%20Crescer%20(PDF).pdf;

** https://www.foodnavigator-latam.com/Article/2018/09/21/Brazil-ranked-number-2-most-innovative-craft-beer-market-Mintel

 

Este ainda é considerado um nicho do mercado, mas que já mostra um consumidor fiel. As pessoas já estão percebendo as diferenças entre as cervejas artesanais e as comerciais. Isso faz com que as pessoas procurem as experiências, os novos sabores.

 

Esta expansão deste mercado pode ser retratada através dos levantamentos de abertura de empresas, do quadro de medalhas e da multiplicação de festivais. Porém, através da análise da Mintel, uma instituição de pesquisa de negócios, o mercado das cervejas artesanais no Brasil é apontado como o segundo mais inovador do mundo, ficando atrás apenas dos EUA, cujos dados, em 2017 acabou por conquistar 17% de todos os lançamentos de cervejas artesanais, enquanto o Brasil atingiu a marca de 9%.

 

Segundo Jonny Forsyth, diretor da Mintel Food & Drink, em declaração reproduzida pelo portal da Food Navigator**, assim como nos EUA nos anos 1980/90, o mercado brasileiro foi dominado por muitos anos e de maneira hegemônica, pelas grandes cervejarias, que apresentavam somente as suas American Light Lagers.

 

Este foi um dos principais motivos de hoje existir uma verdadeira obsessão pela inovação no mercado da cerveja artesanal, inclusive levando as grandes cervejarias comerciais a começam as aquisições e lançamentos de projetos diferenciados, tentando alcançar o público cada vez mais exigente e que deseja experiências.

 

Porém hoje ainda existe um grande espaço para cervejas leves e refrescantes, como os estilos ácidos, chamados de Sour Beers. As cervejarias artesanais observaram este fato, pois este ano no Festival Brasileiro da Cerveja, que é o maior evento de cerveja artesanal do país atualmente, uma grande parte dos 130 estandes de cervejarias possuía exemplares desse tipo. É também um estilo de cerveja muito criativo e marcado pela acidez, mas que pode ter a adição de frutas, madeiras, bem como apresentar maior ou menor complexidade.

 

Sem apresentar números específicos no Brasil, o estilo India Pale Ale (IPA) apresenta alto índice de amargor e muito aroma de lúpulo. Ele cresceu muito em popularidade nos últimos anos, chegando a conquistar a maior popularidade nos EUA, local no qual 28% do mercado de cervejas artesanais é deste estilo, segundo dados da associação dos cervejeiros artesanais dos EUA (da Brewers Association - BA), mercado que mais tem inovações.

 

As suas variações continuam até hoje a despontar mundo afora, sendo uma delas o estilo New England IPA, que apresenta exemplares menos amargos e mais aromáticos, que apareceram por aqui nos últimos dois anos, fazendo bastante sucesso. Em terras do Tio Sam possui um pouco mais de tempo, mas já ocupa impressionantes 1,2% do mercado de cervejas artesanais.

 

A última e mais recente novidade fica por conta do estilo Brut IPA, que apresenta baixo amargor, sendo super leve, refrescante e com um intenso aroma de lúpulo. É uma excelente pedida para o nosso verão que está se mostrando bastante quente.

 

Outro fator importante é que o consumidor está valorizando cada vez mais não só o produto, mas principalmente as ocasiões de consumo da cerveja artesanal, que também acontece em outros setores de consumo. As harmonizações da cerveja com pratos da culinária, as visitas às cervejarias, a proliferação dos festivais, o turismo cervejeiro inclusive de trem, refletem a cada dia o encantamento das pessoas por este delicioso mundo.

 

Mas, independente do que está acontecendo no mercado, o mais importante é que podemos sentir as mudanças no nosso paladar, ao provarmos inúmeros lançamentos e amostras cada vez melhores. As cervejarias melhoram a qualidade dos seus produtos e nós, consumidores, aproveitamos muito mais.

 

Cheers!!!

 

file:///C:/Users/profj/Downloads/As%20Cervejas%20Continuam%20a%20Crescer%20(PDF).pdf;

** https://www.foodnavigator-latam.com/Article/2018/09/21/Brazil-ranked-number-2-most-innovative-craft-beer-market-Mintel



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Cel Costa Filho

Cel Costa Filho

Segurança em Debate


Juliana Saraiva

Juliana Saraiva

Coluna Juliana Saraiva




Mais lidas
Atentado na Escola

Atentado na Escola

Terror na escola


Para inspirar: 7 salas de TV que são de tirar o fôlego

Para inspirar: 7 salas de TV que são de tirar o fôlego

Conforto e beleza são as palavras de ordem para quem deseja uma sessão digna de cinema em um dos cômodos mais queridinhos de casa


Aniversário de São José dos Pinhais: Bolo Solidário foi servido em frente a catedral

Aniversário de São José dos Pinhais: Bolo Solidário foi servido em frente a catedral

Comemoração do aniversario de São José dos Pinhais


12º CWBurguer Fest terá 28 participantes

12º CWBurguer Fest terá 28 participantes

O principal evento de hambúrgueres do Brasil contará com diversas opções do preparo e receitas inéditas para todos os gostos


Ônibus da Cultura terá apresentação especial para o Março Lilás

Ônibus da Cultura terá apresentação especial para o Março Lilás

A campanha do Março Lilás, de prevenção do câncer de útero, inspirou um espetáculo teatral que fará estreia no Ônibus da Cultura.


Companhia Os Satyros celebra 30 anos no Festival de Curitiba

Companhia Os Satyros celebra 30 anos no Festival de Curitiba

Trupe paulista retorna ao evento com “Cabaret TransPeripatético”, além das estreias nacionais de “Mississipi”, “Todos os Sonhos do Mundo” e “O Rei de Sodoma”



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)