Tacy de Campos
Sábado, 11 de novembro de 2017, 00:00 h - Atualizado em 11/11, 21:00 h

Escrevo porque preciso...

Estreando como colunista do portal VRNews


Tacy de Campos: De Bem com a Vida


Foto: Divulgação.

Dizem que opinião é que nem bunda e cada um tem a sua. Apesar de todo "achismo" do mundo e sabendo que o meu será mais um frente a milhões, não tive como negar o convite quando surgiu a oportunidade de escrever semanalmente pra coluna do portal VRNews. Confesso que era um sonho antigo e estou muito contente com essa nova possibilidade. Praticar mais deste exercício libertador será como fazer sessões de psicanálise gratuitas sem sair de casa! Tudo bem se você não quiser saber o que penso. Eu também não sei nada sobre você. Seremos "bundas" um para o outro. Mas nunca é tarde pra se conhecer... Vamos lá!

Todo escritor é antes de tudo um leitor. Pessoalmente e desde muito cedo, fui acometida pelo impulso de escrever, além de estar sempre lendo, por osmose familiar. Com 11 anos, concebi meu primeiro conto. Com 13, graças a prática dos trabalhos escolares, começei a desenvolver os primeiros rascunhos de uma ficção policial. Aos 15, peguei carona nos rumos da poesia e das paródias, aprendi a tocar violão e me perdi na música. E de um modo ou de outro, sempre escrevendo. É uma necessidade, uma forma de me comunicar com o exterior . Só com o papel e lápis em mãos ou o editor de texto aberto eu me sinto realmente a vontade pra falar o que penso, dissertar sobre assuntos, expor idéias, consertar e desarmar meu coração. Já fiz muitos textos e muitos já viraram música, vide as canções do álbum "O Manifesto da Canção". Em compensação, quando se trata de conversar mesmo, no téte-a-téte da vida, reconheço minhas limitações e passo a bola pra melhores oradores. No cotidiano, prefiro ouvir, mais que falar, entender e internalizar o que me é dito. Ai depois eu penero, dou aquela filtrada e misturo com tudo que já tirei dos livros. No final, vai tudo virando palavra escrita de novo, cantada ou não...

Cordialmente, espero que gostem dos temas e formatos, independente dos pontos de vista. A intenção é convidá-los à reflexão. Também adianto que a pauta de motes será diversa, então...esperem de tudo. Aceito e declaro bem vindas todas as sugestões.

Dedico um agradecimento especial por esse presente a Amandinha Lyra, pessoa e artista de quem sou fã e admiradora a muitos anos; a Vera Rosa, sua mãe; ao Ivanio Lira, rockeiro ímpar e grande apoiador; e ao incansável, indivisível e infinito João GilbertoTatára.

Nada como plantar oportunidades. Um dia escrevo um livro, anotem!

Um abraço e até o próximo sábado!

        

 

 





Envie o seu comentário


Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Amanda Lyra

Amanda Lyra

Clave do som


Guilherme Danelhuk

Guilherme Danelhuk

Guilherme Danelhuk


Vera Rosa

Vera Rosa

Gastronomia com Vera Rosa




Mais lidas
 Paulinho Mixaria anuncia gravação de DVD em Curitiba

Paulinho Mixaria anuncia gravação de DVD em Curitiba

Os causos do divertido gaúcho, serão registrados durante a tradicional apresentação de fim de ano, no Teatro Positivo.


Mal do século: a diabetes e seus malefícios

Mal do século: a diabetes e seus malefícios

Não existe apenas uma causa para a diabetes, muito pelo contrário, existem diversos fatores que colaboram com as possibilidades de contrair


5º Congresso Paranaense de Cidades Digitais em SJP tem Inscrições Gratuitas para Servidores Públicos

5º Congresso Paranaense de Cidades Digitais em SJP tem Inscrições Gratuitas para Servidores Públicos

A principal característica do evento é a troca de informações e experiências de sucesso


Ética e regras claras como padrão

Natal: Presenteie com livros que trazem belas mensagens para a criançada

Natal: Presenteie com livros que trazem belas mensagens para a criançada

Salamandra selecionou obras com ricas ilustrações e recém-lançadas pela editora


Quedas na terceira idade podem ser mais do que acasos

Quedas na terceira idade podem ser mais do que acasos

Muito comum em idosos, a doença se torna clinicamente perceptível e suas consequências começam a incomodar no dia a dia



Mais notícias deste colunista


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016.