Quinta, 30 de novembro de 2017, 00:00 h - Atualizado em 30/11, 00:00 h

De jogador de futebol a calouro de Medicina: conheça a história de Aki

A escolha da profissão e o novo desafio

Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Aos 24 anos, Akira Hirota é o mais novo calouro de Medicina da Universidade Positivo (UP), de Curitiba (PR). Para conseguir a sonhada aprovação, ele começou a preparação há dois anos e meio, quando veio a Curitiba para fazer o fazer o pré-vestibular no Curso Positivo. Hirota integra a lista de estudantes que se mudam para a capital para estudar. A trajetória fora de casa começou aos 14 anos, quando saiu de Alta Floresta (MT) - cidade natal, que fica na divisa do Pará - para seguir a carreira de jogador de futebol. No início da carreira profissional, ele conseguiu conciliar os treinos com um semestre de Engenharia Civil na Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), mas, com a rotina puxada, Hirota optou por seguir o sonho de milhões de brasileiros em se tornar um jogador profissional. Antes do futebol, ele chegou a lutar taekwondo. “Eu gostava de lutar, mas queria ser jogador de futebol, então, resolvi ir atrás e consegui”.

Antes da preparação para o vestibular, o estudante já havia passado por Curitiba, quando jogou na base do Atlético Paranaense e do Coritiba. Logo em seguida, ele passou uma temporada jogando profissionalmente na Suécia e na Letônia. Mas duas fraturas no pé tiraram precocemente o futebol de sua vida. “Não é fácil ter que encerrar a carreira aos 22 anos, o que é cedo, mas eu voltei para o Brasil e resolvi seguir em frente”, explica.

A escolha da profissão e o novo desafio

No Brasil, Akira escolheu um novo desafio: o de voltar a estudar. “Durante os anos em que joguei, eu não estudei nada. É da cultura do jogador não pegar um livro pra ler”, conta. Por isso, depois de tanto tempo afastado, ele colocou a meta de dois anos e meio para conseguir a aprovação. “Com a vida de atleta, eu sempre cuidei da alimentação e me exercitei - por isso, sabia que queria algo relacionado à saúde”. Com o irmão médico e a proximidade com as equipes médicas no esporte, Akira decidiu que iria se preparar para Medicina, pois, como médico, poderia escolher em qual área atuar.  

Em 2015, Hirota começou o semiextensivo no Curso Positivo e, antes de aprender todo o conteúdo, ele teve que aprender a estudar. “Eu sabia que seria difícil, e até pensei em desistir, mas decidi que iria estudar muito para conquistar meu sonho”. A cada ano, com a ajuda dos professores e colegas que passaram no vestibular, ele criou o seu próprio método de estudo: lia a matéria antes da aula, depois prestava atenção na aula para aproveitar ao máximo a explicação do professor, e então fazia todos os exercícios. “Tanto nos simulados, quanto nos vestibulares, eu sempre tenho em mente que o mais importante não é minha colocação, mas sim a prova e as questões que eu errei e que preciso aprender com cada uma delas”.

Hoje, com o objetivo alcançado dentro do prazo, o estudante está orgulhoso da sua jornada e atribui a aprovação aos professores, à organização do material didático e à estrutura que permite a vivência dos estudos, além da família e a Deus. “Sem dúvida, meus pilares nessa jornada foram meus pais e irmãos, que mesmo morando em outros estados, sempre estiveram presentes, e a Deus, pois sempre tive fé”, conta.  Segundo ele, todo resultado é consequência de uma evolução. “Eu acredito que o sucesso é 90% trabalho e 10% talento”, finaliza. Para o futuro, o jovem espera ajudar quem precisa e atuar na área de fisiologia ou nutrologia.

 

Foto: Divulgação.



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Coluna Kids

Coluna Kids

Coluna Kids


Direito & Cidadania

Direito & Cidadania

Direito & Cidadania




Mais lidas
Antropofocus comemora 18 anos com Temporada de aniversário

Antropofocus comemora 18 anos com Temporada de aniversário

Antropofocus 18 anos acontece no Teatro Zé Maria, de 18 a 27 de outubro.


Shopping São José promove ações em prol do Outubro Rosa

Shopping São José promove ações em prol do Outubro Rosa

Ações serão realizadas em parceria com o Clube da Alice com o objetivo de alertar sobre a importância da prevenção do câncer de mama


Grupo de ballet realizará apresentação no Teatro SESI SJP

Grupo de ballet realizará apresentação no Teatro SESI SJP

Cultura no Teatro SESI apresenta o espetáculo na quarta-feira (24)


Enfim, as escolas nascentes?

Enfim, as escolas nascentes?

Mais um texto da série especial


Espetáculo "Em casa a gente conversa" traz Cássio Reis e Juliana Knust

Espetáculo "Em casa a gente conversa" traz Cássio Reis e Juliana Knust

Peça aborda problemas rotineiros do casamento em duas apresentações no Teatro Regina Vogue


II Mostra Intermunicipal Mulheres na Ciência: exposições estão abertas

II Mostra Intermunicipal Mulheres na Ciência: exposições estão abertas

É a segunda vez consecutiva que o município de São José dos Pinhais realiza um evento dessa proporção.




Mais notícias desta categoria



3 livros que você precisa ler

3 livros que você precisa ler

Destaque da Semana

Sábado, 13 de outubro de 2018, 13:14 h

Uma nova onda, muito seca!

Uma nova onda, muito seca!

Por Jorge Marcondes

Sexta, 12 de outubro de 2018, 00:00 h

Atelier Anita promove desfile que movimentou São José dos Pinhais

Atelier Anita promove desfile que movimentou...

Destaque da Semana

Quinta, 11 de outubro de 2018, 19:15 h

Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)