Sexta, 22 de março de 2019, 00:00 h - Atualizado em 22/03, 19:28 h

É cerveja ou chá de ervas?

Seguindo o texto anterior, no qual mencionei alguns estilos diferentes ou pouco citados por aí, hoje vamos ver mais um destes estilos, dos quais pouco se fala, pois poucos cervejeiros e/ou cervejarias

Jorge Marcondes:Cervejas
Autor: Redação

O gruit Ale é um termo genérico para cerveja feita com uma adição de uma mistura antiga de ervas utilizada ainda antes da Idade Média em substituição ao lúpulo. Trata-se de uma bebida histórica que usava especiarias  para equilibrar o dulçor do malte e “temperar” o aroma.

 

Era utilizado para dar sabor e diferentes aromas à cerveja, além de algumas das ervas aromáticas empregadas na mistura favorecerem a conservação da cerveja devido às suas propriedades.

 

Uma gruit pode ser feita tendo como base praticamente qualquer estilo de cerveja padrão, ou seja, uma stout gruit, uma weizen gruit ou uma Grut ale. O gruit foi sendo gradualmente substituído pelo lúpulo em toda a Europa entre o século 11 (no sul e no leste do Sacro Império Romano) e final do século 16 (na Grã-Bretanha), quando era feita a distinção entre a Gruit Ale e a cerveja trazida pelos mercadores holandeses, que já utilizava o lúpulo.

 

As três principais ervas utilizadas no gruit eram:

  • Milefólio o Mil-folhas (Achillea millefolium): utilizavam-se as flores e as folhas secas, pois frescas não eram consideradas como adequadas;
  • Artemísia (Artemisa vulgaris): utilizava-se a planta toda, preferência as flores e as folhas secas. É provavelmente a planta mais amarga das conhecidas, portanto deveria ser utilizada com prudência. Possui boas qualidades antissépticas, oferecendo à cerveja um bom complemento de sabor ao malte;
  • Mírica (Myrica gale)as folhas possuem um sabor adstringente, amargo e balsâmico, com um forte e agradável aroma picante. Era utilizada como o úpulo na atualidade, na fervura do mosto, bem como no processo de fermentação.

Além destas, para se conseguir sabores e aromas especiais, podem ser utilizados o alecrim, o zimbro, a sálvia, o alcaçuz, o gengibre, a canela e a noz, dentre outros.


Na época, cada cervejeiro utilizava o tipo de planta que melhor se adaptava ao seu local, devido à diferença de clima, de solo, de altitude, que davam insumos com sabores e aromas diferentes. As ervas aromáticas utilizadas na preparação do gruit eram colhidas geralmente por mulheres, e as receitas passavam de geração em geração, pois se tratava de elaboração artesanal para o consumo familiar.



Os mosteiros europeus começaram a normatizar o uso do gruit, vindo a nascer nessa época, na Holanda e em alguns outros países a figura do gruiter, pessoas especializados na mistura dessas ervas e, que em algumas regiões também mantinham o monopólio sobre o seu comércio. Os gruiters possuíam privilégios, chegaram a ser protegidos por nobres que lucravam com os impostos sobre o comércio das ervas.



O gruit possuía cor castanha escuro, oriundo da secagem do malte no forno, e/ou normalmente defumado. Era bastante turvo devido a uma filtragem não muito boa, porém continha proteínas e muitos hidratos de carbono, que acabava por converter a cerveja numa bebida altamente nutritiva.



Nos anos 90 o movimento cervejeiro nos EUA e na Europa renovou o interesse em cervejas sem lúpulo e vários cervejeiros tentaram reviver cervejas produzidas com o gruit. Alguns exemplos comerciais são:

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

  • “Spruce Tip Ale” da Haines Brewing Company, todas as empresas do Alasca, com exceção Anchor, utilizando espruce.
  • Seasons Loverboy Gruit Ale: da cervejaria brasileira Seasons, é uma gose feita com sal rosa do himalaia bem refrescante, na qual o mix de ervas utilizado realça e intensifica a percepção sensorial. No gruit foi usado sálvia, gengibre, coentro, artemísia e Cidró (https://www.brejas.com.br/cerveja/brasil/seasons-loverboy-gruit-ale);

Foto: Divulgação

 

Atualmente, na Bélgica a cervejaria Gentse Gruut Stadsbrouwerij, situada em Ghent, apresenta algo em torno de cinco Gruits no seu portfólio, indo de uma witbier que é uma cerveja leve até uma robusta cerveja escura, temperada com nozes. Já nos EUA a Solarc Beer Company de Los Angeles elabora algumas gruits com receitas que usam desde o chá earl gray até a curiosa Wine Trash, que é aromatizada com cascas, engaços e caroços da uva.

 

Espero que vocês provem algumas gruit Ales por aí.

 

Cheers!!!

 

Bibliografia:

Pesquisado em: <http://www.cervejahenrikboden.com.br/cervejas-raras-exoticas/> Acesso em 22/05/18.

Pesquisado em: <https://www.maltessencia.com.br/blog/o-que-e-gruit-o-que-e-cerveja-parte-viii/> Acesso em 21/03/19.

Pesquisado em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Gruit> Acesso em 21/03/19.

Pesquisado em: <https://dringue.com/2017/02/14/cervejaria-nacional-relanca-a-gruit-beer-magrela-saiba-mais-sobre-essa-cerveja-sem-lupulo/



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Julio Borges

Julio Borges

Artes Marciais


Tacy de Campos

Tacy de Campos

Coluna Tacy de Campos




Mais lidas
Maykol Yurk estreia no FFC

Maykol Yurk estreia no FFC

Estreia no FFC


Clube Mulheres de Sucesso Araucária: Marialba Ehlke Ozorio Villapol

Espetáculo “A Espera” terá quatro sessões gratuitas

Espetáculo “A Espera” terá quatro sessões gratuitas

O objetivo é incentivar a cultura e o teatro paranaense


Jardim Musical recebeu perto de 400 visitantes

Jardim Musical recebeu perto de 400 visitantes

No último sábado (15) o Museu Municipal realizou o Jardim Musical com a apresentação de Júnior Deluca. Nesta edição foram registrados perto de 400 visitantes.


HANNA lança álbum duplo em homenagem a João Gilberto,  com autorizações exclusivas

HANNA lança álbum duplo em homenagem a João Gilberto, com autorizações exclusivas

Quatro anos após o lançamento de “O Quatro anos após o lançamento de “O Amor é Bossa-Nova”, cantAmor é Bossa-Nova”, cantora regrava outras 23 canções imortalizadas na voz de seu ídolo


Startup oferece curso gratuito para quem vai fazer o Enem 2019

Startup oferece curso gratuito para quem vai fazer o Enem 2019

A plataforma online Kultivi disponibiliza curso preparatório com 600 aulas para estudantes que vão passar pelo exame no próximo mês de novembro




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)