Jorge Marcondes
Sexta, 07 de outubro de 2016, 00:00 h - Atualizado em 07/10, 00:00 h

Toast Ale, a cerveja para acabar com o desperdício

Por Jorge Marcondes

Jorge Marcondes:Empresarial
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

O convite do amigo Jacques Bourdouxhe para participar do projeto junto com o mestre da panificação Rene Eugenio Seifert Junior acabou por nos mostrar como se coloca uma mensagem líquida em uma garrafa. Estou falando de uma experiência baseada em uma dessas cervejas que hoje está entre nós e amanhã já se foi, pois tudo isso começa lá dou outro lado do Atlântico. Esta novidade veio através da revista Brew Your Own que o Jacques trouxe para vermos, e a seguir veremos o contexto desta receita.

 

No Reino Unido estima-se um que exista um desperdício em torno de 328.000 toneladas de pão, que são jogadas na lixeira a cada ano. Isto quer dizer algo perto dos 2,6 bilhões de fatias e, destas, mais ou menos 24 milhões delas são descartadas somente pelas residências. Só o pão deve ser responsável por quase 9% de todo o desperdício de alimentos por aquelas paragens.

 

Vejam, ao longo da cadeia de fornecimento muitos fatores como, o tempo e o descuido com o gerenciamento do estoque, fazem com que o pão termine no lixo. Os supermercados também produzem e dispõem pães que passam da validade, embora ainda estejam perfeitos para o consumo, já os fabricantes de sanduíche, estes costumam descartar a primeira e ultima fatia dos pães, muito mais por questões estéticas, ou seja, para deixarem os sanduíches mais atraentes às pessoas.

Foto: Divulgação.

Já os consumidores também desperdiçam grandes quantidades de pães em suas casas, pois ainda necessitam aprender a como congelar melhor os pães, bem como a melhor usar o pão velho, até de uma forma inovadora na sua cozinha. Se o pão não pode ser consumido fresco e, a tempo, de forma que ainda venha a ser saboroso, diversas receitas feitas com pão duro podem dar uma vida útil muito mais longa a este pão. Bem, e é isso que uma cervejaria pode fazer, mantendo todas as calorias do pão na cadeia humana de abastecimento alimentar.

 

Mas, estas são estatísticas são baseadas meramente nos pães mais comuns, não sendo incluídos aí os pães mundiais como naan, ciabatta e pães integrais dentre outros. Pode-se dizer que este desperdício seria suficiente para tirar aproximadamente 26 milhões de pessoas da condição de má-nutrição.

 

Todo este potencial de pão descartado é exatamente o que inspirou o inglês Tristram Stuart que é autor do livro “Waste: Uncovering the Global Food Scandal”, uma obra que procura chamar a atenção das pessoas para o desperdício de alimentos. Esta obra foi indicada ao prêmio James Beard Foundation, também conhecido como o Oscar do mundo culinário. Assim, este cidadão é também responsável pela concretização do projeto de uma startup intitulada Toast Ale Ltd.

 

A criação da startup propõem transformar todo este pão em deliciosas cervejas artesanais com um sabor maltado, muito semelhante às Amber Ales e às cervejas de trigo. Vale dizer esta ideia foi utilizada pela primeira vez há séculos pelos babilônios, com a finalidade de transformar o pão em uma bebida alcoólica.

 

Então, a Toast Ale quer dar vida nova aos pães artesanais que não forem vendidos pelas padarias, ao final do dia, cortando, torrando e amassado-os, para posteriormente fazer uma farinha de rosca que será inserida no processo de fermentação de uma cerveja artesanal. A receita montada utiliza aproximadamente uma fatia de pão por cada garrafa de cerveja.

 

E importante mencionar que esta receita já foi premiada recentemente como “melhor novo conceito” no FoodBev Awards, bem como, muito elogiada pelo chef de cozinha Jamie Oliver, um ativista em prol de uma alimentação mais consciente nas escolas do Reino Unido. Toast pretende vender esta cerveja também no mercado nova-ioquino, devido à repercussão do produto entre os americanos após receber elogios na televisão, de Oliver.

 

Foto: Divulgação.

Os pães utilizados na fabricação desta cerveja são provenientes de padarias artesanais, fabricantes de sanduíches, dentre outras fontes. Mas segundo Andrew Schein da Toast Ale, o gosto da cerveja pronta não varia muito conforme o tipo de pão, por isso, mesmo os pães sendo brancos ou escuros, ambos são usados para fazer a mesma cerveja. Mas qual é o resultado no copo? O pão torrado acrescenta notas de caramelo que casam bem com as notas amargas do lúpulo, fato que confere um sabor mais maltado e semelhante ao de cervejas amber ales e de trigo.

 

A cervejaria Toast Ale foi criada para mostrar este problema do desperdício de alimentos, procurando mostrar que é possível dar uma vida nova a estes produtos descartados por padarias, lanchonetes e supermercados.

 

O processo de produção da Toast Ale tem como primeira etapa, a procura por pães que não são vendidos nas padarias, bem como as bordas com cascas dos pães que não foram usados em sanduíches. Todo este pão e cascas coletados são picados, torrados e triturados na forma de uma farinha de rosca, que é misturada à cevada maltada, ao lúpulo, às leveduras e à água, sendo então processados e transformados em uma cerveja.

 

Nessa receita especial, foi combinado o pão torrado com o malte de cevada (malte claro, CaraMalt, e Munique Malt), lúpulo (Hallertau, Centennial, Cascade, Bramling Cruz), levedura e a água. Com a colaboração de mestres cervejeiros para produzir a cerveja, a Toast Ale foi produzida inicialmente na Hackney Brewery e atualmente estão produzindo em Yorkshire com a Hambleton Ales.

 

A equipe da Toast Ale afirma que inicialmente procuram pão nas lanchonetes e padarias, sempre questionando se a sobra de pão deles pode por acaso ser doada como alimentos a instituições de caridade, e caso esta não seja uma opção, eles coletam o pão e processam para transformar em cerveja.

 

A filosofia da sustentabilidade sempre está presente no processo produtivo da empresa, pois utiliza energia produzida por turbinas eólicas, que é 100% limpa, bem como destina os grãos no final, ao uso na alimentação de animais. Com isso tudo, a Toast deseja encoraja as pessoas a reduzirem suas pegadas de carbono, provenientes do desperdício domiciliar de alimentos, comprando um kit de produção de cerveja caseiro e transformando suas próprias sobras de pão em cerveja, pois a receita está livremente disponível no site da startup, em inglês (http://www.toastale.com/toast-ale-recipe/).

 

A cerveja já é vendida em bares ao redor de Londres, e de maneira online em engradados com seis garrafas por apenas três libras cada garrafa, mas atualmente a entrega é possível somente para o Reino Unido. Já os lucros obtidos com a venda, estes são revertidos para a Feedback (http://feedbackglobal.org/), uma organização que combate o desperdício e possui como objetivo a redução do impacto ambiental, conseqüentemente melhorando o valor social em todos os níveis do sistema alimentar.

Foto: Divulgação.

Se o homem por trás deste produto conseguir o que almeja, a produção desta cerveja não só terminará como também este fato será uma causa para celebração. Com a frase “Nossa esperança é um dia podermos sair do negócio. O dia em que não houver mais o desperdício de pão, a Toast Ale não poderá mais existir”, Tristram Stuart define a sua estratégia.

 

E foi aproveitando esta receita que os amigos Jacques Bourdouxhe e Rene Eugenio Seifert Junior reuniram diversos cervejeiros caseiros de Curitiba para produzir uma versão desta Toast Ale. No sábado passado (01/10/16) começou por eu encontrar o Jacques na BodeBrown para dar uma carona e levarmos os maltes, as leveduras e os lúpulos.

 

Na sede da cervejaria Pandorga o Everton Delfino já nos esperava com as panelas a postos. Eu e Jacques chegamos juntos com o Guilherme Perito Manzochi, logo depois chegou o Rene com os pães e em seguida o Bruxo Matulle. Assim começamos a produzir a Toast Ale inicialmente nomeada como PãoDorga, regada a deliciosas queijos e salames proporcionados pelo anfitrião, bem como a cervejas caseiras nossas. Durante o transcorrer do dia várias pessoas foram acompanhar a brassagem, como o casal Belisa Furquim e o Diego Nery, o Marlon Hammes, o Mario Novak e claro, a Andreia Hiura que esteve lá desde o início também.

 

Antes de encerrar, gostaria de lembrar a todos que neste sábado a partir das 12:00 acontece a Festa de premiação do V Concurso Paranaense de Cerveja Feita em Casa. Para maiores informações consulte o link https://www.facebook.com/events/506993742827800/.

 

A seguir, algumas fotos do evento de produção da nossa versão da cerveja Toast Ale:

Os pães produzidos e torrados pelo mestre Rene.
Os pães produzidos e torrados pelo mestre Rene. - Foto: Divulgação.

O grupo quebrado e colocando os pães.
O grupo quebrado e colocando os pães. - Foto: Divulgação.

Jacques cuidando da produção.
Jacques cuidando da produção. - Foto: Divulgação.

Rene registrando o que está sendo feito com seus deliciosos pães.
Rene registrando o que está sendo feito com seus deliciosos pães. - Foto: Divulgação.

E o grupo observando a produção.
E o grupo observando a produção. - Foto: Divulgação.

E aqui a Toast Ale foi para a fermentação.
E aqui a Toast Ale foi para a fermentação. - Foto: Divulgação.


Comentários desta notícia:


30/03, 14:53 h -Micha Hax:

"Hello. And Bye."

20/12, 21:15 h -Roberthon:

"Hello. And Bye."



Comente você também sobre esta notícia:



Colunista do dia
Cel Costa Filho

Cel Costa Filho

Segurança em Debate


Juliana Saraiva

Juliana Saraiva

Coluna Juliana Saraiva




Mais lidas
Clube Mulheres de Sucesso Araucária: Ananda Suelem Scorteganha

Cultura no Teatro SESI: alunos da Casa Verde se apresentarão na próxima quarta-feira (19)

Cultura no Teatro SESI: alunos da Casa Verde se apresentarão na próxima quarta-feira (19)

A Secretaria de Cultura de São José dos Pinhais, em parceria com o SESI, disponibiliza toda quarta-feira o Teatro para apresentações dos artistas da cidade (Foto: Divulgação/Dreams grupo de dança)


Ana Carolina comemora 20 anos de carreira com turnê “fogueira em alto mar" em Curitiba

Ana Carolina comemora 20 anos de carreira com turnê “fogueira em alto mar" em Curitiba

Show traz surpresas e conta com músicas de seu novo álbum homônimo, além dos grandes sucessos de sua carreira.


Festa Junina no quintal do James

Festa Junina no quintal do James

O evento acontece no dia 22 e 29 de junho com várias atrações


1ª Curitiba Santé Week

1ª Curitiba Santé Week

A capital paranaense vai sediar festival dedicado ao consumo sustentável a partir do próximo dia 30 de junho


CineMaterna exibirá “Juntos para Sempre” em shopping de Curitiba

CineMaterna exibirá “Juntos para Sempre” em shopping de Curitiba

Na quarta-feira (19/06), às 14h, tem CineMaterna, sessão especial para mamães e bebês com até 18 meses, no Cineplus



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)