Sexta, 03 de novembro de 2017, 00:00 h - Atualizado em 03/11, 00:00 h

Melhor um mal acordo do que uma boa demanda

Conciliar é dever do advogado

Direito & Cidadania :São José dos Pinhais
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

*Dr. Fabiano da Rosa

 

Muitas vezes o acordo não está 100% bom nem pra um lado, nem pra outro. Mesmo assim na grande maioria das vezes é melhor fazer um acordo, ainda que este não seja ótimo, do que persistir no litígio.

Persistir no litígio vai cobrar da parte o preço da angústia, da paciência e, por vezes, exigir importantes recursos financeiros. Angústia porque o conflito não resolvido gera ansiedade, stress, preocupação. Paciência porque o Poder Judiciário está congestionado e – por melhor que seja o time que esteja a cuidar do processo – ainda assim a tendência é que se ele seguir todas as fases previstas legalmente poderá demorar bastante e, a depender da matéria, talvez alguns anos em razão da possibilidade de interposição de recursos cabíveis. Conflito persistente é coisa cara. Será preciso pagar taxas judiciais, honorários, diligências, eventuais cálculos, retirar tempo da atividade da parte para comparecer a audiências (o que gera prejuízo) não se esquecendo que a atenção de especialistas - durante longo tempo – pode resultar numa conta cara.

Neste sentido é dever do advogado “estimular a conciliação entre os litigantes, prevenindo, sempre que possível, a instauração de litígios” (inc. VI, art. 2º, Código de Ética e Disciplina – OAB). Deve-se o Advogado estimular a conciliação e prevenir os litígios. É sabido que por vezes não há como conciliar, seja porque as expectativas sejam muito diferentes, seja porque não seja o melhor momento, seja por outro motivo mas, antes de se chegar a esta conclusão e dedicar os esforços ao combate, para o qual também deve estar o Advogado preparado, é devido empregar os melhores esforços no acordo. Antes da guerra, visando evitar o derramamento de sangue, agem os diplomatas. Acordar é preciso.

Fabiano da Rosa*  OAB/PR 26.862, é Especialista e Mestre em Direito e sócio do “Da Rosa, Leprevost e Mayer Advogados”



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
História&Talento

História&Talento

História e Talento


Vera Rosa

Vera Rosa

Coluna Vera Rosa




Mais lidas
Antropofocus comemora 18 anos com Temporada de aniversário

Antropofocus comemora 18 anos com Temporada de aniversário

Antropofocus 18 anos acontece no Teatro Zé Maria, de 18 a 27 de outubro.


Shopping São José promove ações em prol do Outubro Rosa

Shopping São José promove ações em prol do Outubro Rosa

Ações serão realizadas em parceria com o Clube da Alice com o objetivo de alertar sobre a importância da prevenção do câncer de mama


Grupo de ballet realizará apresentação no Teatro SESI SJP

Grupo de ballet realizará apresentação no Teatro SESI SJP

Cultura no Teatro SESI apresenta o espetáculo na quarta-feira (24)


Enfim, as escolas nascentes?

Enfim, as escolas nascentes?

Mais um texto da série especial


Espetáculo "Em casa a gente conversa" traz Cássio Reis e Juliana Knust

Espetáculo "Em casa a gente conversa" traz Cássio Reis e Juliana Knust

Peça aborda problemas rotineiros do casamento em duas apresentações no Teatro Regina Vogue


II Mostra Intermunicipal Mulheres na Ciência: exposições estão abertas

II Mostra Intermunicipal Mulheres na Ciência: exposições estão abertas

É a segunda vez consecutiva que o município de São José dos Pinhais realiza um evento dessa proporção.




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)