Domingo, 07 de janeiro de 2018, 09:43 h - Atualizado em 07/01, 09:44 h

O Poeta da Paixão

Um pouco sobre a vida de um dos mais românticos poetas do Brasil

Tacy de Campos:Cultura
Autor: Redação
Foto: Divulgação.

Também conhecido como Poetinha, Marcus Vinícius de Moraes foi jornalista, dramaturgo e diplomata. Mas sua fama veio como poeta e letrista nas parcerias com grandes nomes da Música Popular Brasileira . Era também um mestre do soneto, entre eles o Soneto de Despedida, Soneto do Amor Total e o mais famoso Soneto de Fidelidade. 

Carioca da gema, do bairro da Gávea, Vinícius foi um apaixonado pela vida e pelo amor e seu legado é estudado e admirado até os dias de hoje. Ao longo de 50 anos de carreira foram 13 livros, mais de 420 poesias, 300 canções e 120 textos em prosa. Mas tanto sua obra literária como o seu nome, só se tornariam populares com a ascensão da bossa nova no final da década de 1950. Sua parceria com Tom Jobim se tornou a cara do movimento vanguardista e juntos, compuseram muitos clássicos como Chega de Saudade, Eu sei que vou te amar, A Felicidade, Insensatez e a mundialmente conhecida, Garota de Ipanema.

Vinícius era formado em Letras e Direito e começou cantando no coro da escola. Estudou cinema com Orson Welles. Tinha amizade com nomes de peso da cultura do país e do mundo, como Manuel Bandeira, Carlos Drummond, Pablo Neruda, Di Cavalcanti. Compôs com gigantes, como Pixinguinha (Lamento / Mundo melhor), Baden Powell (Canto de Ossanha / Samba da Benção / Paz), Adoniran Barbosa ( Bom Dia, Tristeza), Edu Lobo (Arrastão / Canção do Amanhecer), Carlos Lyra (Você e Eu/ Minha Namorada), Paulo Tapajós (Canção da Noite), Francis Hime (Anoiteceu), Tom Jobim e Toquinho, com quem escreveu mais de 100 canções e fez mais de mil shows no Brasil e no exterior.

Ganhou notabilidade ao levar fama de conquistador com as mulheres. Casou-se por nove vezes ao longo da vida. Era um boêmio inveterado, fumante compulsivo e grande apreciador de uísque. Seu último trabalho musical foi A Arca de Noé, lançado em 1980. Morreu nesse mesmo ano, após passar mal na banheira da casa onde morava, na Gávea, Rio de Janeiro.



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
História&Talento

História&Talento

História e Talento


Mhana Karim

Mhana Karim

Laricas da Mhana


Tânia Jeferson



Mais lidas
99 e Peita lançam camiseta exclusiva para mulheres

99 e Peita lançam camiseta exclusiva para mulheres

Estampando a frase “Dirija como uma garota”, aplicativo questiona o estereótipo que difama motoristas mulheres


O premiado espetáculo “Para não morrer” ganha o palco do Sesi São José

O premiado espetáculo “Para não morrer” ganha o palco do Sesi São José

Inspirado na obra “Mulheres”, de Eduardo Galeano, a montagem traz histórias verídicas de mulheres da resistência


Corrida Noturna será uma das atrações da Curitiba Fitness Fair no Expo Barigui

Corrida Noturna será uma das atrações da Curitiba Fitness Fair no Expo Barigui

A Curitiba Fitness Fair, maior feira fitness do Sul do Brasil, terá como uma das atrações a corrida noturna Run The Night Curitiba.


Diretora do Théâtre du Soleil comanda espetáculo pela primeira vez fora da França em “As Comadres”

Diretora do Théâtre du Soleil comanda espetáculo pela primeira vez fora da França em “As Comadres”

Comédia realiza o desejo de Juliana Carneiro da Cunha de voltar aos palcos brasileiros, após longa parceria com companhia de teatro francesa


Atentado na Escola

Atentado na Escola

Terror na escola


Para inspirar: 7 salas de TV que são de tirar o fôlego

Para inspirar: 7 salas de TV que são de tirar o fôlego

Conforto e beleza são as palavras de ordem para quem deseja uma sessão digna de cinema em um dos cômodos mais queridinhos de casa




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)