Domingo, 01 de fevereiro de 2015, 00:00 h - Atualizado em 01/02, 00:00 h

Marco Brotto vence concurso de fotografia

Curitibano Marco Brotto faz fotografias do fenômeno Aurora Boreal

Redação:Curitiba
Autor: Redação
Foto: Marco Brotto

  As imagens que o curitibano Marco Brotto faz do fenômeno Aurora Boreal têm encantado as pessoas pelo mundo. E foi com uma delas que o caçador de Aurora Boreal acaba de ganhar o II Concurso Nacional de Astrofotografias.

Ele foi o 1º colocado na categoria Geral com a imagem “Aurora Boreal”, feita na Noruega, em janeiro de 2012. A premiação contou com a inscrição de quase 150 imagens, entre elas retratando Júpiter, Sol, Lua, estrelas e relâmpagos. O concurso, criado em 2013, é voltado para a temática astronômica e os vencedores são pontuados em uma votação mista, formada pela população e por especialistas em foto.

E para quem também sonha em fotografar a Aurora Boreal, mas acha impossível, o caçador de Aurora Boreal Marco Brotto será o coach de uma expedição em busca do fenômeno na Noruega. A viagem será entre os dias 15 e 23 de fevereiro de 2015, visitando as cidades de Tromsø e Sommarøy.  

  “Fico muito feliz em poder compartilhar as imagens da Aurora Boreal. Sei que são poucas as pessoas que têm a chance de presenciar o fenômeno. E para captar uma imagem dessas é preciso estudar muitos mapas, analisar o clima, e esperar por muitas horas até que o céu fique colorido. É uma emoção incrível”, afirma Brotto.    

Sobre o Caçador de Aurora Boreal - “Eu sempre fui aventureiro e quando estava em uma viagem com amigos ao Death Valley surgiu um comentário sobre as luzes do Norte e eu resolvi pesquisar”, explica.         

 E foi da dificuldade em presenciar as luzes que acabou se tornando coach do espetáculo natural. As pessoas acham que é só chegar a determinado país e olhar para cima, mas não é bem assim. É preciso perseguir o melhor lugar, saber onde o céu estará limpo e muitos outros detalhes analisados por meio de 11 gráficos. Também é preciso muita paciência e determinação.

Durante sua primeira expedição ao Alasca, Marco não conseguiu ver a Dama do Norte. Já na sua segunda viagem, mesmo com as noites fechadas, várias tentativas frustradas, nevascas e deslocamentos enormes, no último instante, sozinho no meio dos Fjords Noruegueses, ele conseguiu visualizá-la.

"Quando consegui ver aquela maravilha toda, sozinho no meio do Ártico, não sabia se eu corria ou se eu gritava. A temperatura era de -15ºC eu fiquei com o corpo todo arrepiado de emoção. São espetáculos como este que mostram o quanto somos frágeis e, ao mesmo tempo, abençoados. Foi quando tive a certeza de que aquele momento deveria ser compartilhado com o máximo de pessoas”, complementa. 

E foi no meio de uma visão dessas que Brotto pediu a namorada, Laurize Ruzza, em noivado. “No fim de 2012, fomos para a Noruega. Ficamos dez dias procurando o fenômeno. Na primeira vez que ela viu a aurora boreal, fiz o pedido”, conta.            

E enquanto está em Curitiba, não descansa, manda informações para outros viajantes, pela internet, para ajudá-los a encontrar o fenômeno.           

Sobre a aurora

O sol está sempre em atividade: explosões solares e filamentos são eventos normais e ocorrem sem nenhum aviso. Quando ocorre a liberação de massa coronal, se ela estiver voltada para a terra, possivelmente haverá aurora boreal. "Além da ejeção de massa coronal temos que ter mais dezenas de fatores para que possamos ver a aurora boreal, é realmente uma caça. Em 2013, na Noruega, junto com outro caçador brasileiro Arthur Klas, dirigimos 1400 km para chegar a uma região que estaria com céu limpo, foi cansativo, porém gratificante".

            

Veja os locais em que Marco Brotto presenciou a aurora boreal:

Estados Unidos

Finlândia

Islândia (Iceland)

Noruega

Região de Svalbard (Pólo Norte)

Suécia

Rússia

Canadá

 

Curta no Facebook: https://www.facebook.com/auroraborealbrasil

https://www.facebook.com/cacadorauroraboreal

Facebook @brottomarco

Instagram @marcobrotto

Twitter @marcobrotto



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Cel Costa Filho

Cel Costa Filho

Segurança em Debate


Juliana Saraiva

Juliana Saraiva

Coluna Juliana Saraiva




Mais lidas
Paula Lima chega a Curitiba com “Soul Lee”, projeto em que interpreta canções de Rita Lee

Viola Quebrada faz show no Centro Cultural Sistema FIEP

Viola Quebrada faz show no Centro Cultural Sistema FIEP

Um dos principais grupos caipiras do país se apresenta com entrada franca em ação do Sesi Cultura Paraná


Pinhais iniciou a Semana de Jogos de Ginástica

Pinhais iniciou a Semana de Jogos de Ginástica

O evento chega a sua 8ª edição e é realizado pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (SEMEL)


Balé Teatro Guaíra apresenta Plataforma Novos Criadores

Balé Teatro Guaíra apresenta Plataforma Novos Criadores

Apresentação de dança contemporânea acontece no palco do Guairão nos dias 20 e 21 de agosto. A entrada é gratuita e a capacidade é de 100 pessoas por sessão


Mais de 3 mil pessoas participaram da 5° Edição da Caminhada Internacional na Natureza

Mais de 3 mil pessoas participaram da 5° Edição da Caminhada Internacional na Natureza

A 5° edição da Caminhada aconteceu no último domingo (18) e bateu o recorde de participantes comparado às anteriores.


Filme-Concerto comemora os 130 anos de Chaplin

Filme-Concerto comemora os 130 anos de Chaplin

Ação do Instituto de Apoio à Orquestra Sinfônica do Paraná (IAOSP) exibe “Tempos Modernos” com música ao vivo, no Teatro Positivo




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)