História&Talento
Quinta, 26 de abril de 2018, 00:00 h - Atualizado em 26/04, 00:00 h

História e Talento: Vani Cararo Sottomaior Maruska

A fonoaudióloga e empresária se destaca em São José dos Pinhais

História&Talento:De Bem com a Vida
Autor: Redação
Vani Cararo Sottomaior Maruska foi agraciada como Líder Metropolitano na Assembléia Legislativa do Paraná este ano.
Vani Cararo Sottomaior Maruska foi agraciada como Líder Metropolitano na Assembléia Legislativa do Paraná este ano. - Foto: Arquivo Pessoal

Para ter êxito em seu negócio precisa estudo, planejamento e foco. Não faça dele uma aventura.- Vani Maruska

Nossa entrevistada de hoje é fonoaudióloga Vani Cararo Sottomaior Maruska, empresária, dona da Quality Centro Auditivo e sócia Clinicas Integradas em São José dos Pinhais. Aos 53 anos Vani Maruska é casada com Mauro Maruska com quem um filho Paulo Augusto. Sempre envolvida com projetos sociais, ela ainda já fez parte ao Projeto Romã que realiza orientações e palestras sobre o tema assim como ações em prol das crianças abrigadas. Além de fazer parte do Conselho da Mulher Empresária, da Associação Comercial de São José dos Pinhais, sendo a próxima presidente.  Em entrevista exclusiva Vani conta um pouco mais sobre sua carreira. Vamos conferir:

Mauro, Vani e Paulo Augusto
Mauro, Vani e Paulo Augusto - Foto: Arquivo Pessoal

VRNews: Conte um pouco sobre a sua infância e família.

VM: Nascida em Rio Azul – PR, filha de Agostinho Cararo e Ana Gonçalves Cararo , ambos lavradores com 6 filhos sendo eu a 5º da prole. Viemos morar em São José dos Pinhais eu tinha 5 anos de idade, meu pai montou uma fábrica de móveis em sociedade com três irmãos, esta que ficou muito conhecida na cidade, pelo profissionalismo e carinho com seu trabalho. Iniciei minha fase escolar na Escola Municipal Martim Afonso onde permaneci de 1º a 4º série. De 5º ao 8º série estudei no Colégio Silveira da Motta e o ensino médio no Colégio Ideal. Quando criança queria ser professora como todas as meninas na época. Sempre gostei muito de estudar. Meu sonho era poder ingressar na faculdade. Hoje casada com Mauro Maruska e tenho um filho lindo o Paulo Augusto. Meus alicerces.

 

VRNews: Como foi a escolha da sua profissão e como iniciou sua carreira?

Tenho uma irmã mais nova a qual nasceu com paralisia cerebral e ficou com sequelas na parte motora e na fala isso me levou ao desejo de poder ajuda-la. Ela já fazia fisioterapia e na parte da fala necessitava de uma fonoaudióloga, profissional esta que não tínhamos na cidade por ser um curso relativamente novo na época. Meu pai conseguiu então uma profissional para atender minha irmã e eu sempre a acompanhava nas consultas. Me arrepiava em cada atendimento, pensava comigo quero ser fonoaudióloga para poder ajudar as pessoas se comunicar.

Foi uma decisão tomada com toda a certeza do mundo. Seria Fonoaudióloga. Fiz minha inscrição para o vestibular na PUC. Era um curso muito concorrido, mas eu tinha a certeza que iria passar. Quando saiu o resultado na época falavam o nome dos aprovados na rádio fiquei muitíssimo feliz ao ouvir o meu. Fiz o meu curso com muito empenho. Fiz estágio desde o primeiro ano na APAE de São José, no hospital Pinheiros e  Hospital São José .Conclui o curso no ano de 1990.

Vani Maruska em entrevista ao Programa Vera Rosa juntamente com Gisele Saqueto
Vani Maruska em entrevista ao Programa Vera Rosa juntamente com Gisele Saqueto - Foto: Rosane Gondro

VRNews: Começou na área como funcionária ou já abriu seu próprio negócio?

VM: Iniciei minha carreira no Hospital São José na época fazia atendimentos particulares, convênios e Sus, como autônoma.  Neste local fui convidada pela direção para realizar um curso de Pós graduação na Itália. Fiquei muito surpresa e fiz tudo que precisava para poder ser admitida. Aprendi rapidamente a língua.

No dia 03 de outubro de 1990 embarquei para a Itália onde permaneci por 1 ano no Hospital Oasi Maria Santissima em Troina. Foi um ano de muita saudade da família mas de muita aprendizagem.

VRNews:  Como foi abrir seu próprio negócio?

VM: Quando retornei ao Brasil fui novamente recebida de braços abertos no hospital e pela equipe médica . Comecei então, além dos atendimentos fonoaudiológicos a realizar exames de diagnóstico auditivo.

VRNews:  Qual foi o ponto forte para tomar a decisão de abrir seu próprio negócio?

VM: Abri meu próprio negocio quando percebi que a procura pelo meu trabalho aumentou e que o espaço  utilizado não comportava a clientela. Próximo ao hospital montei minha clínica , com secretária e mais uma fonoaudióloga iniciei minha vida como empresária .

Participando do Projeto Romã
Participando do Projeto Romã - Foto: Arquivo Pessoal

VRNews:  Quais dificuldades que enfrentou em ser dona do seu negócio?

VM: Na faculdade aprendi ser fonoaudióloga e não administradora. Então tive que aprender e até hoje aprendo a gerir o negócio e pessoas.

VRNews:  Como está hoje seu mercado de trabalho?

VM: É um mercado que como todos se abalaram com a crise econômica do Brasil , mas também com muito trabalho, estudo, planejamento e esforço não nos deixamos  abater  . Possuo a clinicas Integradas,e a Quality  uma empresa de vendas de aparelhos auditivos e CPAP e estamos diariamente buscando novas ideias para superar os desafios.

VRNews:  Quantos funcionários tem?

VM: 15 funcionários.

Sempre envolvida com causas sociais, ela também faz parte da Associação de Senhoras Rotarianas.
Sempre envolvida com causas sociais, ela também faz parte da Associação de Senhoras Rotarianas. - Foto: Divulgação.

VRNews:  Em tempos de crise alguma dica para enfrenta-la?

VM: Não tome decisões precipitadas.

VRNews:  Qual mensagem deixaria a quem está pensando em abrir seu próprio negócio?

VM: Para ter êxito em seu negócio precisa estudo, planejamento e foco. Não faça dele uma aventura.

VRNews:  Faz parte de algum clube, associação ou faz algum trabalho voluntário? Conte sobre cada um

VM: Meu marido é do Rotary Clube São José ,como esposa de rotariano sou da associação das esposas de rotarianos  e estamos envolvidos em várias ações sociais desenvolvidas pelo clube.

Sou vice- presidente do Conselho da mulher empresária da ACIAP de São José . Neste desenvolvemos várias ações como o Dia Internacional da Mulher,  páscoa , dia das mães, beleza no bairro, dia das crianças. Caminhada cuide-se bem cuide-se agora, entre outras.

Participo da Câmara setorial da saúde da ACIAP. Participei  do grupo Romã  de apoio a adoção. O qual realiza  orientações e palestras sobre o tema assim como ações em prol das crianças abrigadas .

 

 

 

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Cel Costa Filho

Cel Costa Filho

Segurança em Debate


Vale a Pena Ler de Novo

Vale a Pena Ler de Novo

Vale a Pena Ler de Novo




Mais lidas
Sr. Peixe - O melhor da comida de boteco agora na sua casa

Sr. Peixe - O melhor da comida de boteco agora na sua casa

Pastel de barreado, bolinho de siri, bolinho de mandioca com carne seca entre outras delícias, podem ser entregues prontos ou congelados no conforto de sua casa


Fábio Cardelli lança Webclipe da música "Meu Amigo é um Perigo"

Fábio Cardelli lança Webclipe da música "Meu Amigo é um Perigo"

A letra busca inspiração em situações reais: tentativas de sedução, farras, bebedeiras, amnésias etílicas, narrado em segunda pessoa, na perspectiva do amigo que sempre vai ao socorro dos seus colegas


Lenine estreia novo trabalho em Curitiba

Lenine estreia novo trabalho em Curitiba

No sábado, dia 23 de junho, o cantautor pernambucano chega na cidade com a turnê de lançamento do seu novo projeto, ´Em Trânsito´, 13º disco da carreira


Curitiba recebe o 1º Festival de La Tapa

Curitiba recebe o 1º Festival de La Tapa

O evento vai reunir bares e restaurantes curitibanos que valorizam o tradicional preparo espanhol


Cia dos Ventos faz apresentação no Teatro SESI

Cia dos Ventos faz apresentação no Teatro SESI

O evento ocorrerá na quarta-feira (20), às 10h e 15h.


Neste domingo (24) a Colônia Marcelino recebe a Caminhada na Natureza

Neste domingo (24) a Colônia Marcelino recebe a Caminhada na Natureza

A caminhada terá um percurso de 11 quilômetros, com a largada na Igreja São Pedro



Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)