Domingo, 09 de novembro de 2014, 00:00 h - Atualizado em 09/11, 07:39 h

História e Talento: Fabiano Da Rosa

O Portal VR NEWS preparou um bate papo pra você saber com exclusividade sobre a vida deste profissional da cidade.

História&Talento:São José dos Pinhais
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Nascido em Curitiba, o advogado Fabiano da Rosa vive em São José dos Pinhais desde criança. Casado com Daiane Nogosecki da Rosa,é pai de Gabriela e está à espera de Milena, que deverá nascer a qualquer momento. Jovem, já carrega o título de mestre e faz parte do quadro docente da FAE de São José dos Pinhais. No âmbito local, realiza trabalho voluntário via Rotary Club São José dos Pinhais – Colônia Murici.

 

Qual é sua relação com São José dos Pinhais? 

“Nasci em Curitiba, mas, desde criança, resido em São José dos Pinhais. Fui criado no Bairro Afonso Pena, onde comecei a estudar na 3ª série, Colégio Afonso Pena. Lá concluí o ensino fundamental”, lembra Fabiano. No ensino médio, foi aluno do Colégio Positivo, e diz que ganhou bolsa em razão do desempenho escolar. 

 

“Foi meu pai quem trouxe a família para a cidade,estabelecendo aqui a sede de sua empresa. Meus pais (Francisco e Janete) moram na mesma casa desde então e cinco dos meus irmãos – e suas famílias – também moram em São José dos Pinhais. A cidade sempre proporcionou um ambiente agradável para todos nós. Minha esposa e minha filha nasceram aqui. Nossa relação com a cidade é de amor e gratidão”, conta o advogado.

Foto: Divulgação.

O vestibular foi seu primeiro grande desafio. Conte sobre esta etapa da sua vida.               

O grande divisor de águas, no início da sua juventude, foi o vestibular. “Lembro que para o curso de Direito a disputa era de 24 candidatos por vaga na UFPR. Vencido este desafio, cursar Direito numa universidade pública foi fundamental, porque aliou a necessidade - ausência de recursos - a sorte de cursar uma das melhores universidades do país. Depois cursei especialização e mestrado”, descreve.

Depois de exercer os cargos de escrivão de Polícia e brevíssima passagem pela Justiça Federal, o advogado trabalhou como advogado concursado do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). Exercia simultaneamente a advocacia privada, onde deu início ao Escritório Da Rosa& Advogados Associados.

   

Você também tem experiência docente. Como é sua atuação nesta área? 

Ao lado do trabalho como advogado, tenho lecionado.Fui professor da PUC por 12 anos e atualmente leciono na FAE, curso de Direito.Como professor, o desafio é manter-se atualizado e lembrar, aula após aula, que cada experiência nova com o aluno é um momento valioso, que o objetivo é efetivo aprendizado, e deve ser perseguido com amor fraterno e humildade,instante após instante.

  

Você está realizado profissionalmente?

Sou plenamente realizado profissionalmente. Encaro a advocacia como um sacerdócio, uma missão de vida. O maior desafio é realmente auxiliar a solucionar as questões que as pessoas nos trazem. O advogado deve fazer parte da solução! O advogado, que veste a camisa do cliente, que tem compromisso, faz diferença para que se possa bem distribuir a Justiça. A tarefa diária não é fácil, mas é gratificante, empolga, não há rotina.

 

 

Um dos meus maiores desafios foi assumir a Diretoria Jurídica da Associação dos Funcionários Públicos do Município (AFPM).Acredito que temos feito um trabalho muito responsável, motivo pelo qual os servidores são muito respeitados em suas questões judiciais. 

Foto: Divulgação.

Junto com avida profissional o que é mais importante para você?

A família. Momentosmuito importantes na minha vida foram o casamento com Daiane e o nascimento danossa filha. Não há como duvidar que a vida passa a ter novo colorido, novosignificado, com o casamento e depois com o nascimento dos filhos.

 

E vocêscostumam viajar?

Não viajamos muito. Viajei para comprar livros naArgentina, na época do mestrado. Também conheci a capital do Chile e visitamosparentes de minha esposa em Nova Jersey, Estados Unidos. Gostamos de viajarpelo Brasil, quando possível, em especial para o Rio Grande do Sul, onde ficougrande parte da família. Infelizmente isto é mais raro do que gostaríamos emrazão do trabalho.

 

Consegue se auto definir?  

Autodefinição é algo difícil. Contudo, posso dizerque sou uma pessoa de hábitos simples, persistente, curioso, leal, prezo asamizades e não perdi a capacidade de me indignar diante das injustiças e delutar pelas coisas corretas.

 

Se pudesse, mudaria alguma coisaem si?

Difícil escolher, contudo, acredito que devemossempre nos aprimorar, sempre buscar estar melhor em todos os âmbitos,espiritual, físico, familiar, profissional, enfim, prefiro ser – como diz avelha música - uma metamorfose ambulante.  

Foto: Divulgação.

Como e onde você se vê daqui a 20 anos?

Vejo-me com muito mais rugas, aqui mesmo em São José dos Pinhais. Com experiências diferentes e enriquecedoras. Acho que posso auxiliar mais do que atualmente, e tenho este dever em razão de ter estudado em instituição pública. Este ano devo dar o primeiro passo neste sentido.

 

Deixe uma mensagem aos leitores do Portal.

Desejo um fraterno abraço aos leitores, que o Portal continue sendo o “sal” que faz a diferença para a comunicação local,fonte confiável de informação e relacionamentos e desejo, de coração aberto,que Deus abençoe a todos!



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Cel Costa Filho

Cel Costa Filho

Segurança em Debate


Vale a Pena Ler de Novo

Vale a Pena Ler de Novo

Vale a Pena Ler de Novo




Mais lidas
Câncer de Pâncreas é na maioria das vezes é diagnosticada de forma tardia

Câncer de Pâncreas é na maioria das vezes é diagnosticada de forma tardia

Por isso apenas 15 a 20% dos pacientes são candidatos à cirurgia com potencial de cura.


Vida de CHICO XAVIER em superprodução musical  “Um Cisco” estreia no Guairão

Vida de CHICO XAVIER em superprodução musical “Um Cisco” estreia no Guairão

A trama se desenvolve numa estação de trem, onde a vida do médium é narrada desde os seus 4 anos de idade até a sua morte, aos 92 anos.


Banda Nenhum de Nós traz rock a Curitiba em pocket show gratuito

Banda Nenhum de Nós traz rock a Curitiba em pocket show gratuito

Apresentação do grupo, que tem mais de 30 anos de carreira, acontece no dia 17 de outubro, no Shopping Curitiba


3 livros que você precisa ler

3 livros que você precisa ler

Destaque da Semana


Pinhais recebe projeto de cinema gratuito  ‘Cinemóvel Carrefour’

Pinhais recebe projeto de cinema gratuito ‘Cinemóvel Carrefour’

O ‘Cinemóvel Carrefour’ exibirá, gratuitamente, filmes com a temática da alimentação para alunos de escolas municipais


Uma nova onda, muito seca!

Uma nova onda, muito seca!

Por Jorge Marcondes




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)