Direito & Cidadania
Sexta, 03 de novembro de 2017, 00:00 h - Atualizado em 03/11, 00:00 h

Melhor um mal acordo do que uma boa demanda

Conciliar é dever do advogado

Direito & Cidadania :Cidades
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

*Dr. Fabiano da Rosa

 

Muitas vezes o acordo não está 100% bom nem pra um lado, nem pra outro. Mesmo assim na grande maioria das vezes é melhor fazer um acordo, ainda que este não seja ótimo, do que persistir no litígio.

Persistir no litígio vai cobrar da parte o preço da angústia, da paciência e, por vezes, exigir importantes recursos financeiros. Angústia porque o conflito não resolvido gera ansiedade, stress, preocupação. Paciência porque o Poder Judiciário está congestionado e – por melhor que seja o time que esteja a cuidar do processo – ainda assim a tendência é que se ele seguir todas as fases previstas legalmente poderá demorar bastante e, a depender da matéria, talvez alguns anos em razão da possibilidade de interposição de recursos cabíveis. Conflito persistente é coisa cara. Será preciso pagar taxas judiciais, honorários, diligências, eventuais cálculos, retirar tempo da atividade da parte para comparecer a audiências (o que gera prejuízo) não se esquecendo que a atenção de especialistas - durante longo tempo – pode resultar numa conta cara.

Neste sentido é dever do advogado “estimular a conciliação entre os litigantes, prevenindo, sempre que possível, a instauração de litígios” (inc. VI, art. 2º, Código de Ética e Disciplina – OAB). Deve-se o Advogado estimular a conciliação e prevenir os litígios. É sabido que por vezes não há como conciliar, seja porque as expectativas sejam muito diferentes, seja porque não seja o melhor momento, seja por outro motivo mas, antes de se chegar a esta conclusão e dedicar os esforços ao combate, para o qual também deve estar o Advogado preparado, é devido empregar os melhores esforços no acordo. Antes da guerra, visando evitar o derramamento de sangue, agem os diplomatas. Acordar é preciso.

Fabiano da Rosa*  OAB/PR 26.862, é Especialista e Mestre em Direito e sócio do “Da Rosa, Leprevost e Mayer Advogados”



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Cristiano Machado

Cristiano Machado

A vida é bélica


Direito & Cidadania

Direito & Cidadania

Direito & Cidadania


Mhana Karim

Mhana Karim

Laricas da Mhana




Mais lidas
Teatro Sesi recebe o espetáculo Vigiar e Punir, com entrada franca

Teatro Sesi recebe o espetáculo Vigiar e Punir, com entrada franca

Manipulação de bonecos coloca Foucault em cena


MS Trade Show acontece em agosto em Curitiba

MS Trade Show acontece em agosto em Curitiba

Feira exclusiva para os segmentos custom, performance e acessórios automotivos com objetivo de networking, lançamentos e geração de negócio


Duo Santoro, José Staneck e Ana Letícia Barros brilham na Argentina no fim de junho

Duo Santoro, José Staneck e Ana Letícia Barros brilham na Argentina no fim de junho

Gêmeos violoncelistas, gaitista e percussionista apresentarão o espetáculo “Do Clássico à Bossa Nova”, em Córdoba, no domingo, 24 de junho,


Prefeito assina Decreto que autoriza cota de pagamento de passagem de ônibus em dinheiro

Prefeito assina Decreto que autoriza cota de pagamento de passagem de ônibus em dinheiro

A partir desta quinta-feira até 5% dos usuários poderão pagar a passagem em dinheiro


Desde a escola

Desde a escola

Ex nihilo nihil fit, pois do nada, nada surge


Previdência Social: mexeram na minha pensão!

Previdência Social: mexeram na minha pensão!

Qual seria o valor do benefício a receber?



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)