Terça, 06 de novembro de 2018, 00:00 h - Atualizado em 06/11, 11:07 h

Toke Joven celebra dia da Consciência Negra com produção de Cauane Ribeiro

O Dia da Consciência Negra é comemorado em todo território nacional dia 20 de novembro.

Vera Rosa com fonte Toda Matéria :De Bem com a Vida
Autor: Vera Rosa com fonte Toda Matéria
O conteúdo desta matéria é de total responsabilidade do autor.
Foto: Rosane Gondro.

Dia da Consciência Negra é comemorado em todo território nacional dia 20 de novembro. Esta data foi escolhida por ter sido o dia da morte do líder negro "Zumbi", que lutou contra a escravidão no Brasil. A celebração relembra a importância de refletir sobre a posição dos negros na sociedade. Afinal, as gerações que sucederam a época de escravidão sofreram diversos níveis de preconceito.

 O Toke Joven Cabeleireiro e Estética presta homenagem retratando a beleza da mulher negra em uma super produção da design de moda  Cauani Ribeiro, que diz ter orgulho da sua cor e o que ela representa. Nas lentes de Rosane Gondro. 

Foto: Rosane Gondro.

A data foi estabelecida pelo projeto Lei n.º 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. No entanto, somente em 2011 a lei foi sancionada (Lei 12.519/2011) pela presidente Dilma Rousseff. Em alguns estados do país, o Dia da Consciência Negra é feriado como no Rio de Janeiro, Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

 

História do Dia da Consciência Negra

As diversas nações africanas não se reconheciam como negros, e sim como Bantos, Haúças, Niams, Fulas, Kanembus, etc.

Os primeiros africanos trazidos para o Brasil como escravos chegaram aqui em 1532. A abolição do tráfico negreiro deu-se em 1850, pela Lei Eusébio de Queiroz. Após a abolição formal da escravidão no dia 13 de maio de 1888, a busca da "liberdade" e da igualdade por direitos dos negros jamais cessou.

O sentimento de discriminação sentido por todos os lados tornou o negro excluído da sociedade, da educação e assim, marginalizado no mercado de trabalho.

Essa exclusão foi aos poucos se diluindo. O negro encontrava lugar nos esportes e artes, mas não tinha acesso à universidade, por exemplo. Deste modo, a população negra optou por uma celebração simbólica dessa luta constante para sua libertação.

 

Fonte: Toda Matéria



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:



Colunista do dia
Julio Borges

Julio Borges

Artes Marciais


Tiomkim

Tiomkim

Coluna Tiomkim




Mais lidas
Festa Alemã do Rotary Club movimentou São José dos Pinhais

Festa Alemã do Rotary Club movimentou São José dos Pinhais

Evento tradicional aconteceu na Casa da Amizade


Caminhada Internacional da Natureza fecha o ano no Avencal em São José dos Pinhais

Caminhada Internacional da Natureza fecha o ano no Avencal em São José dos Pinhais

Mais de 2mil pessoas estiveram presentes e caminharam na área rural


Thiago Lopes recebe Título de Cidadão Benemérito

Thiago Lopes recebe Título de Cidadão Benemérito

Homenageado é compositor do hino mundial do jubileu de ouro da renovação carismática católica


São José dos Pinhais recebeu Marcha para Jesus e Festival Promessas

São José dos Pinhais recebeu Marcha para Jesus e Festival Promessas

Este é o quarto ano que acontece o Festival Promessas no Município e também a sexta edição da Marcha Para Jesus


Banda Estação 41 chega ao Teatro SESI SJP em única apresentação

Banda Estação 41 chega ao Teatro SESI SJP em única apresentação

Após o sucesso do show de estréia no Rio de Janeiro, a Banda Estação 41 lança disco "O Alvo" em São José dos Pinhais.


Artistas e fãs lançam campanha "Queremos Rick Ferreira no Rock in Rio"

Artistas e fãs lançam campanha "Queremos Rick Ferreira no Rock in Rio"

Pessoas de todo o país mandam mensagens em apoio ao lendário guitarrista de Raul Seixas




Mais notícias desta categoria


Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)