Segunda, 30 de outubro de 2017, 15:22 h - Atualizado em 30/10, 15:24 h

​Festival COLORS: Cinema + Diversidade divulga filmes selecionados

Com foco nas diferenças e na pluralidade, evento abre espaço para o entretenimento e a discussão política


Tiomkim: Cidades


Foto: Divulgação.

 Em poucos dias, Curitiba vai ganhar novos tons. O festival COLORS: Cinema + Diversidade divulga  a relação dos filmes brasileiros e internacionais, curtas e longas, que foram selecionados para as mostras desta primeira edição. O festival será realizado de 31 de outubro a 4 de novembro e a programação é inteiramente gratuita, mediante retirada de ingressos. A maratona cinematográfica acontece no Cine Guarani (Portão Cultural) e na Cinemateca de Curitiba.

Foram selecionados mais de 40 filmes de 15 países, incluindo produções de todas as regiões do Brasil. Em tempos tão radicais, nada melhor do que a arte para abrir o caminho da reflexão. “São produções que nos ajudam nos questionamentos contemporâneos acerca da diversidade, da igualdade e da liberdade”, afirma Camila Macedo, uma das jovens curadoras do festival.
O filme de abertura - terça-feira, 31/10, às 19h30, no Cine Guarani – Portão Cultural - será o premiado documentário Kiki (2016, EUA/Suécia), com direção de Sara Jordenö, que bebe da fonte do icônico filme Paris is Burning para mostrar o ativismo político e a organização comunitária da cena jovem LGBTQI de Nova Iorque.
Outros títulos de destaque estão na programação, como o longa Corpo Elétrico, de Marcelo Caetano, e TCHINDAS, co-produção entre Cabo Verde e Espanha que ganhou prêmio do júri no Outfest Los Angeles.
A programação paralela inclui três mesas de debate que acontecerão na Casa da Leitura – Portão Cultural com os temas “Interseccionalidade e representatividade”, “Mercado audiovisual e as diversidades sexuais e de gêneros” e “Cultura, diversidade e macropolítica”, este último realizado em parceria com o movimento Cultura Resiste.
Para celebrar a diversidade com todas as cores e ritmos, o festival organizou cinco festas ao longo da semana realizadas em parceria com diferentes estabelecimentos com um gran finale na Festa das Excluídas: Encerramento Colors + Pré-Parada da Diversidade, no sábado (4/11).
O COLORS é uma realização da Gesto de Cinema em parceria da Processo MultiArtes, com apoio da EBANX e direção artística assinada por Camila Macedo e Caio Baú.
Ingressos
Retirada meia hora antes das sessões nos locais de exibição. Ingressos gratuitos sujeitos a lotação da sala. Verificar classificação indicativa para cada sessão – de livre até 18 anos.

Premiações
A primeira edição do COLORS irá conferir os seguintes prêmios:
- Prêmio do Júri Oficial para longa-metragem
- Prêmio do Júri Oficial para curta-metragem
- Prêmio do Júri Jovem
- Prêmio do Público para longa-metragem
- Prêmio do Público para curta-metragem
- Prêmio Gesto de Cinema + Processo MultiArtes

Mostra Competitiva de Longas Metragens

A Mostra Competitiva de Longas Metragens é composta por 5 filmes, ficções e documentários, vindos da América do Sul, América Central, América do Norte, África e Europa. As temáticas das narrativas, ainda que diferentes, estabelecem diálogos entre si, fazendo um pequeno panorama de questões contemporâneas ligadas às diversidades sexuais e de gêneros. As abordagens formais, bastante diversificadas entre os filmes, vão desde uma estética mais próxima a dos cinemas comerciais até o experimentalismo e à inovação da linguagem.
Mostra Competitiva de Curtas Metragens
A Mostra Competitiva de Curtas Metragens organiza-se em quatro sessões, abarcando filmes das 5 regiões do Brasil e de outros 5 países, incluindo ficção, documentário, hibridismo, animação e videoclipe. Explorando tanto formas mais estabelecidas quanto mais experimentais, o conjunto de filmes desta mostra aponta para a variação de abordagens estético-discursiva de temáticas amplamente pertinentes.
Mostra Regional
A Mostra Regional visa expor um panorama de filmes realizados no estado do Paraná cujas temáticas sejam relativas às diversidades sexuais e de gêneros. O espaço de exibição para filmes locais se apresenta tanto como uma oportunidade de acesso aos filmes para o público de Curitiba – que, muitas vezes, não conhece as produções da cidade e do estado -, quanto como convite à reflexão e à discussão coletiva sobre o que, quem e por quais vias se tem produzido cinema e audiovisual no Paraná.
Mostra Infanto-Juvenil
A Mostra Infanto-Juvenil é composta por 8 curtas-metragens, divididos em duas sessões, cada uma voltada ao público de uma faixa etária específica. A sessão destinada às crianças menores (de 9 a 12 anos) traz filmes de animação e ficção que promovem, de maneira didática e acessível, o respeito às diferenças e a noção de alteridade. A sessão para adolescentes (de 13 a 16 anos) traz filmes que suscitam a reflexão sobre as relações familiares, afetivas e de amor próprio na fase da juventude.
Curadoria
Camila Macedo é mestra em Educação pela Universidade Federal do Paraná (PPGE-UFPR) e Bacharela em Cinema e Vídeo pela Faculdade de Artes do Paraná – Universidade Estadual do Paraná (FAP-UNESPAR). Atuou como roteirista e diretora do episódio [Des]Iludidxs, da série televisiva documental [Des]Iguais, e dos curtas-metragens experimento fílmico e Lirion.

Jessica Candal é Bacharel em Audiovisual (ECA-USP) e especialista em Poéticas Visuais (EMBAP). Como diretora, realizou os curtas Bárbara na Cidade, Teia e O Espelho de AnA. Como roteirista, escreveu os longas Horizonte, Ferrugem e Barba Ensopada de Sangue, em parceria com Aly Muritiba, e Tão Longe do Centro da Terra, em parceria com Aarón Fernández. Como curadora, atuou junto ao “Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba” e ao "FICBIC – Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba".


Bea Gerolin é artista visual e realizadora cinematográfica. Estudante de Cinema e Vídeo na Faculdade de Artes do Paraná – Unespar, atua como diretora de arte em curtas e longas metragens. Como diretora, realizou o curta-metragem Colo (2016) -  prêmio Vladimir Kozák de roteiro no Fast Doc – e Ferradura (2017) – exibido no 24º Festival de Vitória, Festival da Tainha Dourada, Metrô, entre outros. Desenvolve o projeto de pesquisa “A (auto) representação da mulher negra no cinema brasileiro contemporâneo”.

João Miguel Santana trabalha temáticas sobre sexualidade, corpo e gênero em suas fotografias e filmes. Em 2013 foi vencedor de 3 categorias do Festival Curta 8 com o filme In Memoriam Afeto e segundo lugar na categoria de “documentários” do FiCBIC, com o filme trans, além de. Em 2016 dirigiu o documentário [des] temidas que retrata a vivência de 5 mulheres trans de Curitiba e as relações dessas com a representação do corpo trans na mídia.

Fábio Allon é graduado em Arquitetura e Urbanismo pela UFPR, em Cinema e Vídeo pela CINETVPR/FAP/UNESPAR e mestre em Teoria, História e Crítica da Arquitetura pela UFRGS. É professor da graduação e da pós do curso de Cinema e Vídeo da FAP/UNESPAR, onde leciona disciplinas das áreas de Direção, Roteiro e Direção de Arte. Foi vice-presidente da AVEC-PR (Associação de Vídeo e Cinema do Paraná) entre 2014-2016. Em cinema, trabalha principalmente como diretor, roteirista e montador. É um dos sócios-fundadores da Processo MultiArtes.

Sobre COLORS

COLORS é Cinema + Diversidade. Ou, talvez, melhor ainda seria dizer: cinemas diversos + diversidades nos cinemas. COLORS é um festival político, com filmes políticos, corpos políticos, vivências políticas. COLORS são as diferenças e as singularidades em encontro: somando. + Gêneros, + sexualidades. Queremos pluralidade! Porque COLORS são resistências em intersecção. Queremos um festival de cinema que seja vivo! Que se constitua nas e das experiências que pulsam em nossos corpos, em nossos afetos, em nossos desejos, na nossa insubmissão. Que grite serem, apesar de “nossos”, esses corpos, esses afetos e esses desejos também diferentes entre si, múltiplos. Porque não nos unificamos, mas, assim mesmo, colocamo-nos junt+s. COLORS é um festival de cinema mas é, também, um manifesto em construção. E esse movimento tem sua primeira edição do dia 31 de outubro a 4 de novembro de 2017 em Curitiba, Paraná, Brasil. Let’s COLORS!

Serviço

Festival COLORS: Cinema + Diversidade
Data: 31 de outubro a 4 de novembro
Local: Cine Guarani (Portão Cultural), Cinemateca de Curitiba
Realização: Gesto de Cinema e Processo MultiArtes
Incentivo: Projeto realizado com o apoio do programa de apoio e incentivo à cultura - Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura de Curitiba.
Siga nossas redes
https://www.facebook.com/color scd/
Instagram: @colors_cd​



Envie o seu comentário


Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:


Colunista do dia
Coluna Conecte-se

Coluna Kids

Coluna Kids

Coluna Kids


Marcos Silva

Marcos Silva

Para ler, ver, ouvir e pensar




Mais lidas
Quedas na terceira idade podem ser mais do que acasos

Quedas na terceira idade podem ser mais do que acasos

Muito comum em idosos, a doença se torna clinicamente perceptível e suas consequências começam a incomodar no dia a dia


Câncer masculino: tratamento precoce faz toda a diferença

Câncer masculino: tratamento precoce faz toda a diferença

Medo, desconhecimento e o preconceito ainda afetam o cuidado com estas doenças


Ômega 3 pode ajudar a reduzir a TPM, mas é preciso ter critério

Ômega 3 pode ajudar a reduzir a TPM, mas é preciso ter critério

Estudos revelam que o consumo de cápsulas de óleo de peixe ajuda a aliviar os sintomas da síndrome. Especialistas orientam a preferir as cáp


Top de Marketing 2017: ADVB-PR anuncia finalistas e celebra recorde de inscritos

Top de Marketing 2017: ADVB-PR anuncia finalistas e celebra recorde de inscritos

Entidade analisou quase 50 cases este ano, com alto índice de qualidade


Festa do Morango 2017 em São José dos Pinhais

Festa do Morango 2017 em São José dos Pinhais

Tradicional festa acontece de 09 a 10 de dezembro


Exposição “Fragrâncias e Formas” encanta público

Exposição “Fragrâncias e Formas” encanta público

A exposição estará aberta até janeiro de 2017




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016.