Tânia Jeferson
Quarta, 03 de abril de 2019, 00:00 h - Atualizado em 03/04, 15:13 h

Sal: o cristal da purificação

Usado há milênios para afastar energias negativas o poder do sal é explicado pela ciência

Tânia Jeferson:Sal
Autor: Redação

Aposto que em algum dia da sua vida alguém já disse: toma um banho de sal grosso que melhora. Sim, o sal é poderoso e o seu uso é milenar. Ele tem o poder de limpar energias densas e negativas do nosso corpo e também dos ambientes.

Segundo a explicação de especialistas em radiestesia, o sal é um cristal e emite ondas eletromagnéticas que podem ser medidas pela radiestesia (técnica que utiliza pêndulos para identificar e alterar os campos vibratórios).

Experiências mostraram que ao colocar-se o pêndulo sobre um monte de sal, é possível detectar o mesmo comprimento da onda violeta, capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos. A luz violeta por ter o menor comprimento de onda é a mais energética.

Além disso, o cristal do sal emite o poderoso íon negativo, presente na natureza nas proximidades das cachoeiras, nas matas e nas praias por causa do mar. Por isso, esses íons negativos neutralizam poeiras e fumaças do ambiente.

Então quando se diz que o sal elimina energias negativas, não é conversa da Mística não, é ciência!

O sal tem o mesmo comprimento da onda violeta, capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos
O sal tem o mesmo comprimento da onda violeta, capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos - Foto: Divulgação

O poder purificador do sal

O efeito purificador do sal é milenar. Ao perceber que serviam para conservar e dar sabor à comida, além de curar feridas, os romanos achavam que os cristais de sal eram uma dádiva de Salus, a deusa da saúde – e em sua homenagem cunharam o nome.

Muito utilizado pelos esotéricos, o sal é recomendado para a limpeza da aura, ou seja, o campo de luz que envolve o corpo humano. Quando a aura está saturada, o sal é o único composto que a recompõe rapidamente. Segundo o esoterismo, o banho de água e sal é excelente para expandir a aura.

Purificando a sua aura

O famoso banho de sal grosso e o antigo escalda-pés (mergulhar os pés em uma salmoura morna): têm o poder de neutralizar a eletricidade do corpo. Você pode limpar a energia negativa e mau olhado acumulados em seu corpo com essa prática.

Banho de sal grosso

Após seu banho convencional, misture um punhado de sal grosso em mais ou menos um litro d’água e deixe escorrer do pescoço para baixo, mentalizando o banimento de energias ruins. Com o conhecimento das ervas de poder é possível acrescentar ervas para potencializar o poder do banho.

De preferência para os banhos na fase da Lua Nova e Cheia, utilize velas no banheiro, e se quiser ativar sua intuição, apague as luzes do banheiro.

O único cuidado é não molhar a cabeça, pois é aí que mora o nosso espírito e ele não deve ser neutralizado. Não é aconselhável banhos frequentes com o sal.

Os escalda-pés tem benefícios fisiológicos, estéticos e ocupacionais
Os escalda-pés tem benefícios fisiológicos, estéticos e ocupacionais - Foto: Divulgação

Escalda-pés
Tanto o banho de sal grosso quanto o escalda-pés (mergulhar os pés em salmoura bem quente) têm o poder de neutralizar a eletricidade do corpo. Para quem mora longe da praia é um ótimo jeito de relaxar e renovar as energias.

Benefícios de banhos e escalda pé com sal grosso:
Fisiológicos
Ajuda a desintoxicar o corpo e afastar os vírus· Estimula a circulação natural para a melhoria da saúde· Ajuda a aliviar o pé do atleta, calos e calosidades· Relaxa a tensão, dores musculares e nas articulações· Ajuda a aliviar artrite e reumatismo· Ajuda a aliviar a dor lombar crônica.

Benefícios estéticos
Tira as impurezas da pele. Alivia irritações da pele como psoríase / eczema· Alivia comichão, ardor e picadas· Suaviza e amacia a pele· Incentiva a pele se renovar· Ajuda a curar as cicatrizes· Restaura o equilíbrio a umidade da pele.

Ocupacional
Alivia o cansaço, os pés doloridos e os músculos da perna. Alivia a tensão nas mãos e punhos. Ajuda a aliviar lesões causadas por esportes.

Dica para as mulheres: sal no sutiã
É fácil. Basta pegar uma folha de lenço de papel, colocar cerca de 5 gramas de sal de boa qualidade e embrulhar. O modo de colocar no sutiã é simples: do lado direito: para relaxar e do lado esquerdo: para “limpar” a energia ruim recebida

O íon negativo do sal em contato com o calor do corpo ou com o suor, melhora a circulação sanguínea.


Purificando a sua casa
As energias densas costumam se concentrar nos cantos da casa. Por isso, colocar um copo de água com sal grosso ou sal de cozinha equilibra essas forças e deixa a casa mais leve.

Para uma sala média onde não circula muita gente, um copo de água com sal em dois cantos é suficiente. Em dois ou três dias, já se percebe a diferença. Quando o sal borbulha é hora de renovar a salmoura.

A solução de água e sal também é capaz de puxar os íons positivos, isto é, as partículas de energia elétrica da atmosfera, e reequilibrar a energia dos ambientes, principalmente em locais fechados ou escuros. Absorve tudo de ruim que está no ar, ajuda a purificar e impede que a inveja, o mau-olhado e outros sentimentos inferiores entrem na casa.

A prática simples de purificação com água e sal deve ser feita quando sentir que o ambiente está carregado, depois de brigas ou à noite, no quarto, para que o sono não seja perturbado.

Faça sua limpeza doméstica energética
Depois de feita a faxina e a limpeza, pegue uma bacia com água e coloque um punhado de sal grosso. Misture e quando o sal derreter na água, pegue um pano branco limpo, umedeça, torça e passe esse pano com água salgada nas paredes da casa e no piso. Isso ajudará a remover as energias indesejadas.

Depois de uma festa em casa, também é aconselhável lavar todos os copos e pratos com sal grosso para neutralizar a energia dos convidados, purificando a louça para o uso diário.

Polvilhe o sal
Segundo os especialistas, polvilhar um punhadinho de sal na varanda ou no hall de entrada faz muito bem para espantar o que vem de fora. Nesses casos, deixe o sal agir por alguns minutos ou horas e depois, recolha-o varrendo. Nesse caso, depois de recolhido na pá, pode-se jogar na lixeira.



Passeando pela História
Acredita-se que foi observando o gado localizar fonte e poços salgados que o homem chegou ao sal. É sabido que animais com deficiência de sódio no organismo são capazes de achar, pelo olfato, águas salgadas.

O sal está presente em rituais religiosos de diversas épocas e civilizações. Foi muito usada por gregos, romanos, asiáticos e árabes. No tempo do Império Romano, os soldados recebiam parte de sua paga em sal – daí a palavra salário.

Na Antigüidade, os assírios o utilizavam nos cultos. Na religião judaica, por outro lado, o sal sempre teve forte presença simbólica. O Antigo Testamento narra, por exemplo, o caso da mulher de Lot, transformada em estátua de sal porque olhou para trás ao fugir de Sodoma e Gomorra, destruídas pela ira divina.

Para os hebreus, o sal era um elemento purificador, símbolo da perenidade da aliança entre Deus e o povo de Israel.

O ritual de batismo da Igreja Católica Romana, em que grãos de sal são colocados nos lábios dos recém-nascidos, reproduz a crença judaica no sal como purificador.

Os árabes citam recomendações de Maomé para: “começar pelo sal e terminar com o sal; porque o sal cura numerosos males”.

Também é considerado símbolo da incorruptibilidade – pois é a marca da eternidade e da pureza, porque jamais apodrece ou se corrompe; e da lealdade – como pode ser visto na Bíblia, o termo “aliança de sal” designa uma relação com Deus que não pode ser rompida.

Na tradição africana, quando alguém se muda, as primeiras coisas a entrarem na casa são: um copo de água e outro com sal. Usam sal marinho seco, num pires branco atrás da porta para puxar a energia negativa de quem entra. Também tomam banho com água salgada com ervas para renovar a energia interna e a vontade de viver.

No Japão, o sal é considerado poderoso purificador. Os japoneses mais tradicionais jogam sal todos os dias na soleira das portas e sempre que uma visita mal vinda vai embora. Símbolo de lealdade na luta de sumô. Os campeões jogam sal no ringue para que a luta transcorra com lealdade.

No Havaí, a pessoa que volta de um funeral joga sal sobre ela mesma, para afastar maus espíritos não venham com ela do enterro.

Na Idade Média, porém, a antiga santidade do sal acabou se transformando em malefício, ao mesmo tempo em que proliferavam superstições como a de que desperdiçar sal era mau agouro na certa.

Um exemplo disso aparece na obra de Leonardo da Vinci ( 1452-1519 ). Ao pintar A Última Ceia, Da Vinci colocou diante de Judas um saleiro derrubado.

Em tempos mais recentes, o sal passou a significar esquecimento, esterilidade. Na sentença que condenou o inconfidente Tiradentes à morte em 1792, os juízes portugueses mandaram salgar o chão de sua casa, para que ali nada mais tornasse a nascer.

Fontes:
https://super.abril.com.br/historia/sal-ouro-em-graos/
https://www.tvminas.com/noticia-info/7982
https://www.infoescola.com/fisica/ondas-eletromagneticas/


LUA: MINGUANTE - NOVA
AROMAS DA LUNAÇÃO: Arbóreos.
MENSAGEM DA SEMANA: O cristal do sal emite o poderoso íon negativo, presente na natureza nas proximidades das cachoeiras, nas matas e nas praias por causa do mar. Aproveite o poder deste mineral.


Comentários desta notícia:


03/04, 17:26 h -Tadica Veiga:

"adorei a matéria. bem embasada como tudo que vc faz. Parabens!"

04/04, 09:33 h -Zelinda:

"Parabéns, estou adorando acompanhar..."



Comente você também sobre esta notícia:



Colunista do dia
Tânia Jeferson

Tiomkim

Tiomkim

Coluna Tiomkim




Mais lidas
Clube Mulheres de Sucesso SJP:  Juliana Duarte

Bodas de Prata de Roselaine e Márcio Barbosa

Eclipse lunar traz pra você oportunidades de transformação

Eclipse lunar traz pra você oportunidades de transformação

Autoconhecimento e cura interior são possíveis a partir deste olhar


Ritmos brasileiros marcaram o show "Pinhão, Pimenta e Mel" de Amanda Lyra e Garça Stival

Ritmos brasileiros marcaram o show "Pinhão, Pimenta e Mel" de Amanda Lyra e Garça Stival

O show que aconteceu no Teatro SESI em São José dos Pinhais trouxe surpresas, convidados especiais e canções inéditas


Confira a lista dos participantes da 7ª edição do Festival de Lazer e Gastronomia Rotas do Pinhão

Confira a lista dos participantes da 7ª edição do Festival de Lazer e Gastronomia Rotas do Pinhão

O evento que acontece na Grande Curitiba apresenta pratos deliciosos elaborados com o tradicional pinhão, além de estimular o turismo gastronômico na Região Metropolitana de Curitiba.


Golpe do boa noite cinderela


Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)