Se perdoe, perdoe e cure o seu feminino

Foto: Divulgação.

Primeiro dia do mês de julho, primeiro dia da semana, e hoje uso este meu espaço especial para compartilhar um texto profundo, da Morena Cardoso, para uma cura necessária no mundo: a cura das relações entre as mulheres.

Este texto pode ser usado como uma oração, um rezo, uma prece, e ser feito sempre. É lindo e transformador. Experimente!

 

“Eu assumo, neste momento, a responsabilidade pela cura de minhas relações com todas as mulheres.

Peço perdão por cada momento que me movi em direção à competição, ao territorialismo, à agressividade passiva…e por cada momento em que respondi a tudo isso também em desamor…

Peço perdão por cada vez que olhei nos olhos de outra mulher e não consegui perceber que via somente a mim mesma… Caindo no julgamento, na crítica e no distanciamento.

Peço perdão por toda e qualquer traição da confiança ou expectativa alheia.

Peço perdão por qualquer palavra que foi dita indevidamente, e criou qualquer desarmonia ou desavença.

Peço perdão por minha vitimização, pela falta de responsabilidade em minhas relações, pela falta de carinho e cuidado…

Sinto muito, por ter sido em muitos momentos, o reflexo feio e obscuro de mim mesma e muitas outras mulheres que encontrei em meu caminho. Sinto muito se a expressão de meu Ser pode, em algum momento, ter causado dor ou desconforto.

Eu perdôo… Por ter sido traída, julgada, mal tratada, hostilizada e subjugada por tantas mulheres.

Perdôo o fato de que foram as próprias mulheres quem criaram as fogueiras da inquisição e quem criaram os homens do patriarcado.

Perdôo por não ter sido acolhida em minhas fragilidades, por não ter sido aceita em minhas imperfeições e por não ter sido enxergada em minha exuberância.

Perdôo, e peço perdão.

E aceito…

Recebo minhas irmãs em meu ventre e meu coração…

Me abro, recebo

Me abro, e acolho. Enquanto faço de minha alma o palco de uma revolução de flores.

Sinto muito, me perdoe, obrigada e eu amo você.

Que o Sagrado Feminino seja uma benção para a cura de todas as nossas relações. Aha Metakiase!”

 

LUA: Nova
Banhos: rosas ou alfazema

 

**

Tânia Jeferson
Mistica

Tânia Jeferson

Tânia Jeferson é jornalista profissional, curiosa sobre os enigmas do universo desde sempre, conectada com a natureza, interessada em cristais, elementais e principalmente na evolução do ser. Estuda o Sagrado Feminino, participa do Círculo de Aine e ministra oficinas e palestras sobre o universo do tema. Acompanhe no Instagram: @heyamistica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui