Programa MobilizAção atendeu mais de 1.600 crianças em recomposição de aprendizagens no pós-pandemia

Fonte: Prefeitura de Pinhais 

O Programa MobilizAção atendeu 1.660 crianças d000a rede municipal de ensino neste ano. O projeto faz parte dos investimentos acima de R$ 30 milhões em 2023 da Prefeitura de Pinhais na área de Educação, e tem trazido resultados positivos para a superação das dificuldades ou defasagens do processo de ensino-aprendizagem dos estudantes, em razão do período de pandemia de covid-19.

Em 232 grupos de atendimento, as ações envolveram diretamente 104 professores, além de todos os demais profissionais das escolas que atuaram junto às famílias. Segundo a secretária municipal de Educação, Andrea Franceschini, os resultados bem sucedidos “foram possíveis devido à competente ação de nossos professores que atenderam aos educandos com etzmpenho e dedicação nas ações do programa, assim como em todo o processo cotidiano das escolas”.

Ao longo do ano, os atendimentos foram ofertados de acordo com a disponibilidade de cada família. As aulas ocorrem no contraturno, ou com a extensão da carga horária nos períodos regulares, ou ainda aos sábados de manhã, com  grupos de até dez alunos. Nas escolas de Educação Integral em Tempo Ampliado, o atendimento ocorreu nas aulas de Orientação Pedagógica de Estudos, do currículo complementar.

A partir do mês de outubro, o programa previu uma ação de atendimento específico aos alunos dos quintos anos, visando apoiar o processo de transição para o 6º ano, quando é feita a progressão para o Ensino Fundamental 2.

Na Escola Clementina Cruz, no bairro Estância Pinhais, a Roziele da Silva Reis, mãe do aluno do 2º ano, Vitor Davi Reis de Lima, enalteceu o desenvolvimento do filho. “Ele está fazendo aulas aos sábados e está adorando. Ele leu com a professora e ligou para toda a família dizendo que já estava lendo. Estou muito satisfeita com o programa. A professora também disse que ele está mais concentrado, amadureceu”, relatou.

O acompanhamento individual dos avanços são registrados mês a mês, com informações à disposição da equipe pedagógica de cada escola. Os registros embasam o direcionamento das ações e intervenções pedagógicas a serem efetivadas ao longo do ano letivo de 2023.

Além disso, uma troca de experiências entre profissionais das diferentes escolas está marcada para este final de ano letivo, na sede da Secretaria Municipal de Educação. Professores e equipes que atuaram no projeto poderão participar por adesão ao encontro, em uma oportunidade para o compartilhamento de relatos e ações executadas.

A iniciativa da Prefeitura de Pinhais é inovadora na área da Educação no pós-pandemia, pois além de oferecer mais este recurso pedagógico, paga uma bolsa aos professores selecionados para esta função de reforço escolar. O programa teve investimentos de cerca de R$ 1,5 milhão, para atender alunos do 2º ao 5º ano da Rede Municipal de Ensino. Profissionais da educação do próprio quadro da Prefeitura recebem uma bolsa, conforme critérios estabelecidos pela Semed.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui