Terça, 08 de agosto de 2017, 09:17 h - Atualizado em 08/08, 09:37 h

Bebida alcoólica pode afinal, fazer bem?

Consumo moderado de álcool pode se relacionar com melhor saúde cerebral na terceira idade


Adriana Zadrozny : De Bem com a Vida


Foto: Divulgação.

Adultos mais velhos que consomem álcool moderada e regularmente são mais propensos a viver até a idade de 85 anos, sem demência ou outras deficiências cognitivas do que os não bebedores. Este é o interessante resultado obtido de um recentíssimo estudo da Escola de Medicina da Universidade da Califórnia. Os resultados foram publicados na edição de agosto do Journal of Alzheimer's Disease.

Estudos anteriores encontraram uma correlação entre consumo moderado de álcool (principalmente vinho tinto) e longevidade. Porém, este estudo é único porque ao se considerar a saúde cognitiva dos homens e das mulheres em idade mais avançada, descobriu-se que o consumo de álcool não está associado apenas à redução da mortalidade, mas também com maiores chances destes indivíduos permanecerem cognitivamente saudáveis com o passar dos anos.

Em particular, os pesquisadores descobriram que entre homens e mulheres de 85 anos ou mais, os indivíduos que consumiam quantidades moderadas de álcool, cinco a sete dias por semana, eram duas vezes mais propensos a serem cognitivamente saudáveis ​​do que os não bebedores. A saúde cognitiva foi avaliada a cada quatro anos ao longo de um longo estudo, com duração de vinte e nove anos de acompanhamento.

O beber caracterizado como moderado segue as diretrizes de gênero e idade específicas estabelecidas pelo Instituto Nacional de Abuso de Álcool e Alcoolismo. Por sua definição, beber moderado envolve consumir até uma bebida alcoólica por dia para mulheres adultas de qualquer idade e homens com 65 anos ou mais; e até duas bebidas por dia para homens adultos com menos de 65 anos.

E  assim como em muitos outros casos o segredo, mais uma vez, parece estar na dose: a ingestão excessiva de álcool a longo prazo, ao invés de ampliar os efeitos protetores, é conhecida por causar demência relacionada ao álcool.

"Este estudo mostra que beber moderadamente pode ser parte de um estilo de vida saudável para manter a aptidão cognitiva no envelhecimento", disse o autor principal da pesquisa.

No entanto, resultados como este não são uma recomendação para todos beberem. Deve-se sempre ressaltar que algumas pessoas têm problemas de saúde que são pioradas pelo álcool, e outros não conseguem limitar a sua bebida a apenas um copo ou dois por dia. Para essas pessoas, beber pode ter conseqüências negativas.

Na dúvida, mantenha seus exames em dia e converse com seu médico e nutricionista.

Tim tim!

 

Referência da pesquisa: Erin L. Richard, Donna Kritz-Silverstein, Gail A. Laughlin, Teresa T. Fung, Elizabeth Barrett-Connor, Linda K. McEvoy. Alcohol Intake and Cognitively Healthy Longevity in Community-Dwelling Adults: The Rancho Bernardo StudyJournal of Alzheimer's Disease, 2017.



Envie o seu comentário


Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:


Colunista do dia
Amanda Lyra

Amanda Lyra

Clave do som


Guilherme Danelhuk

Guilherme Danelhuk

Guilherme Danelhuk




Mais lidas
Rodrigo Santos traz à Curitiba   "A Festa Rock Volume I

Rodrigo Santos traz à Curitiba "A Festa Rock Volume I

O músico tocará várias canções especiais do rock nacional para o show desta quarta (18) no Empório São Francisco


Associação Esportiva Butantã comemora 30 anos de sucesso

Associação Esportiva Butantã comemora 30 anos de sucesso

Uma organização, uma paixão e um brilhantismo de fazer inveja a muitos times profissionais.


A sociedade não quer mais bandidos

A sociedade não quer mais bandidos

Segurança em primeiro lugar


Bolo vulcão de cenoura

Bolo vulcão de cenoura

Receita da Semana


Microfisioterapia: a técnica francesa surpreendente para quem busca equilíbrio entre corpo e mente.

Microfisioterapia: a técnica francesa surpreendente para quem busca equilíbrio entre corpo e mente.

Atua partindo do princípio de estímulos para auto cura e reparação do organismo.


Tacy de Campos lança novo trabalho “O Manifesto da Canção”

Tacy de Campos lança novo trabalho “O Manifesto da Canção”

O primeiro disco de sua carreira mostra toda singularidade da compositora Tacy de Campos, intérprete de Cássia Eller no musical que rodou todas as capitais do Brasil.




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016.