41 arcos de lua na caminhada da minha existência

Sêneca ensinou: "O tempo que nos é dado viver só parece curto quando vivemos de modo errado”. Brinde à vida. - Foto: Patrine Alves - Paluart

Olá. Que alegria ter você aqui comigo, especialmente hoje, ano novo!!!! Esta celebração não é igual para todas as culturas. Os cristãos iniciam o ano em primeiro de janeiro. O povo judaico celebra entre setembro e outubro. Pela contagem lunar do extremo oriente, o ano chega entre janeiro e fevereiro. Mas para cada um de nós o ano novo começa no dia do nosso aniversário.

Cada um tem seu ano novo particular, e hoje é o meu. Completo 41 arcos de lua na caminhada da minha existência e celebro feliz! Astrologicamente, o aniversário não se dá só no dia em que nascemos, mas inclui os  três dias anteriores e os três dias posteriores.

Cada aniversário significa um renascimento e o fim de um ciclo. Foram 365 “sóis”, 13 luas cheias. Agora temos a chance de renascer com o sol passando pela mesma posição no céu em que estava quando nascemos. Temos nossa energia vital renovada!

A astróloga Monica Horta, define muito bem a importância do sol nos ciclos da natureza, sua influência sobre nós, especialmente no dia do aniversário.

“Durante os 365 dias do ano, um peregrino solitário se desloca no céu. Seu caminho é um ciclo interminável com hipotéticos começo e fim nos últimos dias de março. Seu passo regular determina o calor e o frio, a abundância ou a miséria, as grandes secas e as grandes inundações. Mais do que isso, determina as mudanças de luz que colorem o mundo. A cor e o brilho da luz que cada ser humano vê no dia em que nasce. É a natureza dessa luz que determina a qualidade do dia do nosso aniversário”, afirma.

Astrologia?

A maior parte das pessoas acredita que os signos tem a ver com as constelações, mas os signos tem a ver com as estações do ano. Segundo a astróloga, quando os antigos diziam que “fulano nasceu no tempo de Capricórnio” estavam dizendo apenas que “ fulano nasceu no começo do inverno”. (Lembrando que a Astrologia nasceu no hemisfério norte e o simbolismo que está associado a ela deriva das estações de lá.)

Há seis mil anos, quando a astrologia estava nascendo, o primeiro dia do inverno coincidia com a entrada do sol na direção do signo de Capricórnio. A constelação era apenas uma referência para o início de um tempo em que a vida ficaria mais difícil e a natureza mais hostil. É daí que vem a ideia de que quem nasce neste tempo sabe lidar com as dificuldades e leva a vida muito a sério. E as relações com todos os signos se davam desta forma.

Mas existe um fenômeno da natureza chamado “precessão dos equinócios” que, segundo os especialistas, faz com que as constelação escorreguem no céu e estão longe do lugar em que estavam quando o conceito de signo foi estabelecido.

Segundo os estudiosos, a precessão ocasiona uma antecipação dos equinócios – o momento no movimento de translação em que a iluminação solar encontra-se igualmente distribuída nos dois hemisférios terrestres. Assim, a cada ano, os equinócios são antecipados 20 minutos, de forma que, a cada dois mil anos, temos um mês de diferença.

Mas ninguém precisa se preocupar com isso. Ainda de acordo com o texto de Monica Horta, as constelações podem mudar de lugar, mas as estações continuam as mesmas. “O mundo moderno conseguiu alterar o clima, mas ainda não perturbou o passo do sol.”

Seu mapa astral

Volte no tempo e chegue até o dia que você nasceu com a chama da vida acesa dentro do seu peito. No momento do nascimento, você recebeu energias particulares e especiais influenciadas pela posição do sol no céu, da lua, dos planetas, das constelações.

Todo esse desenho astrológico é retratado no nosso mapa natal, ou mapa astral como se conhece popularmente. O mapa nos dá a oportunidade de conhecer e entender nossa natureza por meio de uma análise dos raios cósmicos que ´céu derramou sobre nós no momento do nosso nascimento.

Qual é o seu signo?

Quando eu nasci o sol estava em Peixes. Sou do primeiro dia do signo de Peixes, com ascendente em Touro, e lua em Leão. Tá, mas e daí? O que tudo isso significa?

Significa muito. Significa, mais uma vez, que temos conexão com todos os elementos do universo. Que o sol nos aquece e nos dá vitalidade, assim como a lua nos traz reflexão e feminilidade. A terra nos dá energia. A água está em nós, representa 75% da composição do nosso organismo. O ar nos enche os pulmões de vida e o fogo deve estar sempre aceso dentro de nós para que sigamos pelo nosso trilho com alegria e sede de sempre mais (conhecimento).

Celebre
Sim, comemore o seu aniversário e de todos que você ama. Há algo de substancial e divino a ser celebrado, especialmente quando um ano a mais de vida significa um passo adiante na evolução e no autoconhecimento – um ano mais de experiência e aprendizado.

Comemorar o aniversário pode ser um belo reencontro com a primeira luz que os nossos olhos viram. É depois do aniversário que sentimos o alívio maior chegar e a presença de uma nova força magnética à nossa disposição. Eu vou aproveitar!!! Aproveite a sua quando o seu ano novo chegar!!!

LUA: CHEIA
AROMAS DA LUNAÇÃO: Florais e envolventes
MENSAGEM DA SEMANA: O céu do momento do nascimento fala de muito mais coisas do que está determinado pela posição do Sol. Mas lá está também uma centelha brilhante que é como uma marca registrada da nossa individualidade.

**

Tânia Jeferson
Mistica

Tânia Jeferson

Tânia Jeferson é jornalista profissional, curiosa sobre os enigmas do universo desde sempre, conectada com a natureza, interessada em cristais, elementais e principalmente na evolução do ser. Estuda o Sagrado Feminino, participa do Círculo de Aine e ministra oficinas e palestras sobre o universo do tema. Acompanhe no Instagram: @heyamistica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui