Sábado, 14 de abril de 2018, 00:00 h - Atualizado em 14/04, 00:00 h

Canção do Amor Demais

Pelos 60 anos de lancamento

Marcos Silva:Cultura
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Canção do Amor Demais é um álbum de estúdio da cantora Elizeth Cardoso, gravado em abril de 1958, considerado antológico para a história da música popular brasileira por vários aspectos. Um destes é por conter a primeira gravação de Chega de Saudades (canção símbolo da bossa nova). Outro é a participação de Tom, Vinicius e Joao Gilberto, antecedendo a decisiva participação deste mesmo time em Chega de Saudades (disco) marco incontestável da revolução musical de nossa MPB.

O selo Festa, pelo qual o álbum foi gravado, era uma pequena gravadora do RJ sem pretensões comerciais. Seu proprietário Irineu Garcia tinha a intenção de editar discos "falados" de poetas e cronistas brasileiros. Pensou em fazer um disco com Vinicius de Moraes e suas composições. Vinicius, devido sua complexa relação profissional com o Itamarati, sugeriu que ao invés de sua própria voz a produção fosse de composições suas interpretadas por uma cantora. Pensaram em Dolores Duran, mas a escolhida foi Elizeth Cardoso.

Lançado em maio de 1958, Canção do Amor Demais saiu com a prensagem limitada de 2 mil cópias e carente de divulgação. Somente a partir do lançamento do compacto "Chega de Saudade" com João Gilberto tocando violão e cantando, em julho daquele ano, e a repercussão da bossa nova no Brasil e no mundo é que o álbum ganhou o status de precursor do movimento.

É considerado um dos marcos iniciais da nova forma de produzir musica por apresentar diversas das características que passariam a definir um novo estilo, como uma banda reduzida, percussão e harmonias mais complexas, e a qualidade e singularidade das composições.

Para ouvir: pelos 60 anos de Canção do amor demais.

FAIXAS

01. CHEGA DE SAUDADE -  TOM JOBIM / VINÍCIUS DE MORAES 

02. SERENATA DO ADEUS - VINÍCIUS DE MORAES            

03. AS PRAIAS DESERTAS -  TOM JOBIM

04. CAMINHO DE PEDRA -  TOM JOBIM / VINÍCIUS DE MORAES

05. LUCIANA - TOM JOBIM / VINÍCIUS DE MORAES         

06. JANELAS ABERTAS -  TOM JOBIM / VINÍCIUS DE MORAES      

07. EU NÃO EXISTO SEM VOCÊ - TOM JOBIM / VINÍCIUS DE MORAES     

08. OUTRA VEZ - TOM JOBIM    

09. MEDO DE AMAR - VINÍCIUS DE MORAES      

10. ESTRADA BRANCA - TOM JOBIM / VINÍCIUS DE MORAES       

11. VIDA BELA - TOM JOBIM / VINÍCIUS DE MORAES      

12. MODINHA - TOM JOBIM / VINICIUS DE MORAES      

13. CANÇÃO DO AMOR DEMAIS -  TOM JOBIM / VINÍCIUS DE MORAES  

 

Marcos Silva colunista aos sábados -  email: Marcosgeovano@hotmail.com

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade do autor.

Colunas anteriores também aqui: clique



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Julio Borges

Julio Borges

Artes Marciais


Tiomkim

Tiomkim

Coluna Tiomkim




Mais lidas
Fran Tenório solta a voz no  Teatro Paiol

Mostra musical "Tangos Hermanos"  com Yamandu Costa e Renato Borghetti em Curitiba

Mostra musical "Tangos Hermanos" com Yamandu Costa e Renato Borghetti em Curitiba

Serão três shows conduzidos pelo grupo LiberTango que contarão com três convidados especiais.


15 anos de Giovanna Marafigo

15 anos de Giovanna Marafigo

Destaque da Semana


Rotary Iguaçu tem festiva e novos companheiros

Rotary Iguaçu tem festiva e novos companheiros

Evento foi promovido pelo clube na Casa da Amizade em São José dos Pinhais


Grupo Wawel se destaca no "Nossa Terra tem Culturas" que  aconteceu no Teatro Sesi

Grupo Wawel se destaca no "Nossa Terra tem Culturas" que aconteceu no Teatro Sesi

Evento promovido pela Secretaria da Cultura de São José dos Pinhais movimentou a cidade


O primeiro aninho de Theo Porciuncula

O primeiro aninho de Theo Porciuncula

Fofurete da Semana




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)