13.9 C
São José dos Pinhais
domingo, 24 maio 2020
Início Variedades Com oito dias de lockdown, cidade da RMC comemora ter zerado casos...

Com oito dias de lockdown, cidade da RMC comemora ter zerado casos de coronavírus em três bairros

Lockdown termina na próxima quinta-feira (28) e tendência é que não seja renovado. Foto: Divulgação

O secretário municipal de Governo, Comunicação e Desenvolvimento Econômico, André Luiz Santos, comemorou que a população da região, estimada em seis mil pessoas, tenha percebido a importância da medida de isolamento

Fonte: Luiz Henrique de Oliveira | Banda B

As regiões de Capivari (Barragem), Ribeirão Grande e Jaguatirica, em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba, estão em lockdown (bloqueio total) desde o último dia 14, devido ao aumento de casos de coronavírus e a morte de mãe e filha, de 84 e 64 anos. Desde então, até o início da tarde desta sexta-feira (22), mais nenhum caso da doença foi registrado, de acordo com a Prefeitura, que comemora os frutos da medida de isolamento.

Em entrevista à Banda B, o secretário municipal de Governo, Comunicação e Desenvolvimento Econômico, André Luiz Santos, comemorou que a população da região, estimada em seis mil pessoas, tenha percebido a importância da medida de isolamento. “A população respeitou e não tivemos nenhum novo caso registrado, o que mostra que a medida teve efeito. Foi uma medida inovadora, de um lockdonw regional, porque somos um município muito extenso, então foi interessante fazer desta forma”, disse.

De acordo com Santos, a única ressalva ficou para turistas, a maioria de Curitiba, que vieram no fim de semana para a região. “A única questão foi a presença de turistas durante o fim de semana. Muitos vieram de Curitiba para acampar aqui, mas já na segunda-feira fizemos bloqueios em todos os acessos possíveis, Até bom deixar esse alerta de que não adianta tentar entrar aqui neste fim de semana. A região do Parque Ari Coutinho, na Represa do Capaviri, por exemplo, está sem acesso”, explicou.

Ainda segundo o secretário, o lockdown vai até a próxima quinta-feira e a Prefeitura de Campina Grande do Sul ainda vai definir o que acontecerá depois, mas a tendência é de terminar a medida. “O lockdown tem esse prazo de 15 dias. Se for necessário, podemos manter por mais 15 dias, mas acredito que pelo andamento das coisas vamos conseguir liberar os bairros para voltarem ao normal”, disse.

O lockdown restringe a circulação de pessoas, exceto para compra de alimentos, medicamentos, produtos de limpeza e higiene pessoal, bem como para comparecimento ao trabalho, consultas médicas ou realização de exames médicos, nos casos de problemas de saúde inadiáveis.

Números

Campina Grande do Sul tem 19 casos confirmados da doença e três mortes. Além da mãe e filha moradoras na Jaguatirica, um homem de 84 anos de idade, morador do bairro Paiol de Baixo (Terra Boa), também localidade do interior da cidade, morreu há cerca de 15 dias, após permanecer em estado grave internado no hospital Nossa Senhora do Rocio por quase duas semanas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui