Terça, 17 de julho de 2018, 10:05 h - Atualizado em 17/07, 10:27 h

Liberação dos cassinos: deu zero na roleta?

Isso significa que é possível que os setores favoráveis à liberação continuem contando com um certo apoio popular e na mídia.

Redação:Variedades
Autor: Redação
Foto:

O projeto de liberação dos cassinos parece ter parado no Congresso, não se registando novos desenvolvimentos desde a rejeição do projeto de liberação para Comissão de Constituição e Justiça do Senado no último mês de março. Os comentaristas apontaram que o fato de estarmos em ano de eleição presidencial faz com que o processo fique mais lento, já que se trata de um assunto muito polêmico e divisivo da sociedade brasileira.

O certo é que não é a primeira vez que a liberação dos jogos vai sendo adiada indefinidamente. Basta recordar o PL 442/1991, que ficou “na gaveta” e vem rodando sem progressos já há 27 anos. Naturalmente que, para os setores políticos e da sociedade brasileira que consideram o jogo uma fonte de pecado e de vício social em que os benefícios nunca poderão compensar o prejuízo, tudo isso é uma evidente vitória.

Olhando para a Mega Sena?

Com este cenário, parece que resta aos brasileiros sonharem virar ganhadores da Mega Sena para virar milionários. A menos que você resida no Paraná ou pelo menos próximo de Foz do Iguaçu e possa pensar em cruzar a fronteira para jogar nos cassinos do Paraguai e da Argentina, construídos nesses locais exatamente devido à proibição brasileira para acolher os jogadores brasileiros.

Estará o projeto definitivamente bloqueado?

O assunto é bastante polêmico, o que significa, na verdade, que não há mais um forte consenso na sociedade como antigamente quando o assunto é como devem os jogos devem ser interpretados. Recordemos que uma enquete do Instituto Paraná Pesquisas, a renomada empresa especialista em pesquisa de opinião sedeada na rua 15 de Novembro em Curitiba, determinou um empate técnico sobre a possibilidade de os jogos de cassinos serem liberados: cerca de 45% dos inquiridos se mostraram favoráveis e 45% contra (com os restantes 10% se mostrando sem opinião).

Isso significa que é possível que os setores favoráveis à liberação continuem contando com um certo apoio popular e na mídia. Os setores conservadores apontarão, certamente, que a força dos lóbis econômicos e políticos está fazendo seu peso junto da mídia e dando resultados. Afinal, o próprio prefeito carioca Marcelo Crivella não fechou totalmente a porta à possibilidade de liberação, quando recebeu empresários internacionais interessados em renovação urbana e investimento imobiliário no Rio.

Por outro lado, é um fato que a existência de jogos de cassino na internet veio mudar bastante a circunstância que levou a essa proibição nos anos de 1940, quando a internet nem sequer era um sonho. É como se o Brasil estivesse sendo atravessando pelo mesmo tipo de pensamento que leva a maior parte dos países do mundo ocidental (de Primeiro e de Terceiro Mundo) a aceitarem os jogos, aplicando leis para evitar exageros.

Assim, é possível que o assunto continue girando como a roleta.

 



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Julio Borges

Julio Borges

Artes Marciais


Tacy de Campos

Tacy de Campos

Coluna Tacy de Campos




Mais lidas
Maykol Yurk estreia no FFC

Maykol Yurk estreia no FFC

Estreia no FFC


Clube Mulheres de Sucesso Araucária: Marialba Ehlke Ozorio Villapol

Espetáculo “A Espera” terá quatro sessões gratuitas

Espetáculo “A Espera” terá quatro sessões gratuitas

O objetivo é incentivar a cultura e o teatro paranaense


Jardim Musical recebeu perto de 400 visitantes

Jardim Musical recebeu perto de 400 visitantes

No último sábado (15) o Museu Municipal realizou o Jardim Musical com a apresentação de Júnior Deluca. Nesta edição foram registrados perto de 400 visitantes.


HANNA lança álbum duplo em homenagem a João Gilberto,  com autorizações exclusivas

HANNA lança álbum duplo em homenagem a João Gilberto, com autorizações exclusivas

Quatro anos após o lançamento de “O Quatro anos após o lançamento de “O Amor é Bossa-Nova”, cantAmor é Bossa-Nova”, cantora regrava outras 23 canções imortalizadas na voz de seu ídolo


Startup oferece curso gratuito para quem vai fazer o Enem 2019

Startup oferece curso gratuito para quem vai fazer o Enem 2019

A plataforma online Kultivi disponibiliza curso preparatório com 600 aulas para estudantes que vão passar pelo exame no próximo mês de novembro




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)