Sexta, 28 de julho de 2017, 00:00 h - Atualizado em 28/07, 00:00 h

Da Criança e do Adolescente Vítima ou Testemunha de Violência

*Por Dr. Fabiano Rosa

Direito & Cidadania :De Bem com a Vida
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

A Lei 13.431/2017 estabeleceu o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente vítima ou testemunha de violência. A criança e o adolescente são seres em desenvolvimento e que devem ter absoluta prioridade pelo Estado, Família e Sociedade. Considera-se violência: - discriminação, depreciação, desrespeito por meio de ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação, isolamento, agressão verbal e xingamento, ridicularização, bullying que possa comprometer seu desenvolvimento psíquico ou emocional; - ato de alienação parental, que é a interferência na formação psicológica de forma a causar prejuízo ou repúdio no vínculo com genitor(a); - qualquer conduta que exponha a crime violento contra membro de sua família ou rede de apoio; - violência sexual; - violência institucional (praticada por instituição pública ou conveniada)

A criança e o adolescente serão ouvidos sobre a situação de violência por meio de escuta especializada e depoimento especial. A “Escuta especializada é o procedimento de entrevista sobre situação de violência com criança ou adolescente perante órgão da rede de proteção, limitado o relato estritamente ao necessário para o cumprimento de sua finalidade”. Estes, já lesionados ou traumatizados, não devem ser submetidos desnecessariamente a depoimentos que ampliem o trauma e os tornem novamente vítimas. É preciso que os ambientes das Delegacias, Prédios do Judiciário, entre outros, estejam preparados. De outro lado não se pode esquecer que pode haver a investigação e processamento de crimes – muitas vezes gravíssimos – e pessoas poderão ter suas vidas marcadas para sempre (seja a criança ou o adolescente, seja o(a) acusado(a)) a partir de tais testemunhos.

Vivemos numa sociedade violenta para com a criança e o adolescente. Violência que ocorre dentro das casas e também dentro dos prédios públicos. De outra perspectiva é preciso ter muito cuidado com o que se considere abuso ou violência contra a criança mesmo porque há a necessidade de se apontar nortes e limites para as crianças e adolescentes. Por exemplo: qual é o repertório que a Família deve ter com uma criança que insiste em práticas nocivas, desrespeitosas e até lesivas contra colegas e professores? Como agirá o Setor Pedagógico da Escola com a criança? Como lidar com o adolescente perigoso e em conflito com a Lei? Os desafios são enormes mas é certo que a Lei contribuirá para melhorar este panorama.

 



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Julio Borges

Julio Borges

Artes Marciais


Tiomkim

Tiomkim

Coluna Tiomkim




Mais lidas
Fran Tenório solta a voz no  Teatro Paiol

Mostra musical "Tangos Hermanos"  com Yamandu Costa e Renato Borghetti em Curitiba

Mostra musical "Tangos Hermanos" com Yamandu Costa e Renato Borghetti em Curitiba

Serão três shows conduzidos pelo grupo LiberTango que contarão com três convidados especiais.


15 anos de Giovanna Marafigo

15 anos de Giovanna Marafigo

Destaque da Semana


Rotary Iguaçu tem festiva e novos companheiros

Rotary Iguaçu tem festiva e novos companheiros

Evento foi promovido pelo clube na Casa da Amizade em São José dos Pinhais


Grupo Wawel se destaca no "Nossa Terra tem Culturas" que  aconteceu no Teatro Sesi

Grupo Wawel se destaca no "Nossa Terra tem Culturas" que aconteceu no Teatro Sesi

Evento promovido pela Secretaria da Cultura de São José dos Pinhais movimentou a cidade


O primeiro aninho de Theo Porciuncula

O primeiro aninho de Theo Porciuncula

Fofurete da Semana




Mais notícias desta categoria


15 anos de Giovanna Marafigo

15 anos de Giovanna Marafigo

Destaque da Semana

Domingo, 19 de agosto de 2018, 00:00 h

O primeiro aninho de Theo Porciuncula

O primeiro aninho de Theo Porciuncula

Fofurete da Semana

Sábado, 18 de agosto de 2018, 00:00 h



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)