Terça, 05 de setembro de 2017, 00:00 h - Atualizado em 06/04, 21:00 h

OBESIDADE E CÂNCER: UMA ESTREITA RELAÇÃO

Revisão de estudos anteriores mostra de que forma o câncer “prospera” quando há excesso de peso corporal.




Foto: Divulgação.

A obesidade está aumentando dramaticamente em todo o mundo, e agora também é reconhecida como um dos principais fatores de risco para o câncer, com quase duas dezenas de tipos diferentes de câncer ligados à esta condição. A gordura corporal pode influenciar o desenvolvimento do câncer de diversas formas, dependendo do tipo de gordura e da localização no corpo, mostra a mais nova revisão realizada pela American Association for Cancer Research.

Unindo raciocínios de estudos realizados em várias décadas de pesquisas, esta revisão atual preocupa-se em desvendar mecanismos que ligam o aumento da gordura corporal ao câncer. Várias pesquisas anteriores mostraram maneiras pelas quais a gordura contribui para a carcinogênese (formação do câncer). Por exemplo, a obesidade aumenta o risco de inflamação, que há muito se associou ao câncer. Além disso, acredita-se que a obesidade afete o metabolismo das células cancerosas, permitindo seu crescimento. Descobriu-se também, por exemplo, que as células do tecido adiposo têm o poder de infiltrar lesões de câncer e promover o crescimento de tumores. Essas células foram encontradas em maior número de câncer de próstata e câncer de mama em obesos.

O estudo também mostrou como alguns tipos de gordura são mais "metabolicamente ativos", segregando mais substâncias que levaram ao crescimento do câncer. Existem três tipos diferentes de gordura: branca, marrom e bege; e cada um age de forma diferente e está presente em diferentes quantidades dependendo de onde a gordura está localizada. Por exemplo, a revisão observada, o tecido adiposo branco tem sido associado à inflamação, e em pacientes com câncer de mama, tem sido associado com pior prognóstico.

A revisão analisou os efeitos da gordura no câncer de mama, colorretal (intestino grosso), esofágico, endometrial, de próstata e cervical (colo do útero), levando em consideração a proximidade do tecido adiposo em relação aos órgãos. Por exemplo, no câncer colorretal, o tecido adiposo é tipicamente localizado próximo aos tumores, enquanto que no câncer de mama, o tecido adiposo faz parte do próprio local onde o tumor se encontra.

O estudo suporta a importância de manter um peso corporal saudável, mas também do risco que determinados depósitos de gordura podem originar. É necessário ainda reforçar que a gordura existe tanto sob a pele como em regiões mais profundas no corpo, e mesmo pessoas “esbeltas” podem ter excesso de gordura nos órgãos internos. Dietas saudáveis ​​e exercícios que incluem treinamento de força para construir massa muscular magra podem ajudar a combater o desenvolvimento do excesso de gordura e, consequentemente, diferentes formas de câncer.

A vida saudável ainda é o caminho.

Dúvidas? Consulte um Nutricionista.

Fonte: Caroline Himbert, Mahmoud Delphan, Dominique Scherer, Laura W. Bowers, Stephen Hursting, Cornelia M. Ulrich. Signals from the Adipose Microenvironment and the Obesity–Cancer Link—A Systematic ReviewCancer Prevention Research, 2017


Autor:

59adca9c3d116730700ac367 profile original

Adriana Zadrozny

Nutricionista com ênfase em Nutrição e Qualidade de Vida. Trabalha com Nutrição Anticâncer. Mestre em Fisiologia Humana e professora universitária, é também a autora do livro SOBRE VIVER – assim aprendi com um câncer de mama (Editora Máquina de Escrever).



Envie o seu comentário


Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:


Colunista do dia
Aninha Pazinatto

Coluna Papo de Piá

Coluna Papo de Piá

Coluna Papo de Piá




Mais lidas
Precisamos falar sobre Fake News

Precisamos falar sobre Fake News

A irresponsabilidade de disseminar boatos pela internet pode nos custar caro


Ser Só

Ser Só

Poesia de Tacy de Campos




Mais notícias desta categoria


Ser Só

Ser Só

Poesia de Tacy de Campos

Quinta, 24 de maio de 2018, 16:27 h



Deixa o povo amar como e quem quiser

Deixa o povo amar como e quem quiser

Uma carta contra o preconceito

Domingo, 20 de maio de 2018, 00:29 h

Voltar ao topo©Squarebits Software 2016.