Sexta, 05 de abril de 2019, 00:00 h - Atualizado em 05/04, 00:00 h

KELLER, ZWICKEL, STICKE ou LATZEN. Não é escalação de futebol não!

Cervejas mais leves e equilibradas.

Jorge Marcondes:Cervejas
Autor: Redação
Foto: Divulgação

Hoje vamos germanicamente falar um pouco de cervejas mais leves e equilibradas. São estilos e derivativos com características interessantes. Até pouco tempo atrás muitas pessoas não gostavam ou achavam estranho o fato de alguma cerveja, exceto um Weissbier, apresentar certa turbidez.

 

Com o aparecimento das New England IPA e as versões Hazy vindas diretamente da terra do Tio Sam as pessoas passaram a apreciar mais ou estranhar menos, esta característica da turbidez. Bom, então vamos aos novos ou velhos e diferentes estilos sobre os quais conversaremos hoje.

 

KELLERBIER

Foto: Divulgação

Este estilo faz parte da categoria “7. AMBER BITTER EUROPEAN BEER” do Guia BJCP 2015. Esta categoria agrupa cervejas de origem alemã ou austríaca na cor âmbar, que apresentam um balanço equilibrado com o amargor mediano.

 

Fazem parte desta categoria os estilos “7A. Vienna Lager (criado em 1841 na cidade de Viena), a “7B. Altbier (criada no setor de Alistad em Düsseldorf) e a “7C. Kellerbier” com suas duas vertentes, a “Pale Kellerbier” e a “Amber Kellerbier”.

 

Originalmente, a Kellerbier referia-se a qualquer cerveja Lager maturada em grutas ou porões sob a cervejaria. No século 19, a Kellerbier era uma cerveja forte, envelhecida, destinada a durar o verão (Sommerbier), armazenada em tabernas de pedra e servida diretamente na própria taberna. Mas quando a refrigeração começou a ser utilizada, o termo passou a descrever as cervejas especiais que eram servidas jovens, ou seja, bem frescas e diretamente das tabernas ou dos tanques de acondicionamento a temperaturas frias.

 

Hoje algumas cervejarias usam o termo puramente para fins de marketing. Para outros, a Kellerbier é considerada mais uma forma de serviço do que especificamente um estilo cerveja. E como técnica de serviço, ainda é predominantemente utilizada com determinados estilos em algumas regiões, como por exemplo, em torno da área de Munique, ou Märzen na região de Francônia.

 

A cuja tradução literal de Kellerbier seria ”cellar beer” ou seja, cerveja de adega. É uma cerveja, pela tradição, de longa maturação a frio nas adegas das cervejarias alemãs, com a maturação iniciada utilizando-se leveduras ainda ativas em um barril de madeira não lacrado. Portanto, o CO2 resultante da fermentação dos açúcares restantes, não fica aprisionado no barril, então, quando finalmente chega à pressão atmosférica normal, o barril acaba sendo lacrado.

 

A cerveja resultante deste processo possui baixíssima carbonatação, é extremamente turva por conta do fermento que fica em suspensão, apresenta um paladar seco e aroma com forte presença de lúpulos nobres alemães como o Saaz e o Tettnang, por exemplo. Mais recentemente algumas cervejarias começaram a filtrar parcialmente suas cervejas deste estilo, assim como também as carbonatam levemente para agradar o consumidor.

 

Pelo Guia BJCP, cervejas deste estilo possuem as seguintes características básicas:

O aroma normalmente possui um caráter de levedura adicional, com subprodutos que não são encontrados frequentemente em cervejas alemãs de bom acondicionamento e maturação em temperaturas baixas.

 

Na aparêncianormalmente tende a ser um pouco turva ou até mesmo de aspecto leitoso e, provavelmente um pouco mais escuro. Quanto ao sabor, normalmente segue o padrão do aroma.

 

Na sensação de Boca apresenta um pouco mais de corpo e uma textura cremosa, devido às leveduras em suspensão e pode ser um pouco pesada na boca, especialmente se o diacetil (cheiro de pipoca sabor manteiga para micro-ondas) estiver presente.

 

Kellerbier: Pale Kellerbier

É uma cerveja sazonal, de verão, muito comum, elaborada por muitas das cervejarias na região de Munique e servida nos biergartens, onde são muito populares. Refere-se a uma adaptação moderna do estilo tradicional de Francônia, utilizando uma Helles ao inváz de usar uma Märzen como base.

 

Como características básicas do estilo, temos:

  • De 20 a 35 IBUs de amargor;
  • De 3 a 7 SRM de cor;
  • De 4.7 a 5.4% de álcool;



    Kellerbier: Amber Kellerbier 

    A versão original de Kellerbier da região da Francônia, na Alemanha. É um estilo muito mais antigo em comparação com o relativamente mais recente e claro Helles-Style Kellerbier, que atualmente é popular na região de Munique.

 

Esta era a versão histórica clássica, antes de sofrer adaptações em outras regiões. O estilo original e mais antigo seria simplesmente uma cerveja servida nas tabernas locais, pois não tinham tempo suficiente para produzir uma Lager brilhante. Muitas cervejarias na Francônia utilizaram algumas dessas cervejas kellerbier durante os meses de verão, para festivais como o de Annafest (desde 1840), realizado em julho, em Forchheim, uma cidade alemã que é capital do distrito de Forchheim, na região administrativa de Oberfranken, estado da Baviera. No local era tradicional se beber diretamente dos tanques de acondicionamento em baixas temperaturas (Lagering).

 

Como características básicas do estilo, temos:

  • de 25 a 40 IBUs de amargor;
  • de 7 a 17 SRM de cor;
  • de 4.8 a 5.4% ABV de álcool.

Foto: Divulgação

Uma variedade de cerveja “prima” da Kellerbier que também é fermentada, maturada e carbonatada em barris de madeira, abertos. No entanto, ao contrário da prima a Zwickelbier é bastante frisante, possuindo um belo e sólido colarinho branco.

 

Outros pontos relevantes são a presença menor do lúpulo, seja no aroma seja no amargor, e o seu teor alcoólico reduzido (abaixo dos 5%). Para finalizar é uma cerveja que não é maturada por longos períodos e que deve ser degustada jovem. É chamada assim devido ao nome da chave utilizada para extrair a cerveja a partir de um tanque de acondicionamento em temperaturas frias.

 

STICKE ALT ou LATZENBIER

Foto: Divulgação

Os nomes referem-se a uma variedade do estilo Altbier, pouco usual e que as cervejarias tendem a manter a tradição de esconder ao máximo a receita dessas cervejas, que geralmente são produzidas apenas sazonalmente. Sticke significa segredo em português.

 

Uma Latzenbier está para a Altbier assim como uma Dopplebock está para a Bock, isto quer dizer que refere-se a uma versão mais forte do mesmo estilo, com características semelhantes.

 

Para o German Beer Institute, a Sticke apresenta-se como uma cerveja encorpada, bem lupulada e com um balanço perfeito entre o amargor e o dulçor proveniente do malte. Normalmente apresenta notas de nozes e frutas secas no aroma, bem como uma camada de sabor proveniente dos maltes mais escuros, como chocolate e tostado. Normalmente sua coloração lembra o cobre escuro.

Ainda para o German Beer Institute, esta é uma cerveja que apresenta uma complexidade de uma Ale, o bouquet e colarinho cremoso de uma Pilsner e um final suave e agradável de uma Marzen.

 

Espero que este tenha sido mais um texto inspirador para vocês, na incessante busca pelo aprimoramento do paladar e do conhecimento. Porém, o mais importante é que estas são belas opções de estilo de cerveja para se refrescar.

 

Cheers!!!



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Mulheres de Sucesso

Mulheres de Sucesso

Mulheres de Sucesso


Vera Rosa

Vera Rosa

Coluna Vera Rosa




Mais lidas
Uninter promove 23 corrid­­as de rua em 2019

Uninter promove 23 corrid­­as de rua em 2019

Competições acontecem no Paraná com o objetivo de incentivar a prática esportiva


4º edição do É no choro que vou de 23 a 30 de abril

4º edição do É no choro que vou de 23 a 30 de abril

O Festival Nacional do Choro trará mais de 10 apresentações com artistas locais e de renome nacional, além de debates e workshops em vários locais da cidade.


A era da distorção amorosa!

A era da distorção amorosa!

Amor é sinônimo de paixão? Amor é sinônimo de Obsessão?O que é o amor?


Espetáculo Bita e os Animais anima a criançada neste fim de semana

Espetáculo Bita e os Animais anima a criançada neste fim de semana

Musical é apresentado no Teatro EBANX Regina Vogue


Curitiba será invadida por ações criativas

Curitiba será invadida por ações criativas

O World Creativity Day Brazil vai movimentar simultaneamente 52 cidades brasileiras com centenas de atividades gratuitas


FRESH apresenta programação musical para o feriado de Páscoa

FRESH apresenta programação musical para o feriado de Páscoa

Espaço gastronômico terá shows ao vivo para animar a noite dos curitibanos




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)