Domingo, 29 de abril de 2018, 09:49 h - Atualizado em 29/04, 09:55 h

Guairinha recebe o espetáculo "Tangos e Letras"

O show foi idealizado com base nas poesias de Mariléa Castor que, no livro "Alma Desnuda Alma"

Redação:Cultura
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Um espetáculo que mostra a presença feminina no tango. Assim se traduz “Tangos e Letras”, de Manuel Ortiz, produtor, bailarino e coreógrafo argentino, e que será apresentado no dia 13 de maio, no Guairinha, em Curitiba. “O show foi idealizado com base nas poesias de Mariléa Castor que, no livro “Alma Desnuda Alma”, transmite uma mensagem de vida para as mulheres que encontram no tango o sinônimo de viver, respirar e ser feliz, sem preconceito”, explica o criador do musical. 

Apaixonado por tango, Ortiz tem seu portfólio de criações os espetáculos “Sangre de Tango - Show Argentino”, que percorrer mais de 35 cidades brasileiras,  e “Mi Nombre es Tango”, uma homenagem a Ney Traple, precursor da dança em Curitiba, apresentado em Ponta Grossa.  De acordo com o coreógrafo, em 2009, a Unesco declarou o tango Patrimônio Cultural "Imaterial" da Humanidade e, por isso, “quero difundir o tango de geração em geração e levá-lo aos palcos de diferentes teatros”. 

Tangos e Letras 

O espetáculo representa um movimento libertário da mulher no tango, destaca Ortiz. Mariléa Castor, autora do livro "Alma Desnuda Alma", é uma das primeiras poetisas que escreve sobre o tango num enfoque cru e atual. “Por esta razão, tive a iniciativa de produzir o primeiro “Livro Vivo” de uma poeta brasileira”, coloca. “O espetáculo traz vida em cada tango  instrumental e dançado, personagens, sonhos e vivências de uma mulher apaixonada pelo tango desde sua infância”, observa. 

Doze artistas em cena compõem um elenco de alta qualidade entre músicos e bailarinos. O quinteto musical está sob a direção do bandoneonista argentino Martín Mirol e os bailarinos sob a direção de Manuel Ortiz. 

O tango 

O coreógrafo detalha que o tango, nascido em Buenos Aires, atinge e toma seu lugar na alta sociedade portenha e no mundo em 24 de outubro de 1917, quando Carlos Gardel canta “Mi Noche Triste” de Pascual Conturci, o primeiro tango cantado da história. Ortiz, também bailarino e maestro, conta que nos anos seguintes, o tango entra em território brasileiro por meio de emissoras de rádio da Argentina, que transmitiam diariamente recitais de orquestras ao vido de Alfredo DÁngelis, Norberto Firpo  e outros grandes nomes do tango argentino. A partir daí, ganhou espaço no país do samba, principalmente em cidades de Porto Alegre, Santa Catarina e Paraná. 

Ficha Técnica

Espetáculo Tangos e Letras

Produção e coreografia – Manuel Ortiz

Direção musical - Martín Mírol

Músicos: Rodrigo Martín Vazquez (piano), Luiz Gustavo Menezes Ruivo Nascimento (violino), Renato Rossi de Camargo Lima (viola) e Rafael da Costa (baixo)

Bailarinos: Anna Martinelli, Jorge Aquino, Ana Carolina Franke, Julian Cazuni, Ursula Hoffmann e Luis de Avanço

Serviço

“Tangos e Letras”

Dia: 13 de maio (domingo), às 20 horas

Local: Guairinha (Rua XV de Novembro, 971 - Centro), Curitiba (PR)

Ingressos: plateia (R$ 120,00 e R$ 60,00); balcão (R$100,00 e R$50,00)

Informações: Disk Ingressos - 3315 0808 



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Cristiano Machado

Cristiano Machado

A vida é bélica


Mhana Karim

Mhana Karim

Laricas da Mhana




Mais lidas
Nação Cyborg divulga ponto de venda de ingresso para lotar o Polentão

Nação Cyborg divulga ponto de venda de ingresso para lotar o Polentão

Os portões serão abertos ás 13 horas e ás 14:30 a banda Motorocker sobe ao palco para fazer um rock´n´roll de melhor qualidade


Banda Estação 41 é a nova aposta da Sony Music

Banda Estação 41 é a nova aposta da Sony Music

Uma banda com essência oitentista, solos poderosos e composições que chegam para agitar o cenário nacional


Bolo de cenoura da Mhana

Bolo de cenoura da Mhana

Receita da Semana


Tributo a Elis Regina acontece na Ópera de Arame

Tributo a Elis Regina acontece na Ópera de Arame

O musical, que presta homenagem a uma das maiores intérpretes da Música Popular Brasileira, chega a Curitiba


Liberação dos cassinos: deu zero na roleta?

Liberação dos cassinos: deu zero na roleta?

Isso significa que é possível que os setores favoráveis à liberação continuem contando com um certo apoio popular e na mídia.


Idelcio Dias assume a presidência do Rotary Afonso Pena



Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)