Sábado, 23 de março de 2019, 00:00 h - Atualizado em 23/03, 13:57 h

PEITA lança “Não Existe Luta Sozinha” e une parceiras e mulheres da comunidade do Parolin

Marca protesto comemora os dois anos de enfrentamento em festa neste sábado.

Luana Angreves:PEITA
Autor: Luana Angreves
O conteúdo desta matéria é de total responsabilidade do autor.
Foto: Emilia Senapeschi

A PEITA celebra seus dois anos de enfrentamento com o lançamento da frase “Não Existe Luta Sozinha”. A festa de aniversário será sábado, 23, em um evento fechado no Veg Veg - Empório Vegano. Dentro da programação está a exibição do vídeo “Existe Luta Sozinha?”, com depoimentos de mulheres diversas do Brasil, seguido de uma roda de conversa sobre o tema e fechando os trabalhos, a projeção do “Não Existe Luta Sozinha: o doc”, produzido por estudantes do curso de Publicidade e Propaganda, da Universidade Positivo, que conta a trajetória da marca-protesto. A partir de sábado, a camiseta poderá ser adquirida na loja virtual.

 

Entre as convidadas da festa estão manas que trabalham direta e indiretamente com a PEITA, parceiras, movimentos sociais e convidadas da embaixadora, Andréia de Lima, encabeçadora do Usina de Ideias, associação que realiza ações e atividades sociais e culturais para crianças, jovens, adultas e idosas da comunidade do Parolin. “Durante a festa teremos um bate-papo sobre feminismos e lutas. É muito importante ter ao nosso lado as mulheres do Parolin. O bairro passou por inúmeras enchentes no último mês, muitas delas perderam tudo e o que têm, dividem entre si. Se tem pessoas que podem falar sobre segurar a mão e não soltar, são elas. Como diz a Andréia: ‘favela resiste’”, ressalta a fundadora da PEITA, Karina Gallon.

 

Foto: Emilia Senapeschi

Seguindo seu compromisso em firmar parcerias que levantem outras mulheres, a cada 50 camisetas vendidas no site da marca-protesto, o lucro de 10 camisetas será destinado a uma instituição social da escolha dos estudantes que criaram a frase. Das 29 frases lançadas, 70% são parcerias com instituições e movimentos sociais, mulheres na militância e empresas comprometidas com o combate da opressão. Nestes casos, o lucro ou produção é doada.

 

“Há 2 anos fomos para rua no 8 de março com a primeira LUTE COMO UMA GAROTA. A gente nem nome tinha, mas já sabia o que queria. A mensagem tem que ser passada adiante de um jeito que faça sentido para a vida real das pessoas, simples e direta. A Peita nasceu pra isso e ver o quanto ela impacta a vida das pessoas é encorajador pra gente”, comenta Gallon.

 

Foto: Emilia Senapeschi

EXISTE LUTA SOZINHA?

Fomentando o debate sobre feminismos e lutas, Karina Gallon e a filmmaker Leticia Futata, da Hai Studio, produziram os vídeos com depoimentos das mulheres que participaram junto com a presidenta da PEITA do Curso de Verão do Política por.de.para Mulheres. Os relatos começaram a ser publicados nas redes sociais no dia 8 de março, dia que marca o ínicio da marca.

 

Para Karina, dar voz à diversas mulheres é imprescindível para a luta feminista. “Empoderamento é a transformação que juntas provocamos na sociedade, é quando rompemos as estruturas de opressão e quando consideramos classe, gênero e raça. São problemas sociais e políticos complexos que só podem ser enfrentados com luta contínua, dentro e fora das instituições de poder. É isso que o feminismo representa.

 

NÃO EXISTE LUTA SOZINHA: o doc

A frase inspirada na citação da relações públicas e integrante do Coletivo Cássia, Thatiana Tucci, deu nome ao documentário. “ Eu fico muito feliz de ter inspirado o “Não existe luta sozinha” e essa frase ter virado uma Peita, porque é imensamente importante que as mulheres entendam que só unidas nós conseguiremos e que juntas as batalhas de cada uma se tornam muito mais fáceis. Nós (Coletivo Cássia - Eu Estou Com Ela) nunca fomos tão fortes quanto depois das inúmeras parcerias que firmamos ao longo desse um ano e meio de coletivo e a Peita com certeza é a mais sólida delas”, comenta Thati.

 

Assista ao “Não Existe Luta Sozinha: o doc”. A senha é putapeita.

 

Ficha técnica

Direção: Felipe Fonseca e Iago Mauad

Direção de Fotografia: Izadora Padilha e Felipe Fonseca

Produção Executiva: Maria Luiza Küster e Vitória Domingues

Edição e Finalização: Felipe Fonseca e Iago Mauad

 

Foto: Giorgia Prates

SOBRE PEITA

A Peita nasceu dia 8 de março de 2017 com a frase “Lute como uma garota” invadindo as ruas de Curitiba nas manifestações do Dia Internacional da Mulher. O objetivo da marca-protesto é oferecer ferramentas de enfrentamento para mulheres lutarem contra as opressões diárias. A Peita cumpre com a missão de trazer os dizeres polêmicos do contexto das manifestações para os dias comuns, seja em camisetas, moletons, bolsas, bottons, ímãs, ecobagas ou adesivos. A proposta é causar incômodo, fazer com que as pessoas se sintam desconfortáveis ou se identifiquem com as frases e assim, gerar o diálogo sobre assuntos ainda espinhosos. Idealizado pela designer curitibana Karina Gallon, 70% das estampas são parcerias com movimentos, instituições e projetos sociais, mulheres que estão na militância e/ou empresas que se comprometem com o combate às opressões. O lucro ou parte da produção é doada para financiar as causas. Conheça algumas delas:

 

- Ninguém solta a mão de ninguém

Parceria: Zangadas Tattoo e Casa Tina Martins

Atuação: Zangadas é o estúdio da Thereza Nardelli, criadora da arte com a frase que viralizou após o fatídico segundo turno das eleições presidenciais de 2018. A Casa de Resistência Tina Martins (BH), casa-abrigo que apoia e acolhe mulheres que fugiram de seus lares para salvarem a si e aos filhos de situações de violência doméstica.

 

- Lute Como Marielle Franco

Parceria: Usine de Ideias, Mônica Benício, Anielle Franco e Luyara Santos.

Atuação: Usina de Ideias é uma associação criada por moradorxs do Parolin, em Curitiba, que realiza ações e atividades sociais e culturais para crianças, jovens, adultos e idosos moradores ou não da favela.

 

- Lute Como Uma Garota - branco com rosa

Parceira: Fundação Laço Rosa

Atuação: instituição sem fins lucrativos, destaque na disseminação de informação, influência em políticas públicas para o câncer de mama, defesa de direitos de pacientes e resgate da autoestima. Entre os projeto da instituição estão “Rosas do Morro”, que leva a comunidades carentes informações sobre a doença e os direitos da mulher. O site da fundação, uma plataforma interativa, é uma fonte segura de conteúdo sobre o tema e traz desde artigos científicos a comportamento. Há dois anos, desenvolveram o curso “Força na Peruca”, um programa de qualificação profissional em perucaria, onde parte da produção deve ser doada para o Banco de Perucas, que faz faz doações gratuitas a pacientes em quimioterapia. Nesses sete anos, mais de seis mil mulheres receberam uma peruca embalada em papel presente, com mimos e cartas de incentivo escritas por pessoas que já passaram ou passam pelo menos que elas.

 

- E agora que você sabe?

Parceira: Olhar de Cinema e “Ferrugem” filme de Aly Muritiba.

Atuação: o longa metragem fala sobre bullying e vazamento de fotos e vídeos de mulheres. A frase conversa com quem compartilha, pois isso é crime.

 

- Eu estou com ela

Parceira: Coletivo Cássia

Atuação: Grupo de lésbicas e bissexuais do Grupo Dignidade, primeira ONG no Paraná e a segunda mais antiga do Brasil, que atua há 26 anos na defesa e promoção dos direitos LGBTI+

 

- Produza como Uma garota

Parceria: Olhar de Cinema - Festival Internacional de Curitiba

Atuação: começou suas atividades em 2012 como um evento internacional de cinema independente que acontece todo mês de junho na cidade de Curitiba.

 

- Entenda que você faz parte

Parceira: Teto Curitiba - TETO Brasil

Atuação: é uma organização internacional que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas mais precárias, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários.

 

- Meu corpo é político

Parceria: Alice Riff, Olhar de Cinema e Casa Nem

Atuação: Documentário da Alice narra a luta de quatro pessoas trans, militantes da luta pelos direitos LGBT. Olhar de Cinema é a distribuidora deste filme. Casa Nem é uma casa de apoio e acolhimento de pessoas trans no Rio de Janeiro.

 

- Você importa pra mim ou Ou empotan pou mwen

Parceria: Criativos do Haiti

Atuação: é uma iniciativa social independente sem fins lucrativos, que mobiliza voluntários para desenvolver atividades de cunho humanitário no Haiti.

 

- Mulher, solta a tua voz

Parceira: Festival Sonora Curitiba e Festival Sonora Olinda

O que é: feira de música produzida por mulheres para divulgar o trabalho de mulheres.

 

- O som que nasce delas

Parceira: Sonora Soma

O que é: Feira de música produzida por mulheres para mulheres do ramo musical.

 

- Mulheres à margem resistem

Parceria: Ebulição Marginal (Curitiba)

Ação: A frase criada pela escritora Ana Azevedo foi tema da Mostra Ebulição Marginal realizada em 2017, que homenageou a escritora brasileira Carolina Maria de Jesus. A Peita doou cerca de 40 camisetas, além de ajudar na divulgação do evento. A presidenta deu uma oficina de Lambe e Intervenção Urbana para os adolescentes que estavam participando.

 

- P.u.t.a

Parceira: Mulamba

Atuação: banda feminista que debate opressões em suas músicas.

 

- Apoio Geração Bizu

Atuação: é um programa de desenvolvimento pessoal, social e profissional de pessoas monitoradas por tornozeleiras eletrônicas, para a inserção no mercado de trabalho.

 



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Amanda Lyra

Amanda Lyra

Clave do som


Gustavo Siqueira

Gustavo Siqueira

Santa catarina Em Foco


Tacy de Campos

Tacy de Campos

Coluna Tacy de Campos




Mais lidas
São José dos Pinhais vai receber a 3ª Edição do Festival de Cerveja Artesanal

São José dos Pinhais vai receber a 3ª Edição do Festival de Cerveja Artesanal

A 3ª Edição do Festival da Cerveja Artesanal esta chegando


Movimento #ElasPilotam promove primeiro encontro regional em Curitiba

Movimento #ElasPilotam promove primeiro encontro regional em Curitiba

Movimento de mulheres que pilotam motocicletas, ou que gostam do universo duas rodas


"Fafá Conta" e parque temático animam feriado curitibano

"Fafá Conta" e parque temático animam feriado curitibano

Atrações de Páscoa do Palladium Shopping Center acontecem nos dias 18, 19 e 20 de abril


Mello Jr. - Gravação do Novo Disco e Pré Venda

Mello Jr. - Gravação do Novo Disco e Pré Venda

O guitarrista Mello Jr lança campanha de financiamento coletivo.


Destaques de Santa Catarina

Destaques de Santa Catarina

Dia do jornalista, 40 anos do vovô Chopão e muito mais.


Estadual de Natação de Inverno acontece no Complexo Aquático do Santa  Mônica Clube de Campo

Estadual de Natação de Inverno acontece no Complexo Aquático do Santa Mônica Clube de Campo

Mais de 300 atletas disputarão as categorias Infantil, Juvenil, Junior e Sênior




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)