Tornozeleira eletrônica

Tornozeleira eletrônica
Foto: Divulgação

Muitos viram a notícia de um assaltante que foi preso com o auxílio do rastreamento da tornozeleira eletrônica.

Infelizmente essa é uma notícia comum, mas ao invés de comemorarmos a prisão de um criminoso, não devíamos questionar se a tornozeleira está sendo utilizada como deveria ser?

E também perguntar. O que um criminoso condenado; com uma tornozeleira eletrônica está fazendo circulando livremente pela cidade, sem controle e cometendo crimes com toda a tranquilidade, e sem medo da polícia?

Algo está errado!

A utilização da tornozeleira eletrônica é de fundamental importância para a Segurança Pública e para a sociedade como um todo.

Ela ajuda a recuperar condenados que por não ficarem presos, não são influenciados por outros marginais na prisão, facilitando sua reinclusão na sociedade; reduz o custo do Estado na manutenção de presos confinados no sistema penitenciário; libera vagas para que realmente criminosos perigosos fiquem presos; além de outros benefícios indiretos.

O Sistema ideal é utilizar a tornozeleira eletrônica com “cerca eletrônica”, ou seja, delimitar uma área de circulação e faixas de horários.

Ex.: das 20:00h às 06:00h, não pode sair de casa:
das 06:00h às 08:00 definir o itinerário do trabalho (se sair do itinerário, gera alerta);
das 08:00h às 18:00h, no local do trabalho:
das 18:00h às 20:00h, deslocamento para casa.

Qualquer saída fora do itinerário, ou dos horários pré-estabelecidos, gera alerta, a polícia é acionada e o infrator preso por descumprimento das normas do benefício de não ficar preso e poder usar a tornozeleira eletrônica.

Aí sim, a tornozeleira seria eficiente, e não teríamos esses crimes sendo cometidos regularmente por usuários desse sistema.

Hoje infelizmente a usamos para prender o criminoso, que após ser identificada pela vítima, os policiais já sabem a quem procurar.

Hoje o Estado está pagando por um serviço que é bom, mas está sendo mal utilizado.

Para sugestões de matérias ou dúvidas, encaminhe e-mail para [email protected]

 

**

Cel Costa Filho

Especialista em Segurança, colaborador do Portal VRNews. Assina coluna toda terça-feira. As opiniões aqui expressas são de responsabilidade do autor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui