Direito & Cidadania
Sexta, 03 de novembro de 2017, 00:00 h - Atualizado em 03/11, 00:00 h

Melhor um mal acordo do que uma boa demanda

Conciliar é dever do advogado


Direito & Cidadania : Cidades


Foto: Divulgação.

*Dr. Fabiano da Rosa

 

Muitas vezes o acordo não está 100% bom nem pra um lado, nem pra outro. Mesmo assim na grande maioria das vezes é melhor fazer um acordo, ainda que este não seja ótimo, do que persistir no litígio.

Persistir no litígio vai cobrar da parte o preço da angústia, da paciência e, por vezes, exigir importantes recursos financeiros. Angústia porque o conflito não resolvido gera ansiedade, stress, preocupação. Paciência porque o Poder Judiciário está congestionado e – por melhor que seja o time que esteja a cuidar do processo – ainda assim a tendência é que se ele seguir todas as fases previstas legalmente poderá demorar bastante e, a depender da matéria, talvez alguns anos em razão da possibilidade de interposição de recursos cabíveis. Conflito persistente é coisa cara. Será preciso pagar taxas judiciais, honorários, diligências, eventuais cálculos, retirar tempo da atividade da parte para comparecer a audiências (o que gera prejuízo) não se esquecendo que a atenção de especialistas - durante longo tempo – pode resultar numa conta cara.

Neste sentido é dever do advogado “estimular a conciliação entre os litigantes, prevenindo, sempre que possível, a instauração de litígios” (inc. VI, art. 2º, Código de Ética e Disciplina – OAB). Deve-se o Advogado estimular a conciliação e prevenir os litígios. É sabido que por vezes não há como conciliar, seja porque as expectativas sejam muito diferentes, seja porque não seja o melhor momento, seja por outro motivo mas, antes de se chegar a esta conclusão e dedicar os esforços ao combate, para o qual também deve estar o Advogado preparado, é devido empregar os melhores esforços no acordo. Antes da guerra, visando evitar o derramamento de sangue, agem os diplomatas. Acordar é preciso.

Fabiano da Rosa*  OAB/PR 26.862, é Especialista e Mestre em Direito e sócio do “Da Rosa, Leprevost e Mayer Advogados”





Envie o seu comentário


Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Aninha Pazinatto

Coluna Papo de Piá

Coluna Papo de Piá

Coluna Papo de Piá


Direito & Cidadania

Direito & Cidadania

Direito & Cidadania




Mais lidas
Tacy de Campos agitou o Salloon do Psicodália 2018 com formação especial

Tacy de Campos agitou o Salloon do Psicodália 2018 com formação especial

O Palco Salloon ganhou shows dos artistas da Segunda Autoral do Bardo Tatára durante o festival que acontece em Rio Negrinho SC


4 lugares que oferecem Cold Brew em Curitiba

4 lugares que oferecem Cold Brew em Curitiba

Destaques da Semana


Banda NunErvO! agitou o Palco Sallon no Psicodália 2018

Banda NunErvO! agitou o Palco Sallon no Psicodália 2018

O Palco Salloon ganhou shows dos artistas da Segunda Autoral do Bardo Tatára durante o festival que acontece em Rio Negrinho SC


Amanda Lyra e Garça Stival comandam o palco do Zero41 Restôbar neste sábado (24)

Amanda Lyra e Garça Stival comandam o palco do Zero41 Restôbar neste sábado (24)

O novo empreendimento da cidade traz muita música boa para a região do Boqueirão.


Jockey Club vai sediar o Festival Churrasco Curitiba

Jockey Club vai sediar o Festival Churrasco Curitiba

Com entrada franca, o evento será realizado nos dias 24 e 25 de fevereiro


Dança Livre a Dois abre novas turmas

Dança Livre a Dois abre novas turmas

Com opção de aulas na Mahayana Integração Corpo e Alma e no Bistrô e Café Camões



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016.