Terça, 24 de julho de 2018, 00:00 h - Atualizado em 24/07, 13:36 h

Acessórios que o vinho pede

Do termômetro ao abridor quais os acessórios necessários.

Vale a Pena Ler de Novo:De Bem com a Vida
Autor: Redação
Uma pequena coleção de antigos saca-rolhas
Uma pequena coleção de antigos saca-rolhas - Foto: Divulgação.

no sentido horário dupla pinos, asa, tradicional, e faca someelier
no sentido horário dupla pinos, asa, tradicional, e faca someelier - Foto: Divulgação.

No sentido horário o Coelho, o automático, chaveiro, elétrico e sócrates no centro - Foto: Divulgação.
No sentido horário o Coelho, o automático, chaveiro, elétrico e sócrates no centro - Foto: Divulgação. - Foto: Divulgação.

Vacuum Steel Needle Air Pump Handle Wine Corkscrew
Vacuum Steel Needle Air Pump Handle Wine Corkscrew - Foto: Divulgação.

Para se degustar um bom vinho é necessário também uma pequena logística com alguns itens obrigatórios e outros desejáveis. Estes itens são utensílios para manipulação e auxílio no consumo, torna o ato da degustação mais prazeroso.

Para começar evidentemente é necessário um saca-Rolhas ou "Corkscrew" no inglês. A primeira patente registrada data de 1795 e desde então milhares de modelos foram desenvolvidos ou adaptados. Alguns são básicos:

O mais comum é o chamado de "tradicional" ou as vezes chamado de "Verme" devido sua aparência que é simplesmente uma hélice, com uma trava transversal na ponta metálica ou de madeira.

O "Faca Sommelier", é o mais prático para o trabalho (restaurantes) projetado pelo alemão Karl Wienke em 1882, é considerado o amigo do garçom.

Saca-Rolhas "Asa", inventado em 1939 permite um movimento muito suave para sacar a rolha.

Dupla pinos, é constituído de laminas duplas que são inseridas entre a rolha e a garrafa. Podem também ser utilizado para recolocá-la e não danifica o material.

Porém existe muitos outros modelos mais sofisticados ou curiosos. O mais engenhoso é um modelo conhecido como "automático" embora seja mecânico (existe atualmente modelos elétricos e a bateria). Um genial dispositivo faz parte da travessa horizontal, no final da engrenagem que projeta a hélice na rolha, e trava ao final do processo permitindo girar sempre para o mesmo lado para sacar a rolha.

Existe aqueles com designer famoso como o Vignon Waiter Corkscrew (Scandinavian-designer Jakob Wagner), ou modelos curiosos como "Coelho" que tem um mecanismo muito complexo e interessante.

O "Sócrates" parece um sistema de tortura medieval. Temos o modelo elétrico movido a bateria que não necessita de nenhum esforço do interessado. E alguns inventados simplesmente para facilitar a vida daqueles que estão sempre perto da possibilidade de abrir uma garrafa: um simples chaveiro.

Agora realmente diferente e revolucionário é o modelo de ar. Uma bomba (como as de bicicleta ou de bolas) injeta o ar para dentro da garrafa até expulsar a rolha. 

Em agosto de 2006 na Universidade da Califórnia,Berkeley exibida uma coleção saca-rolhas de 1.500 itens na A. Phoebe Hearst Museu de Antropologia, em Kroeber Hall.


* Desde julho de 2006, o Versiggia Monte calvoperto de Pavia, na Itália está exibindo uma coleção de mais de 200 diferentes tipos de saca-rolhas. 

* O campus Greystone do Culinary Institute ofAmerica tem mais de 500 saca-rolhas em exposição em Santa Helena, Califórnia."

 

Depois temos as taças:

Conjunto de taças especias- TOK da Casa
Conjunto de taças especias- TOK da Casa - Foto: VRNews

no sentido horário o modelo Bordeaux, Borgonha, Espumante e para vinhos Brancos. Ao centro o modelo para vinhos doces
no sentido horário o modelo Bordeaux, Borgonha, Espumante e para vinhos Brancos. Ao centro o modelo para vinhos doces - Foto: Divulgação.

Modelos de decanters - Tok da Casa
Modelos de decanters - Tok da Casa - Foto: VRNews

Conjunto estilizado da - Tok da Casa
Conjunto estilizado da - Tok da Casa - Foto: VRNews

Conjuntos e taças estilizadas - Tok da Casa
Conjuntos e taças estilizadas - Tok da Casa - Foto: VRNews

Para quem é iniciante no mundo do Vinho a primeira dificuldade é qual a taça correta a ser usada. São infinitas as possibilidades e modelos. O mais seguro é se basear pelo vinho que vai ser tomado.

Cada vinho possui características especiais a serem exploradas, e a taça deve respeitar e proporcionar um melhor aproveitamento disto. Existe uns 400 modelos para acompanhar um número um pouco maior de espécies de uvas e regiões que compõem o mundo do vinho. Sem desespero vamos nos concentrar nos mais comuns.

Bom existe um modelo que é utilizado pelas degustações técnicas internacionais. Utilizada para todos os tipos de vinhos. É um meio termo entre as indicadas para tintos e brancos, uma espécie de curinga no caso. Chamada de taça ISO.

A partir daí quatro modelos são os mais indicados para se ter. Duas para tintos, uma para branco e uma para espumante. Aconselhável uma quinta para os chamados vinhos doces ou de sobremesa.

Além do modelo temos o material de que são feitas, temos de cristal ou de vidro. Qual a diferença? Bom na composição do cristal é utilizado 24% de chumbo e do vidro não. Primeira opção portanto, quer o contato com chumbo ou não. A segunda é estética: o Chumbo da mais leveza ao cristal as peças ficam mais delicadas e tem também a sonoridade.As taças são mais finas, mais transparentes e mais porosas. A Porosidade ajuda na formação do aroma.

Para os Espumantes:

O modelo chamado flûte ou flauta como o nome sugere, é alongado e estreito para preservar as borbulhas e lançar os aromas para cima. Normalmente a boca é afunilada mais em alguns modelos a boca é um pouco mais aberta em relação ao corpo. Esta escolha é melhor para apreciar e realçar os aromas.

Para os tintos:

Convencionou-se dois modelos baseados nos maisfamosos vinhos desenvolvidos o Borgonha e o Bordeaux.

A primeira é indicada para vinhos mais complexos e concentrados como o próprio Borgonha e o Pinot Noir, e os espanhóis. Apresenta o formato de um balão. O bojo é grande para propiciar mais contato com o ar e exalar mais aromas. A boca mais aberta permite melhor percepção do buquê.

O Modelo Bordeaux tem bojo um pouco menor e com a boca mais fechada para dificultar a dispersão dos aromas. Própria para vinhos mais encorpados geralmente indicadas para os   Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Syrah, Tannat, entre outros.

Para os brancos ( rosados podem utilizar o mesmo modelo):

São menores que os tintos devido a que os brancos são tomados em menores temperaturas. O Tamanho menor permite menos contato como ambiente e a quantidade servida é menor pelo mesmo motivo. Vinhos brancos são mais frutados, o modelo menor com a boca um pouco mais aberta permite desfrutar melhor destes aromas e valorizá-los.

Vinhos Doces:

Menores que todas pois se consome o vinho em menor quantidade. Bojo pequeno alongadas com a boca mais fechada. 

 

Decanter

O decanter é utilizado como recipiente de passagem para o vinho. Utilizado para separar o vinho de possíveis resíduos da garrafa original e também como forma de amaciar vinhos mais velhos. O Vinho em contato com o oxigênio acelera o processo de maturação, reduz o teor alcoólico e acentua os aromas. Porém é necessário cuidado ao utilizá-lo. Vinhos jovens não necessita.

Outros:

Mais uma infinidade de utensílios podem ainda ajudar na nossa pequena logística e se transformarem em úteis presentes. Abaixo mais alguns itens como os práticos conjuntos de abridores, anéis e tampões, e taças estilizadas 

 

 

 

Contamos para o desenvolvimento desta matéria do apoio e dicas da "Tok da Casa" loja especializada em decoração, ambientes, e utilidades

http://www.tokdacasa.com.br/loja/lojas-fisicas/

São José dos Pinhais – PR
R. Voluntários da Pátria 256 – Centro – (41) 3383-2503



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Cel Costa Filho

Cel Costa Filho

Segurança em Debate


Juliana Saraiva

Juliana Saraiva

Coluna Juliana Saraiva


Vale a Pena Ler de Novo

Vale a Pena Ler de Novo

Vale a Pena Ler de Novo




Mais lidas
Sequestro relâmpago – Nova modalidade

Sequestro relâmpago – Nova modalidade

Segurança em primeiro lugar


1º Festival da Ostra de Curitiba

1º Festival da Ostra de Curitiba

O evento do Business Club traz preparos frescos desenvolvidos pelo badalado chef Rafael Terrassi


Festival da Cultura reunirá música, dança e teatro de bonecos em uma única noite

Festival da Cultura reunirá música, dança e teatro de bonecos em uma única noite

O evento tem o objetivo de demonstrar para a comunidade os trabalhos realizados na Escola da Cultura, Usina da Música e Oficina de Bonecos


Juliana Saraiva entra para o time de colunistas do Portal VRNews

Juliana Saraiva entra para o time de colunistas do Portal VRNews

Conheça mais da designer e consultora de moda que integra a equipe do VRNews


Eco Guaricana completa cinco anos com participação de 3 mil pessoas

Eco Guaricana completa cinco anos com participação de 3 mil pessoas

Marca de Eco Turismo e vivências na Natureza começou em 2013 com ciclo turismo e a Cachoeira dos Ciganos


Torneio Mundial de pesos pesados do GLORY Kickboxing

Torneio Mundial de pesos pesados do GLORY Kickboxing

Destaque da semana




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)